Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/10036
Tipo: Tese
Título: Herreria salsaparilha Martius (Herreriaceae): anatomia, citogenética, citometria de fluxo e propagação in vitro
Herreria salsaparilha Martius (Herreriaceae): anatomy, cytogentics, flow cytometry, and in vitro propagation
Autor(es): Gonçalves, Letícia de Almeida
Abstract: Herreria salsaparilha Martius (Herreriaceae), é uma planta utilizada tradicionalmente pela população como depurativa e anti-sifilítica. Tendo em vista sua importância na medicina popular e a escassez de informações sobre a espécie, os objetivos do presente trabalho foram: caracterizar anatomicamente H. salsaparilha, determinar seu cariótipo e conteúdo de DNA nuclear, estabelecer protocolo para sua propagação in vitro, via proliferação de gemas axilares, e avaliar a influência do tipo de vedação na composição gasosa do ambiente interno de frascos utilizados na cultura in vitro de suas brotações axilares. Para os estudos anatômicos foram analisadas amostras das folhas, do caule, da raiz e de flores. O estudo citogenético foi realizado com ápices radiculares pela técnica de dissociação celular e secagem ao ar e o conteúdo de DNA nuclear foi determinado por citometria de fluxo a partir de tecidos foliares. Na propagação in vitro, as condições de cultivo testadas, em tubos de ensaio e em frascos, foram: meio semi-sólido com ágar ou Phytagel ® , meio líquido estacionário e sob agitação. Em tubos de ensaio foram utilizadas as concentrações de 0, 0,5 1,0, 1,5, 2,0 mg l -1 de BAP e em frascos apenas a concentração de 1,0 mg l -1 de BAP. No experimento de vedação utilizou-se: tampa rígida de polipropileno (T), tampa rígida de polipropileno com filtro (TF), filme de PVC com uma (PVC1) ou duas camadas (PVC2). A organização anatômica das folhas, do caule, da raiz, dos ápices radicular e caulinar e da flor de H. salsaparilha é semelhante em vários aspectos à maioria das monocotiledôneas. Entretanto, estilóides (não documentados antes para a família Herreriaceae) foram observados nas folhas em idioblastos cristalíferos inseridos no mesofilo. H. salsaparilha possui 2n=58 cromossomos, 12 pares acrocêntricos (1,75 a 10,51μm), 16 pares submetacêntricos (1,30 a 3,45 μm) e 1 par metacêntrico (2,80 μm). O conteúdo de DNA nuclear determinado pela citometria de fluxo corresponde a 2C=5,5 picogramas. O conteúdo de DNA nuclear, determinado por citometria de fluxo, corresponde a 2C=5,5 picogramas. A multiplicação de H. salsaparilha em tubos de ensaio contendo meio básico MS semi-sólido com ágar e 1,0 mg l -1 de BAP proporcionou a obtenção de elevado número de brotações. Em frascos contendo meio básico MS líquido, o número de brotações axilares foi maior se comparado ao obtido em meio semi-sólido. O ambiente interno dos frascos foi influenciado pelo tipo de vedação: a evaporação e a evapotranspiração foram superiores nos frascos vedados com TF e nos frascos com brotações vedados com PVC a concentração de O 2 aumentou significativamente ocasionando estufamento do filme de PVC.
Herreria salsaparilha Martius (Herreriaceae) is a species traditionally known for its depurative and anti-syphilitic properties. Due to its importance in popular medicine and the lack of information about the species, this present study was carried out in order to: characterize the species based on anatomical evaluations; determine the nuclear DNA content (in picograms) and set up the caryogram; establish an in vitro propagation protocol based on axillary shoot proliferation from green-house grown adult material; and to evaluate the influence of vessel culture closure type on the internal atmosphere composition throughout proliferation phase. For anatomical studies, samples obtained from leaf, stem, root and flowers were processed. For cytogenetics, root-tip samples were used and processed according to the air-dry cellular dissociation technique. Leaf DNA content (pg) was determined by flow cytometry using a PARTEC flow cytometer. In vitro propagation experiments were set up using either test tubes or baby-food jars, and MS-based medium in both semi-solid (gelled by Phytagel or agar), and liquid (stationary or agitated). Also, several BAP concentrations (0; 0.5.; 1.0; 1.5, and 2.0 mg l -1 ) were tested. The following vessel closures were evaluated: polypropylene closure (T), polypropylene closure with one Millipore filter membrane (0.22 μm) (TF), and one (PVC1) or two (PVC2) PVC plastic film (Goodyear, Brasil). It was found that the anatomical organization of H. salsaparilha is similar in many aspects with other monocotyledons species. However, stiloids were detected in leaf mesophyll within crystalliferous idioblasts, and it has not been previously reported for Herreriaceae. The species has 2n = 58 chromosomes, among them 12 acrocentric pairs (1.75 to 10.51 μm), 16 submetacentric pairs (1.30 to 3.45 μm), and 1 metacentric pair (2.80 μm). Total DNA content, as revealed by flow cytometry, corresponded to 5.5 picograms (2C value). Regarding to in vitro propagation carried out in test tubes, MS-based semi solid medium, supplemented with 1.0 mg l -1 BAP, yielded higher number of axillary shoots among the tested BAP concentrations. However, cultures in baby-food jars presented higher number of axillary shoots in MS-based liquid medium supplemented with 1.0 mg l -1 BAP, as compared to semi-solid counterpart. The internal environment of the culture vessels was influenced by the closure type. The evaporation and evapotranspiration rates were higher in culture vessels sealed with TF closures, whereas in those flasks sealed with PVC film occurred a marked increase in O 2 concentration, making the PVC film to inflate.
Palavras-chave: Plantas medicinais
Cultura de Tecidos
Anatomia vegetal
Citogenética e citometria de fluxo
CNPq: Ciências Biológicas
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: GONÇALVES, Letícia de Almeida. Herreria salsaparilha Martius (Herreriaceae): anatomia, citogenética, citometria de fluxo e propagação in vitro. 2004. 88 f. Tese (Doutorado em Fisiologia Vegetal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2004.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/10036
Data do documento: 20-Fev-2004
Aparece nas coleções:Fisiologia Vegetal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo2,54 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.