Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1039
Tipo: Tese
Título: Sintomatologia, etiologia e controle da murcha bacteriana do eucalipto
Título(s) alternativo(s): Symtomatology, etiology, and control of eucalypt bacterial wilt
Autor(es): Mafia, Reginaldo Gonçalves
Primeiro Orientador: Alfenas, Acelino Couto
Primeiro coorientador: Maffia, Luiz Antônio
Segundo coorientador: Ferreira, Francisco Alves
Primeiro avaliador: Lopes, Carlos Alberto
Segundo avaliador: Dias, Luiz Antonio dos Santos
Abstract: A murcha bacteriana do eucalipto, causada por Ralstonia solanacearum é uma importante doença, em virtude da natureza sistêmica das infecções, dos danos causados e das várias características do patossistema que dificultam o controle. Objetivou-se neste trabalho estudar o patossistema R. solanacearum-eucalipto: i) descrever a sintomatologia da doença em viveiro e quantificar as perdas causadas em minijardim clonal; ii) comprovar a transmissão do patógeno por mudas clonais e avaliar o efeito da doença sobre a produtividade de minijardins clonais; e iii) desenvolver um protocolo e avaliar a resistência interespecífica do eucalipto à murcha bacteriana. Os sintomas da doença em minijardim clonal caracterizaram-se por necrose foliar, escurecimento anelar ou completo do lenho, pela murcha e morte de minicepas, bem como arroxeamento das nervuras do limbo foliar e podridão de miniestacas. A etiologia da murcha bacteriana do eucalipto em minijardim clonal foi confirmada por meio de testes de exsudação, microscopia de varredura, isolamento da bactéria, análises de PCR/RFLP, reação de hipersensibilidade (HR) em mudas de tabaco, testes de patogenicidade em plântulas de eucalipto e tomate e re-isolamento da bactéria inoculada. A incidência da doença em viveiros clonais, no período de abril a setembro de 2005, resultou em um prejuízo estimado de seis milhões de reais. Considerando brotações ou substrato contaminados como fonte de inóculo, o patógeno se dissemina por mudas clonais de eucalipto, sendo que a doença causa perdas de até quatro vezes no índice de produtividade de minijardim. Desenvolveu-se um método de avaliação da resistência empregando-se um infectário que simula as condições de minijardim clonal. Entre as espécies avaliadas, E. tereticornis e E. grandis apresentaram, respectivamente, o menor (33,3%) e o maior (91,7%) percentual de genótipos suscetíveis.
The eucalypt bacterial wilt caused by Ralstonia solanacearum is important disease, because of systemic infection, of the loss caused, and of the pathosystem characteristics with difficult control. The aims of the work for the pathosystem R. solanacearum-eucalypt were: i) symtomatology descriptions, and loss quantification caused by disease; ii) transmition proof of pathogen for the clonal cuttings, and determinate the effect of the disease for the mini-garden production; and iii) protocols development and evaluated interespecificic resistance of the eucalypti bacterial wilt. In clonal mini-hedges, the disease is characterized by foliar necrosis, annular or complete wood darkening, wilt and death of rooted-cuttings, was as was rending of leaf blade veins and cuttings rot of mini-cuttings. The disease etiology was confirmed through exudates tests, scanning electron microscopy, bacterial isolation, PCR/RFLP analyses, hypersensitive reactions (HR) in tobacco seedlings, pathogenicity tests in eucalypt and tomato plantlets and re-isolation of inoculated bacteria. The incidence of disease in eucalypt nursery, from April to September 2005 resulted in total loss estimated at six million reais. The inoculum font was contaminated shoots and substrate, and the pathogen was transmitted for eucalypt clonal mini-cuttings, causing loss four times in production index. Development method for evaluated of the resistance, with conditions for the plant infect similar to clonal mini-hedge. For the species evaluated, E. tereticornis and E. grandis were, respectively, the species with minor (33.3%) and higher (91.7%) susceptibility genotypes.
Palavras-chave: Eucalipto
Murcha bacteriana
Etiologia
Epidemiologia
Ralstonia solanacearum
Eucalypt
Bacterial wilt
Etiology
Epydemiology
Ralstonia solanacearum
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOSSANIDADE::FITOPATOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Etiologia; Epidemiologia; Controle
Programa: Doutorado em Fitopatologia
Citação: MAFIA, Reginaldo Gonçalves. Symtomatology, etiology, and control of eucalypt bacterial wilt. 2006. 96 f. Tese (Doutorado em Etiologia; Epidemiologia; Controle) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2006.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1039
Data do documento: 30-Mai-2006
Aparece nas coleções:Fitopatologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,04 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.