Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1068
Tipo: Tese
Título: Doenças do Morangueiro: Etiologia, epidemiologia e sensibilidade a fungicidas
Título(s) alternativo(s): Strawberry Disease: Etiology, epidemiology and fungicide sensibility
Autor(es): Lopes, Ueder Pedro
Primeiro Orientador: Zambolim, Laércio
Primeiro coorientador: Pereira, Olinto Liparini
Primeiro avaliador: Finger, Fernando Luiz
Segundo avaliador: Cunha, Luis Claudio Vieira da
Terceiro avaliador: Costa, Hélcio
Quarto avaliador: Furtado, Gleiber Quintão
Abstract: A cultura do morangueiro, Fragaria x ananassa Duch, tem enfrentado diversos problemas, dentre os quais destacam-se os causados por patógenos. Além de doenças amplamente conhecidas, como o mofo cinzento, novas doenças vêm causando sérios danos à cultura. Visando estudar os diversos problemas da cultura do morangueiro, este trabalho teve por objetivos: i) identificar o agente causal de uma podridão pós-colheita em frutos de morango; ii) estudar a dinâmica temporal e espacial do vermelhão do morangueiro, cuja etiologia é ainda desconhecida; iii) determinar as espécies de Botrytis que causam mofo cinzento em morangueiro no Brasil; iv) realizar um levantamento da situação atual do uso de fungicidas para controle do mofo cinzento do morangueiro; v) estudar a sensibilidade de isolados de B. cinerea aos fungicidas dicarboxamidas e benzimidazóis. A fim de identificar o agente causal da podridão pós-colheita de frutos de morango, isolados obtidos a partir de frutos sintomáticos foram analisados por meio de análises morfológicas e filogenéticas. Após a confirmação da patogenicidade dos isolados, foi feita a identificação das espécies como Neofusicoccum kwambonambiense e N. parvum. Este é o primeiro relato da ocorrência de Neofusicoccum kwambonambiense no Brasil e o primeiro relato de Neofusicoccum spp. causando podridão em morango. O estudo do padrão de distribuição temporal e espacial do vermelhão do morangueiro foi realizado em quatro áreas de cultivo comercial. Com os dados de incidência da doença foram construídas curvas de progresso e mapas de dispersão, além da análise de agregação de plantas pelo teste de ordinário runs. Os resultados mostraram que a doença apresenta comportamento semelhante a uma doença biótica com padrão de distribuição semelhante ao de doenças que se dispersam na linha de plantio. Para atingir os demais objetivos, foram obtidos isolados a partir de plantas com sintomas do mofo cinzento, em diversas propriedades de diferentes cidades nos estados do Espírito Santo, Minas Gerais e São Paulo, totalizando 200 isolados. Inicialmente, foi realizado um estudo para verificar a ocorrência de outra espécie de Botrytis nos campos de cultivo de morango no Brasil. Para isso, foi feita a extração de DNA de todos os isolados, seguindo-se à reação de PCR com primers específicos para as espécies B. cinerea e B. caroliniana. Apesar da variação morfológica observada entre os isolados, todos foram identificados como B. cinerea. O levantamento sobre as práticas utilizadas para controle do mofo cinzento do morangueiro foi realizado diretamente com os produtores, que foram questionados quanto aos produtos utilizados para o controle da doença, eficiência de controle dos produtos e uso da prática de retirada de material doente. Foi possível observar diversos problemas, destacando-se o reduzido uso de medidas de controle cultural, o uso de produtos não recomendados para a cultura e o baixo nível de conhecimento dos produtores. Por fim, foi realizada a análise de sensibilidade dos isolados aos principais fungicidas utilizados na cultura (iprodiona, procimidona e tiofanato-metílico). Para isso, foi utilizado um total de 100 isolados, os quais foram crescidos em meio de cultura contendo diferentes doses dos fungicidas. Os resultados mostraram que 89% dos isolados foram insensíveis ao fungicida tiofanato-metílico, 36% ao iprodiona e 54% ao procimidona. Considerando o número restrito de fungicidas registrados para o controle do mofo cinzento e a baixa sensibilidade dos isolados de B. cinerea a estes produtos, torna-se difícil o manejo dessa importante doença do morangueiro.
The culture of strawberry , Fragaria x ananassa Duch, has faced several problems, among which we highlight those caused by pathogens. In addition to widely known diseases such as gray mold, new diseases have caused serious damage to the crop. In order to study the various problems of strawberry culture, this study aimed to: i) identify the causal agent of a postharvest fruit rot in strawberry , ii) to study the temporal and spatial dynamics of the redness in strawberry, whose etiology is still unknown; iii) determine the species of Botrytis that cause gray mold in strawberry in Brazil iv) conduct a survey of the current situation of fungicides for control of gray mold on strawberry v) to study the sensitivity of isolates of B. cinerea to dicarboxamide and benzimidazole fungicides. In order to identify the causal agent of post harvest fruit rot of strawberry, isolates from symptomatic fruits were analyzed by morphologic and phylogenetic analyzes. After confirming the pathogenicity of the isolates, species identification as Neofusicoccum kwambonambiense and N. parvum was taken. This is the first report of the occurrence of Neofusicoccum kwambonambiense in Brazil and the first report of Neofusicoccum spp. causing rot in strawberry. By studying the pattern of temporal and spatial distribution of the redness of strawberry was conducted in four areas of commercial cultivation. With the data on incidence of disease progress curves and dispersion maps were constructed, and analysis of aggregation of plants by ordinary runs test. The results showed that the disease has a similar disease biotic distribution pattern similar to diseases which are dispersed in the row. To achieve other goals, isolates were obtained from plants with symptoms of gray mold on various properties of different cities in the states of Espírito Santo, Minas Gerais and São Paulo, totaling 200 isolates. Initially, a study was conducted to verify the occurrence of other species of Botrytis in the fields of strawberry cultivation in Brazil. For this, the extraction of DNA from all strains was performed, followed by PCR with the specific species and B. cinerea and B. caroliniana primers. Despite the morphological variation observed among isolates , all were identified as B. cinerea . The survey on the practices used to control gray mold on strawberry was performed directly with the producers, who were asked about the products used for the control of disease, efficiency of these products and use of the practice of removing diseased material . It was possible to observe many problems, especially reduced use of cultural control measures, the use of products not recommended for culture and the low level of knowledge of the farmers. Finally, the sensitivity analysis of the isolated main culture fungicides (iprodione , procymidone and thiophanate- methyl) was carried. Thus, a total of 100 isolates were grown in culture medium containing different doses of the fungicide was used. The results showed that 89% of isolates were insensitive to thiophanate-methyl fungicide, 36% to and 54% to procymidone. Considering the limited number of fungicides registered for the control of gray mold and the low sensitivity of isolates of B. cinerea to these products , it becomes difficult to manage this important disease of strawberry.
Palavras-chave: Morango - Doenças e pragas - Controle biológico
Morango - Cultivo
Mofo (Botânica)
Fungicidas
Plantas - Efeito dos fungicidas
Strawberry - Diseases and pests - Biological control
Strawberry - Growing
Mould (Botany)
Fungicides
Plants - Effect of fungicides
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOSSANIDADE::FITOPATOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Etiologia; Epidemiologia; Controle
Programa: Doutorado em Fitopatologia
Citação: LOPES, Ueder Pedro. Strawberry Disease: Etiology, epidemiology and fungicide sensibility. 2014. 80 f. Tese (Doutorado em Etiologia; Epidemiologia; Controle) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1068
Data do documento: 31-Jan-2014
Aparece nas coleções:Fitopatologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,28 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.