Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/10553
Tipo: Dissertação
Título: Crescimento e produção de duas cultivares de alface sob malhas termorrefletoras e difusora no cultivo de verão
Growth and production of lettuce cultivars under thermal shade cloth and light diffuser in summer culture
Autor(es): Abaurre, Maria Elizabete Oliveira
Abstract: A alface (Lactuca sativa L.) originalmente é uma planta de clima ameno. Quando cultivada em condições de temperatura elevada, seu ciclo vegetativo é acelerado, antecipando a fase reprodutiva em detrimento da produtividade e qualidade do produto, o que ocasiona, nas folhas, acúmulo excessivo de látex e as torna amargas, rígidas e de tamanho reduzido. O presente trabalho teve por finalidade avaliar o crescimento e a produção de duas cultivares de alface, cultivadas sob dois tipos de malhas termorrefletoras (Aluminet® 30%-O e Aluminet® 40%-O) e de uma difusora de luz (ChromatiNet Difusor® 30%), instaladas em “telados” fechados (2 x 4 x 36 m). O experimento foi conduzido na Horta de pesquisas da Universidade Federal de Viçosa (UFV), no período de 18/01/2002 a 03/04/2002. Utilizou-se um esquema de parcelas subsubdivididas, tendo nas parcelas quatro ambientes (três tipos de malhas + controle a céu aberto), nas subparcelas duas cultivares: Regina (lisa) e Verônica (crespa), e nas subsubparcelas as sete épocas de amostragem das plantas no delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições. O espaçamento entre as plantas foi de 0,25 x 0,25 m. Durante o ciclo, coletaram- se, a cada sete dias, duas plantas/repetição, nas quais se avaliaram: número de folhas/planta (NF); área foliar (AF); massas fresca (MFF) e seca de folhas (MSF); massas fresca (MFC) e seca de caule (MSC); comprimento (CC), diâmetro (DC) e volume de caule (VC); massas fresca (MFR) e seca de raízes (MSR); e volume de raízes (VR) e massa fresca de cabeça (MFCB). De posse dos valores dessas características foram calculados: a área foliar específica (AFE = AF/MSF) e a razão parte aérea/raiz, em massas fresca e seca. No ponto de colheita comercial, colheram-se seis plantas/repetição para avaliação da massa fresca de cabeça (MFCB). Os dados foram submetidos à análise de variância e as comparações no tempo (épocas de amostragem), submetidas à análise de regressão; dentro de cada época, as médias foram comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. Independentemente de ser ou não significativa a interação Ambiente x Cultivar x Época, optou-se pelo seu desdobramento, devido ao interesse do estudo. As cultivares apresentaram comportamento fenológico semelhante ao longo das épocas. No cultivo sob malhas, observaram-se menor amplitude térmica diária e necessidade de menor volume de água aplicado nas irrigações, com a ressalva de que a colheita comercial poderia ter sido antecipada em pelo menos uma semana. Na colheita comercial a céu aberto, ‘Verônica’ produziu mais MFCB que ‘Regina‘ e ambas as cultivares, menores produções sob Aluminet® 30%-O. ‘Regina’ apresentou maior NF, AF e AFE e demonstrou ser menos exigente em luz que ‘Verônica’. A maior AFE da ‘Regina’ em relação à ‘Verônica’ em praticamente todos os ambientes e épocas e a maior AFE das duas cultivares sob as malhas em relação ao cultivo sob céu aberto indicam que o cultivo sob malhas propiciou folhas menos espessas, consumidores mais exigentes. apropriadas para mercados com consumidores mais exigentes.
Lettuce (Lactuca sativa L.) is originally a mild climate plant. When lettuce is cultivated in high temperature conditions, its vegetative cycle is speed up, anticipating the reproductive stage impairing yield and product quality, causing extreme latex accumulation in the leaves that become bitter, tough and small. The objective of the present work was to evaluate growth and production of two lettuce cultivars, cultivated under two types of thermo-reflective screen (Aluminet® 30%-O and Aluminet® 40%-O) and a light diffuser (ChromatiNet Difusor® 30%), installed in enclosure nettings (2 x 4 x 36 m). The experiment was conducted under field conditions at the Universidade Federal de Viçosa (UFV), from 01/18/2002 to 04/03/2002. A split-plot design was used, in randomized complete block, with four replicates. Four environments (three screen types + open-air control) were used in the plots, two cultivars: Regina (smooth) and Verônica (crispy) in the subplots, and seven periods of plant sampling in the subsubplots. During the cycle, two plants/repetition were collected, every seven days, and the following traits were evaluated: number of leaves/plant (NF); leaf area (LA); fresh (FM) and dry mass (DMF) of leaves; fresh (FMC) and dry mass (DMS) of stem; length (LC), diameter (DC) and volume (VC) of stem; fresh (FMR) and dry (DMR) and volume (VR) of roots; and head fresh mass (FMH). Based on these trait values: the specific leaf area (SLA = LA/DMF) and the shoot/root ratio, fresh and dry mass were calculated. At commercial harvest, six plants/replicate were harvested to evaluate head fresh mass (FMH). Data were analyzed by analysis of variance and time comparisons (sampling periods) by regression analysis for each period. Means were compared by Tukey’s Test (5%). The cultivars showed similar phenological behavior over the time. Less daily thermal amplitude and less volume of water applied to irrigation was observed for cultures under screen, pointing out that the commercial harvest could have been anticipated at least one week. In open-air commercial harvest, ‘Verônica’ produced more FMH than ‘Regina’ and both cultivars had lower productions under Aluminet® 30%-O. ‘Regina’ gave higher NF, LA and SLA and showed less demand for light than ‘Verônica’. Regina’s SLA was higher than Veronica’s in almost all the environments and times, and both cultivars had higher SLA under netting than in open-air, indicating that culture under netting produced thinner leaves, fit for markets with more demanding consumers.
Palavras-chave: Alface
Crescimento
Efeito de sombreamento
Cultivo Protegido
Produção
CNPq: Ciências Agrárias
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: ABAURRE, Maria Elizabete Oliveira. Crescimento e produção de duas cultivares de alface sob malhas termorrefletoras e difusora no cultivo de verão. 2004. 79f. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2004.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/10553
Data do documento: 22-Mar-2004
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo446,79 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.