Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/10356
Tipo: Tese
Título: Química, física, mineralogia e teores de metais pesados em solos do estado do Amazonas
Autor(es): Moreira, Leo Jakson da Silva
Abstract: A Floresta Amazônica é um importante bioma brasileiro e encontra-se pressionada pelo crescimento econômico do país nas últimas décadas, o que tem contribuído para a degradação de seus recursos naturais. O desenvolvimento de cidades, indústrias e da agricultura promovem a emissão de compostos químicos danosos ao ambiente, dentre eles os metais pesados, que são oriundos principalmente da queima de combustíveis fósseis, do uso de inseticidas, pesticidas, herbicidas, de aterros sanitários, rejeitos de mineração e outros. Assim, a quantificação dos teores naturais de metais nos solos, bem como o conhecimento de suas principais características, apresenta-se de grande relevância na preservação e manutenção deste recurso natural. O objetivo deste trabalho foi realizar a caracterização química, física e mineralógica de solos do estado do Amazonas – Brasil, bem como quantificar os teores de metais pesados nos mesmos e, consequentemente, definir os Valores de Referência de Qualidade (VRQ’s) desses metais. Além disso, foram conduzidos estudos de particionamento, bioacessibilidade e avaliação de risco em uma amostra de solo que apresentou elevado teor de cromo. Os resultados de caracterização química, física e mineralógica dos solos indicaram a presença de solos distintos na região. Os solos de várzea, que recebem contribuição de sedimentos provenientes dos Andes, apresentaram mineralogia expansiva, maior fertilidade natural e potencial para uso agrícola, diferenciando-se dos demais. Observou-se uma distinção entre os solos de terra firme associada principalmente aos atributos de fertilidade e à mineralogia, o que reflete os diferentes materiais de origem da região. Solos de maior riqueza em nutrientes e com mineralogia expansiva foram encontrados principalmente na região do Alto Solimões, tendo como material de origem os sedimentos da Formação Solimões. Já os solos de menor fertilidade e mineralogia do tipo gibbsítica foram encontrados predominantemente nas regiões sudeste e noroeste do estado, sendo formados sobre rochas ígneas e metamórficas dos escudos das Guianas e Brasil Central. De maneira geral, os teores de metais pesados nos solos são baixos, sendo os teores mais elevados obtidos em solos formados sobre rochas ígneas e metamórficas. Os solos de várzea (Gleissolos e Neossolos Flúvicos) apresentaram os maiores teores de elementos considerados de maior mobilidade, tais como Ba, Pb, Co, Zn, Ni, Cu e Mn. Já os solos de terra firme apresentaram os maiores teores de elementos considerados de menor mobilidade, como Fe, Cr, V, Ti, Zr e Al. Para o estado do Amazonas, sugerem-se dois VRQ's por metal, sendo um para os solos de várzea e o outro para os solos de terra firme, tendo em vista que a dinâmica de metais nestes ambientes é distinta. Entre os solos estudados, um apresentou teor de Cr acima de 2000 mg kg-1 e os resultados das análises do referido solo indicaram que uma exposição a esta concentração apresenta-se como de potencial risco a saúde humana.
Amazon rainforest is an important brazilian biome and is being pressured by economic growth this country on last decades, which has contributed to the degradation of their natural resources. Development of cities, industries and agriculture promote emission of harmful chemicals to the environment, including the heavy metals, which are mainly from burning fossil fuels, insecticides, pesticides, herbicides, landfills, mining tailings and other. Quantification of natural levels of metals in soils and improve knowledge of the soils are great relevance in the preservation and maintenance this natural resource. The objective of this work was to perform the chemical, physical and mineralogical characterization of soils of the state of Amazonas - Brazil, and to quantify the heavy metals contents, consequently, to define the Quality Reference Values (QRVs) of the metals. In addition, partitioning, bioaccessibility and risk assessment studies were conducted in a soil sample that showed high chromium content. The results of chemical, physical and mineralogical characterization of the soils indicate the presence of distinct soils in the region. Soils of várzea, which receive contribution of sediments from the Andes, presented expansive mineralogy, greater natural fertility and potential for agricultural use, differing from the others. There is difference between the terra firme soils related mainly with the attributes of the fertility and mineralogy, reflecting the different parental materials of the soils of the region. Soils richer in nutrients and with expansive mineralogy were found mainly in the region of Alto Solimões, having as parental material the sediments of the Solimões Formation. On the other hand, soils of lower fertility and with mineral of the gibbsite type were found in the southeast and northwest regions of the state, being the igneous and metamorphic rocks the parental material of the soils that are on the region Guianas and Central Brazil. Overall, levels of heavy metals in the soils are low, being the highest contents obtained in soils formed on igneous and metamórficas rocks. Soils of Várzea (Gleysoils and Fluvic Neossol) presented the highest contents of elements considered of greater mobility, such as Ba, Pb, Co, Zn, Ni, Cu and Mn. Terra firme soils presented the highest levels of elements considered to be less mobile, such as Fe, Cr, V, Ti, Zr and Al. For the state of Amazonas, two QRVs are per metal are suggested, one for floodplain (Varzea Soils) soils and the other for terra firme soils, considering that the dynamics of metals in these environments are different. Among the studied soils, one presented Cr content above 2000 mg kg-1 and the results of the analyzes this soil indicate that an exposure to this concentration presents as a potential risk to human health.
Palavras-chave: Solos - Análise - Amazonas
Mineralogia do solo
Solos - Metais pesados
CNPq: Ciência do Solo
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: MOREIRA, Leo Jakson da Silva. Química, física, mineralogia e teores de metais pesados em solos do estado do Amazonas. 2016. 162f. Tese (Doutorado em Solos e Nutrição de Plantas) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2016.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/10356
Data do documento: 29-Set-2016
Aparece nas coleções:Solos e Nutrição de Plantas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo7,99 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.