Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/100
Tipo: Tese
Título: Variação de renda familiar, desigualdade e pobreza no Brasil
Título(s) alternativo(s): Variation of family income, inequality and poverty in Brazil
Autor(es): Guimarães, Patrick Wohrle
Primeiro Orientador: Lima, João Eustáquio de
Primeiro coorientador: Silva, José Maria Alves da
Segundo coorientador: Carvalho, Fátima Marília Andrade de
Primeiro avaliador: Neder, Henrique Dantas
Segundo avaliador: Dias, Roberto Serpa
Terceiro avaliador: Braga, Marcelo José
Abstract: Nesse trabalho busca-se investigar as relações entre crescimento econômico, distribuição de renda e pobreza no período de 1995 a 2005, mostrando a relevância do esclarecimento dessas relações para implementação de políticas públicas que visem à melhoria das condições sociais. Inicialmente o estudo mostra a evolução da pobreza, da distribuição de renda e da flutuação da renda média familiar per capita ao longo do período analisado. Com essa descrição inicial, as relações entre tais grandezas são feitas a partir da seleção de três modelos: um que relaciona as variações nos indicadores de pobreza e os principais componentes que respondem por essa variação modelo de decomposição das fontes; outro que simula os efeitos da variação da renda familiar per capita e dos indicadores da concentração sobre o nível de pobreza modelo de elasticidade; e, por fim, um modelo que associa as relações entre concentração de renda e crescimento econômico no estrato mais alto de renda. Os resultados obtidos mostram que a desigualdade da distribuição de renda tem se reduzido de maneira lenta e gradual. Levando em conta o índice de Gini, a queda da desigualdade de renda foi de 5,19%, sendo a maior parte dessa redução alcançada em período mais recente (2001-2005). Um fato importante nessa redução diz respeito à parcela mais pobre da população que está se apropriando de uma parcela maior da renda. Por outro lado, as medidas de pobreza sofreram um aumento generalizado e o número de pessoas pobres, em média, no período mais recente (2001-2005) tendeu a se estabilizar em 32%. No período de 2001-2005, as medidas de pobreza que dão maior peso aos mais pobres têm se reduzido. Por fim, a renda real familiar per capita média proxy para o crescimento econômico permaneceu estagnada. O modelo de decomposição das variações nas medidas de pobreza mostra que nos períodos em que houve redução da pobreza no Brasil, o fator responsável por essa redução ainda foi o crescimento econômico. Adicionalmente, o modelo de elasticidade mostra que o efeito potencial da redistribuição é maior do que o efeito potencial do crescimento econômico. Dessa dicotomia entre o real e o previsto, podem ser estabelecidas as seguintes considerações: a) sob níveis de concentração de renda mais baixos, mesmo taxas de crescimento muito baixas produzem efeitos muito maiores; b) existe uma dependência entre o nível de concentração de renda inicial e o efeito do crescimento; e c) taxas de crescimento pequenas num país muito desigual condenam o país a um quadro social desigual.
The purpose of this work was to investigate the relationships among economic growth, income distribution and poverty in the period 1995 to 2005, showing the relevance of the explanation of those relationships for implementation of public policies that seek to the improvement of the social conditions. Initially this work shows the evolution of poverty, income distribution and flotation of the medium per capita family income along the analyzed period. Those relationships are analyzed starting from the selection of three models: a first one that relates the variations in the poverty indicators and the main components that answer for this variation - decomposition model; a second that simulates the effects of the variation of the income and the concentration indicators on the poverty level - model of elasticity; and finally a model that associates the relationships between concentration of income and economic growth in the higher level income. The results show that inequality of the income distribution has reduced in a slow and gradual way. According the index of Gini, the fall in the inequality of income was 5,19% and most of that reduction reached in the most recent period (2001-2005). An important fact in that reduction is that the poorests of the population are appropriating of a larger portion of the income. On the other hand, the poverty measures suffered a widespread increase and the number of poor people on average in the most recent period (2001-2005) tends to stay in 32%. In the most recent period (2001-2005), the poverty measures that give bigger weight to the poorests have reduced. Finally, the medium per capita family income proxy for the economic growth stayed stagnated. The model of decomposition of the variations in the poverty measures shows that in the periods in which there was reduction of the poverty in Brazil, the main factor for that reduction is still the economic growth. Additionally, the model of elasticity shows that the potential effect of the redistribution is bigger than the potential effect of the economic growth. From that dichotomy between the real and foreseen it is possible to establish the following considerations: a) in lower levels of concentration of income taxes of very low growth produce very larger effects even; b) a dependence exists between the level of concentration of initial income and the effect of the growth; c) small growth taxes in a very unequal country condemn the country to an unequal social scene.
Palavras-chave: Pobreza
Distribuição de renda
Crescimento econômico
Amostra complexa
Poverty
Income distribution
Economic growth
Complex sample
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::DEMOGRAFIA::POLITICA PUBLICA E POPULACAO::POLITICAS DE PLANEJAMENTO FAMILIAR
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Economia e Gerenciamento do Agronegócio; Economia das Relações Internacionais; Economia dos Recursos
Programa: Doutorado em Economia Aplicada
Citação: GUIMARÃES, Patrick Wohrle. Variation of family income, inequality and poverty in Brazil. 2007. 194 f. Tese (Doutorado em Economia e Gerenciamento do Agronegócio; Economia das Relações Internacionais; Economia dos Recursos) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/100
Data do documento: 10-Ago-2007
Aparece nas coleções:Economia Aplicada

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf931,51 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.