Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/10004
Tipo: Tese
Título: Dispersão, preferência hospedeira e potencial de parasitismo do ácaro Acarophenax lacunatus
Dispersion, host preference and parasitism potential of the mite Acarophenax lacunatus
Autor(es): Oliveira, Carlos Romero Ferreira de
Abstract: O interesse por métodos não-químicos de controle de pragas em grãos armazenados vem aumentando, uma vez que os consumidores estão menos tolerantes aos resíduos nos alimentos e há sucessivos relatos de resistência a inseticidas em muitas espécies de insetos de produtos armazenados. O controle biológico surge como uma das alternativas e existem vários casos de sucesso desse método, principalmente quando inserido em programas de manejo integrado de pragas. Pesquisas com o ácaro Acarophenax lacunatus (Cross & Krantz) vêm sendo desenvolvidas e demonstram que sua utilização no controle biológico de coleópteros-praga de produtos armazenados é promissora. Assim, esta pesquisa foi dividida em cinco etapas que abordam estudos básicos com este inimigo natural, visando fornecer subsídios para sua futura liberação em programas de controle biológico em ambientes de armazenamento. A primeira etapa está relacionada com a capacidade de A. lacunatus sobreviver à inanição sob diferentes temperaturas. Foram simuladas situações de escassez de alimento, sendo observado que A. lacunatus conseguiu sobreviver na ausência de alimento por até 108 horas, nas temperaturas de 20, 25 e 28 0C. A segunda etapa avaliou se este ácaro dispersa numa massa de grãos e consegue localizar o hospedeiro Rhyzopertha dominica (Fabricius). Constatou-se a habilidade de A. lacunatus em penetrar até 20 cm de profundidade e localizar ovos de R. dominica em diferentes regiões na massa de grãos, colonizando o ambiente de forma ativa. A terceira etapa consistiu no estudo da biologia de A. lacunatus sobre os hospedeiros Tribolium castaneum (Herbst) e Cryptolestes ferrugineus (Stephens) nas temperaturas 20, 25, 28, 30, 32 e 35 0C. A temperatura influenciou os parâmetros biológicos do ácaro, sendo a taxa intrínseca de crescimento (rm), a taxa líquida reprodutiva (Ro) e a razão sexual diretamente proporcionais ao aumento da temperatura. As maiores progênies (19 indivíduos/fêmea do ácaro em T. castaneum e 15 indivíduos/fêmea do ácaro em C. ferrugineus) foram observadas à temperatura de desenvolvimento. 30 A 0 C, demonstrando quarta que essa temperatura favorece seu etapa abordou um estudo de seleção de linhagens de A. lacunatus, que foram mantidas por sucessivas gerações, isoladamente, sobre os hospedeiros T. castaneum, C. ferrugineus e R. dominica. Teve como objetivo testar a preferência do ácaro por ovos desses coleópteros, em testes mensais, durante nove meses, na tentativa de detectar possíveis mudanças nessa preferência que possam indicar a seleção de linhagens desse ácaro com uma melhor performance sobre estes insetos. Houve uma influência significativa do tempo sobre a taxa de parasitismo, sendo R. dominica o hospedeiro mais parasitado em todas as situações, indicando que esta preferência parece estar fixada geneticamente, uma vez que A. lacunatus vem sendo mantido sobre este hospedeiro desde sua introdução no Brasil. Foi calculada a herdabilidade (h2) para T. castaneum e C. ferrugineus, sendo que este valor foi maior para T. castaneum. Isso indica que a seleção de linhagens desse ácaro com um melhor desempenho sobre T. castaneum pode ser realizada. Já a quinta etapa consistiu no estudo do potencial de parasitismo de A. lacunatus sobre o coleóptero T. castaneum, onde observou-se que o aumento da densidade do ácaro implicou no aumento do número de ovos parasitados, com conseqüente redução das populações desse inseto. Assim, novas informações sobre A. lacunatus são acrescentadas e indicam que sua utilização no controle biológico de T. castaneum, C. ferrugineus e R. dominica pode ser viável.
The interest for non-chemical control methods of stored grain pests is increasing since the consumers are less tolerant about insecticide residues on food and there are reports of insecticide resistance in insects of stored products. The biological control appears as an alternative and there are several success cases of the control method, mainly within integrated pest management programs. Studies with the mite Acarophenax lacunatus (Cross & Krantz) have been carried out and show the potential of its use in the biological control of stored grain beetles. Therefore the present study was divided in five phases encompassing basic investigations with this natural enemy aiming to provide support for its future use in biological control programs in storage facilities. The first phase is related with the capacity of A. lacunatus to survive under starvation at different temperatures. This mite species was able to survive for up to 108 hours at the temperatures of 20, 25 and 28 0C. The second phase focused on assessing the dispersal of this mite species in the grain mass and its ability to locate its host Rhyzopertha dominica (Fabricius). The mite was able to penetrate up to 20 cm deep and locate eggs of R. dominica in different regions of the grain mass efectivelly colonizing the environment. The third phase involved the biology of A. lacunatus on the hosts Tribolium castaneum (Herbst) and Cryptolestes ferrugineus (Stephens) at the temperatures 20, 25, 28, 30, 32 and 35 0C. The temperature affected the biological parameters of the mite with a proportional increase in the intrinsic growth rate (rm) net reproductive rate (Ro) and sex ratio with increased temperature. The greates progenies (19 individuals/female in T. castaneum and 15 individuals/female in C. ferrugineus) were observed at 30 0C temperature showing that this temperature favors the mite development. The fourth phase focused the selection of mite strains maintained for several generations in different hosts (T. castaneum, C. ferrugineus and R. dominica). The objective was to test the host egg preference of each selection line in monthly tests trying to detect changes in preference through time. There was a significant influence of time on the parasitism rate with R. dominica always being the preferred host and indicating that this preference was genetically fixed in the mite population. The heritability (h2) of egg preference for the hosts T. castaneum and C. ferrugineus was calculated and higher values were observed for T. castaneum. This indicates that selection for better performance in T. castaneum is possible. In the fifth phase of the present effort, we investigated the parasitism potential of A. lacunatus in the beetle T. castaneum where an increase in mite density led to an increase in the number of parasitized eggs with a consequent reduction of this insect population. Therefore, new information on A. lacunatus was obtained indicating the viability of its use in biological control programs against T. castaneum, C. ferrugineus and R. dominica.
Palavras-chave: Acarophenax lacunatus
Ácaro no controle biológico de pragas
Coleóptero – Controle biológico
Rhyzopertha dominica
Dinoderus minutus
Cryptolestes ferrugineus
Tribolium castaneum
Grãos – Doenças e pragas – Controle biológico
CNPq: Ciências Biológicas
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: OLIVEIRA, Carlos Romero Ferreira de. Dispersão, preferência hospedeira e potencial de parasitismo do ácaro Acarophenax lacunatus. 2005. 81f. Tese (Doutorado em Entomologia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2005.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/10004
Data do documento: 10-Jun-2005
Aparece nas coleções:Entomologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,76 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.