Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1042
Tipo: Tese
Título: Etiology of sigatoka diseases in Minas Gerais, genetic structure of the population of Mycosphaerella musicola and sensitivity of Brazilian isolates of Mycosphaerella fijiensis to fungicides
Título(s) alternativo(s): Etiologia de doenças de Sigatoka em Minas Gerais, estrutura genética da população de Mycosphaerella musicola e sensibilidade de isolados de Mycosphaerella fijiensis do Brasil a fungicidas
Autor(es): Gomes, Lahyre Izaete Silveira
Primeiro Orientador: Mizubuti, Eduardo Seiti Gomide
Primeiro coorientador: Maffia, Luiz Antônio
Segundo coorientador: Barreto, Robert Weingart
Primeiro avaliador: Paula Júnior, Trazilbo José de
Segundo avaliador: Silva, Gilvan Ferreira da
Resumo: The Sigatoka complex is one of the most serious phytosanitary problem affecting banana crops because of the high yield losses associated to it. Among the species of Mycosphaerella three are frequently associated with Sigatoka diseases: Mycosphaerella musicola, causing yellow Sigatoka; M. fijiensis, causing black Sigatoka, and M. eumusae, causing eumusae leaf spot. The latter has not been reported in Brazil yet. In the State of Minas Gerais, yellow Sigatoka is found in all banana growing areas, while black Sigatoka has been reported only in the South and the Zona da Mata regions. The objectives of this work were to evaluate the distribution of Mycosphaerella spp.; to assess the genetic variability of the most common Mycosphaerella species associated with Sigatoka in Minas Gerais state; and to evaluate the sensitivity of M. fijiensis to different fungicides. A total of 239 isolates were obtained from different regions of Minas Gerais and all belonged to M. musicola. No isolate of M. fijiensis or M. eumusae was found. The isolates of M. musicola were characterized through the use of nine microsatellites markers and mating type. The population reproduces sexually and the isolates of each mating type are distributed at a 1:1 ratio. Additionally high haplotype and genetic diversity were observed, but no population structure was revealed by the Bayesian assignment method. The sensitivity of M. fijiensis to the fungicides thiophanate-methyl, tebuconazole, chlorothalonil and mancozeb was assessed using 45, 45, 41 and 48 isolates respectively, obtained from different regions. No isolate was insensitive to tebuconazole. The highest values of EC50 to thiophanate-methyl and chlorothalonil were 8.22 μg mL-1 and 53.7 μg mL-1, respectively. Approximately 50% of the isolates grew on culture medium amended with 1000 μg of mancozeb mL-1. There was no correlation between EC50 and geographic region. Yellow Sigatoka disease is the prevalent foliar disease of banana in Minas Gerais and the pathogen population has high genetic variability. No evidence of resistance of M. fijiensis to the fungicides was detected.
Abstract: O complexo Sigatoka é um dos problemas fitossanitários mais graves para a cultura da banana, pois são doenças foliares que resultam em grandes perdas de produção. Dentre as espécies fúngicas do gênero Mycosphaerella, três são frequentemente relatadas estar associadas ao complexo Sigatoka: Mycosphaerella musicola, causadora da Sigatoka Amarela; M. fijiensis, causadora da Sigatoka Negra e M. eumusae que causa a mancha foliar eumusae. Esta última ainda não foi relatada no Brasil. Em Minas Gerais, a Sigatoka Amarela é encontrada em todos os locais onde se cultiva banana, enquanto a ocorrência de Sigatoka Negra foi relatada em alguns municípios das regiões do Sul de Minas e da Zona da Mata. O objetivo deste trabalho foi avaliar a distribuição de Mycosphaerella spp. em Minas Gerais, determinar a espécie predominante e realizar um estudo populacional desta espécie em Minas Gerais; e avaliar a sensibilidade de M. fijiensis a diferentes fungicidas. Os 239 isolados obtidos de diferentes regiões de Minas Gerais, foram identificados com base nos caracteres morfológicos e moleculares, como pertencendo a M. musicola. Nenhum isolado de M. fijiensis ou de M. eumusae foi encontrado. O estudo da população de M. musicola foi realizado com nove marcadores microssatélites e mating type. Os resultados obtidos demonstram que em Minas Gerais M. musicola reproduz sexuadamente e a distribuição de isolados dos dois mating types foi de 1:1. Além disso, foi observada alta diversidade haplotípica e genética, além da ausência de estruturação da população revelada pela análise Bayesiana. Avaliaram-se 45, 45, 41 e 48 isolados de M. fijiensis coletados em bananais de diferentes regiões do Brasil quanto à sensibilidade aos fungicidas tiofanato metílico, tebuconazole, clorotalonil e mancozebe, respectivamente. Nenhum isolado foi insensível ao fungicida tebuconazole. Os maiores valores de EC50 para tiofanato metílico e clorotalonil foram 8,22 μg mL-1 e 53,7 μg mL-1 respectivamente. Cerca de 50% dos isolados cresceram em meio de cultura com mais de 1000 μg de mancozebe mL-1. Não houve correlação entre os valores de EC50 e região geográfica. Sigatoka amarela é a doença foliar prevalente em Minas Gerais e a população de M. musicola tem alta variabilidade genética. Não foram encontradas evidências de resistência de M. fijiensis aos fungicidas.
Palavras-chave: Detection
Banana
Genetic variability
Strobilurin
Multi-site
Tebuconazole
Yellow Sigatoka
BLSD
Displacement
Detecção
Banana
Variabilidade genética
Strobilurin
Multi-site
Tebuconazole
Sigatoka Amarela
BLSD
Deslocamento
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOSSANIDADE::FITOPATOLOGIA
Idioma: eng
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Etiologia; Epidemiologia; Controle
Programa: Doutorado em Fitopatologia
Citação: GOMES, Lahyre Izaete Silveira. Etiologia de doenças de Sigatoka em Minas Gerais, estrutura genética da população de Mycosphaerella musicola e sensibilidade de isolados de Mycosphaerella fijiensis do Brasil a fungicidas. 2012. 82 f. Tese (Doutorado em Etiologia; Epidemiologia; Controle) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1042
Data do documento: 29-Mar-2012
Aparece nas coleções:Fitopatologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,97 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.