Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/10480
Tipo: Dissertação
Título: Variabilidade no padrão de amadurecimento dos frutos de acessos de Capsicum
Variability on the fruit ripening pattern of Capsicum accesses
Autor(es): Pereira, Giselda Maria
Abstract: O gênero Capsicum da família Solanaceae é de grande importância econômica, especialmente em regiões tropicais e temperadas, onde os frutos são utilizados na culinária e pela indústria alimentícia. Entretanto, em relação ao padrão de amadurecimento dos frutos, há pouca informação na literatura. Vários estudos mostraram diferentes resultados quanto à ação do etileno no processo de amadurecimento, o que demonstra claramente a variabilidade genética entre os genótipos estudados. Conseqüentemente, o presente trabalho teve como objetivo avaliar o comportamento do amadurecimento em frutos de C. annuum, C. chinense, C. baccatum e C. frutescens, relacionado à aplicação de etileno exógeno. Os frutos foram colhidos no estágio verde-maduro, tratados com 1000 mg L -1 de ethephon e deixados para amadurecer a 22 ± 2°C e 80 ± 5% de umidade relativa, até amadurecimento completo. A produção e a concentração interna de etileno e CO 2 foram medidas por cromatografia gasosa em frutos verde-maduros, 25%, 50%, 75% e 100% maduros. Foi avaliado também o efeito do tratamento com etileno na degradação da clorofila, síntese de carotenóides e sólidos solúveis totais. Tratamento com etileno aumentou a produção de CO 2 durante todo o amadurecimento em todos os acessos, comparados ao controle, mas foi encontrada variabilidade intra-específica entre os acessos. viiA produção mais alta de CO 2 ocorreu em estágios posteriores de amadurecimento. Tratamento com ethephon foi efetivo no aumento da concentração interna de CO 2 nos acessos de C. frutescens e C. baccatum, tendeu ao declínio. O tratamento com ethephon aumentou a produção de etileno em todos os acessos; entretanto, houve variabilidade intra e interespecífica. Também, o ethephon provocou aumento na concentração interna de etileno nos frutos. Não foi detectada variabilidade genética na degradação de clorofila e na síntese de carotenóides entre os acessos, quando tratados com ethephon. O amadurecimento do fruto foi caracterizado por decréscimo no conteúdo de clorofila e aumento na síntese de carotenóides. Tratamento com ethephon aumentou o conteúdo de sólidos solúveis totais nos acessos BGH 4366 (C. baccatum) e BGH 4708 (C. frutescens). O uso de ethephon foi capaz de acelerar o amadurecimento nos acessos BGH 4179, BGH 6029 e Ca 6. Os frutos estudados nesse experimento possuíam padrão de amadurecimento não-climatérico.
The genus Capsicum from the family Solanaceae has great economical importance, in particular in tropical and temperate regions where the fruits are used in the culinary and by the food industry. However, there is little information in the literature regarding the pattern of ripening of the fruits. Several studies had shown different results concerning the ethylene action in the ripening process, which clearly demonstrates the genetic variability among the studied genotypes. Thus, the present work had the goal of evaluating the behavior of fruit ripening in C. annuum, C. chinense, C. baccatum and C. frutescens, related to the application of exogenous ethylene. The fruits were harvested at mature-green stage, treated with 1000 mg L -1 ethephon and allowed to ripe at 22 ± 2°C and 80 ± 5% relative humidity until complete ripening. The production and fruit cavity of ethylene and CO 2 concentrations were measured by gas chromatography in mature- green, 25%, 50%, 75% and 100% ripen fruits. It was also evaluated the effect of ethylene treatment on chlorophyll degradation, synthesis of carotenoids and total soluble solids. Ethylene treatment increased the production of CO 2 throughout ripening in all accesses compared to control, but intra-specific variability was found among the accesses. The highest CO 2 production occurred at later stages of ripening. Treatment with ethephon was effective in increasing the internal concentration of CO 2 in the accesses of C. frutescens ixand C. baccatum, but went towards a decrease. Ethephon treatment increased the production of ethylene in all accesses; however, intra and inter- specific variability was observed. Also, ethephon increased the internal concentration of ethylene in the fruit. No variability among the accesses was detected for chlorophyll degradation and synthesis of carotenoids when treated with ethephon. Ripening of the fruit was characterized by decrease in chlorophyll content and synthesis of carotenoids. Treatment with ethephon increased the content of soluble solids in the accesses BGH 4366 (C. baccatum) and BGH 4708 (C. frutescens). The use of ethephon was able to hasten the ripening in the accesses BGH 4179, BGH 6029 and Ca 6. The fruits studied in this experiment had non-climacteric pattern of ripening.
Palavras-chave: Capsicum
Variabilidade
Etileno
Amadurecimento
CNPq: Ciências Agrárias
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: PEREIRA, Giselda Maria. Variabilidade no padrão de amadurecimento dos frutos de acessos de Capsicum. 2004. 53 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2004.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/10480
Data do documento: 1-Mar-2004
Aparece nas coleções:Genética e Melhoramento

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo257,46 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.