Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/10382
Tipo: Tese
Título: Qualidade pós-colheita de tomates submetidos à esforços de compressão e vibrações mecânicas
Postharvest quality of tomatoes subjected to compressive efforts and mechanical vibrations
Autor(es): Fernandes, Lara Santana
Abstract: O tomate é um fruto muito sensível às lesões geradas após a colheita, sendo as principais causas de perdas: as injúrias mecânicas, doenças, acondicionamento e transporte inadequados. Este último é um dos principais gargalos da comercialização dos frutos, visto que ocorre em rodovias com diversos tipos de pavimentos, em caminhões de variados tamanhos e tipos e em embalagens inadequadas, o que afeta o estádio de amadurecimento e expõem os frutos a danos mecânicos, que podem provocar injúrias como corte e amassamentos. Objetivou-se com esse trabalho simular os esforços de compressão e a exposição a vibrações mecânicas, que ocorrem durante o transporte, e avaliar seu efeito na qualidade e amadurecimento dos frutos do tomateiro, durante o armazenamento. Para a aplicação do esforço de compressão foi utilizada uma massa de 5 kg sobre os frutos colocados dentro de uma caixa de madeira de 20x20x20 cm, resultando em uma pressão de 12,5 g cm -2 simulando o que ocorre aos frutos em uma caixa comercial de madeira do tipo“k”. Já para os ensaios de vibração foram utilizados um vibrador eletromagnético conectado a um amplificador de sinal e a um gerador de sinais. As frequências utilizadas foram de 15, 20 e 25 Hz e as amplitudes de vibração foram de 0,75 e 1,25 mm, durante 1h. Para as análises de textura, foram utilizados os testes de compressão, relaxação e punção nos frutos de tomateiro a cada dois dias de armazenamento. As análises de pH, sólidos solúveis totais e licopeno também foram realizadas com periodicidade de dois dias. A perda de massa e a avaliação da coloração dos tomates foram realizadas diariamente. Para a modelagem do processo de relaxação utilizou-se o modelo generalizado de Maxwell. Para avaliar a textura, foram determinadas as força de compressão, força de punção e módulo proporcional de deformidade dos tomates. De acordo com os resultados obtidos, concluiu-se que: a exposição às vibrações mecânicas acelerou o amadurecimento e os danos mecânicos dos frutos; independente da frequência de excitação o fator amplitude apresentou maior influência no amadurecimento dos frutos; os frutos dos tratamentos submetidos à amplitude de 1,25 mm diferiram dos frutos testemunha para as variáveis pH e acidez total titulável; as variáveis sólidos solúveis totais, força de punção, força de compressão e módulo proporcional de deformidade dos tratamentos não diferiram em relação à testemunha; nos frutos testemunha foi observado menores valores de perda de massa durante o armazenamento, sendo considerados comercializáveis até o 9°dia de armazenamento. Já os tomates submetidos à compressão e vibração na amplitude de 1,25mm foram os com maior taxa de perda de massa sendo considerados comercializáveis até o 7°dia de armazenamento; no teor de licopeno foi observado um incremento ao longo do experimento, sendo observado efeito da vibração quando utilizado a frequência de 25Hz nos dois níveis de amplitude; a compressão aplicada foi insuficiente para causar efeito negativo nas propriedades físico-químicas e texturais dos frutos; o modelo generalizado de Maxwell representa bem o processo de relaxação em todas as condições estudadas; nos tomates submetidos à amplitude de 1,25mm observou-se os menores valores de força normalizada nos 3 níveis de frequência, sendo portanto menos elásticos que os frutos dos demais tratamentos.
The tomato is a fruit very sensitive to lesions generated after harvest, being the main loss causes: the mechanical injuries, diseases and inadequate packaging and transport. Transport is one of the main bottlenecks in fruits marketing, as occur on highways with different pavement types, in trucks of varying sizes and inadequate types of packaging, which affects the ripening stage and exposes the fruit to mechanical damages, which can cause injuries such as cutting and kneading. The aim of this work was to simulate the compressive effort and exposure to mechanical vibrations which occur during transport, and to evaluate its effect on tomato fruit quality and ripening during storage. For the application of compressive force a mass of 5 kg was used, placed inside a 20x20x20 cm wooden box, resulting in a pressure of 12,5 g cm -2 , simulating what occurs to the fruit in a commercial “k” type wooden box, while for the vibration test an electromagnetic vibrator was used connected to a signal amplifier and a signal generator. Frequencies used were 15, 20 and 25 Hz, and vibration amplitudes were 0,75 and 1,25 mm during 1 hour. For the textural analysis, compression, relaxation and puncture tests were applied in tomato fruits every two days of storage. PH, total soluble solids and lycopene analysis were also performed at two days intervals. The mass loss and evaluation of tomatoes coloring were performed daily. The generalized Maxwell Model was used to model relaxation process. To evaluate texture, compressive and puncture strengths and the proportional deformity modulus were determined. According to the results, it was concluded that: exposure to mechanical vibrations accelerated the ripening and mechanical damages of the fruits; regardless of excitation frequency, amplitude factor showed higher influence on the fruits ripening; treatments fruits that were submitted to the range of 1.25 mm differed from control fruits for pH and titratable acidity; the variables total soluble solids, puncture strength, compression strength and proportional deformity modulus of treatment fruits did not differ in relation to control fruits; control fruits presented lower weight loss values during storage, being considered marketable until the 9 th day of storage. Otherwise, tomatoes subjected to compression and vibration in the range of 1.25 mm presented the higher mass loss rate, being considered marketable until the 7 th day of storage; lycopene content showed an increase during the experiment, and effects of vibration were observed when the frequency of 25 Hz was used, in both amplitude levels; the applied compression was insufficient to cause negative effects on fruits physicochemical and textural properties; the general Maxwell Model well represents the relaxation process in all studied conditions; tomatoes submitted to the range of 1.25 mm showed lower values of standard strength in all three frequency levels and are, therefore, less elastic than fruits from other treatments.
Palavras-chave: Solanum Lycopersicon
Tomate - Fisiologia pós-colheita
Tomate - Propriedades físicas
Tomate - Propriedades mecânicas
Tomate - Qualidade
CNPq: Engenharia Agrícola
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: FERNANDES, Lara Santana. Qualidade pós-colheita de tomates submetidos à esforços de compressão e vibrações mecânicas. 2016. 74 f. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2016.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/10382
Data do documento: 5-Out-2016
Aparece nas coleções:Engenharia Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,12 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.