Locus  

Dupla jornada da mulher e qualidade de vida: a influência do nível socioeconômico nas estratégias de conciliação entre o tempo laboral e o tempo familiar

Show simple item record

dc.contributor Silva, Neuza Maria da
dc.contributor Fogaça, Azuete
dc.contributor.advisor Loreto, Maria das Dores Saraiva de
dc.creator Ladeira, Kátia de Freitas
dc.date.accessioned 2017-06-20T12:53:27Z
dc.date.available 2017-06-20T12:53:27Z
dc.date.issued 2000-09-20
dc.identifier.citation LADEIRA, Kátia de Freitas. Dupla jornada da mulher e qualidade de vida: a influência do nível socioeconômico nas estratégias de conciliação entre o tempo laboral e o tempo familiar. 2000. 91 f. Dissertação (Mestrado em Economia Doméstica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2000. pt-BR
dc.identifier.uri http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/10745
dc.description.abstract A intensa participação da mulher no espaço público, com possibilidades incontestáveis de inserção no mercado de trabalho, tem provocado um custo no desenvolvimento de sua vida cotidiana, em virtude dos conflitos que surgem na conciliação do tempo laboral e familiar. Ou seja, à medida que a mulher assume responsabilidades extra-familiares, intensifica-se a ocorrência do fenômeno da dupla jornada de trabalho, diante da existência dos papéis e das prescrições sociais sexistas. A partir daí, tornam-se importantes os estudos que visem analisar esse vínculo trabalho/família, avaliando suas inter-relações e identificando suas contradições, a fim de gerar conhecimentos aplicáveis à melhoria do ambiente laboral e familiar da mulher trabalhadora. Nessa perspectiva, esta pesquisa examinou o padrão e a contribuição do trabalho feminino em três aspectos dimensionais: trabalho, trabalhador e ambiente de trabalho, como também suas estratégias de conciliação do uso do tempo e seus possíveis efeitos sobre a qualidade de vida. Fizeram parte do universo da pesquisa mulheres contratadas pela Universidade Federal de Viçosa - UFV, de diferentes níveis sociais, das quais 103 participaram da amostra, tendo sido submetidas a entrevistas por meio de questionários. Os resultados mostraram que todas as mulheres assumiam uma dupla jornada de trabalho, variando apenas sua intensidade. No caso das mulheres do nível de apoio e parte do intermediário, as responsabilidades na execução do trabalho doméstico eram quase que totais, enquanto as entrevistadas que tinham o nível superior transferiam para a empregada doméstica esse trabalho, o que contribui para reforçar o preconceito de que trabalho doméstico é “coisa” de mulher. Outro aspecto identificado foi que as mulheres que tinham o nível superior estendiam o trabalho profissional para o âmbito doméstico, tendo sido questionado se esse tempo estaria ou não implicando uma tripla jornada de trabalho. Do ponto de vista estatístico, as variáveis que tiveram maior associação com a dupla jornada estavam relacionadas com o perfil pessoal e familiar, o ambiente de trabalho e a qualidade de vida das mulheres entrevistadas. Para reduzir a ação dos fatores negativamente associados com a dupla jornada de trabalho, torna-se necessária a adoção de mecanismos interdisciplinares, de acordo com as características e relações do grupo familiar, para um equilíbrio mais eqüitativo de gênero na reprodução social. Tudo isto conjugado com jornadas de trabalho mais flexíveis, salários dignos, eficiente rede de serviços de apoio à unidade familiar, oportunidades de lazer cultural e comunitário, visando o fortalecimento dos vínculos e da comunicação intra e extra familiar, bem como a redução dos fatores de tensão, conflitos/estresse, de forma a promover o capital social, para que a emancipação da mulher não seja contrária à melhoria da qualidade de vida da família. pt-BR
dc.description.abstract The woman's intense participation in the public space, with incontestable possibilities for inserting in labor market, has been provoking a cost in the development of her daily life due to the conflicts that appear in conciliation of the labor time and family time. That is, as the woman takes extra-family responsibilities, the occurrence of the phenomenon of the work double journey intensifies due to either the existence of the roles and the sexist social prescriptions. Therefore, the studies that seek to analyze the work/family linkage, by evaluating its interrelations and identifying its contradictions become important in order to generate knowledge applicable to the improvement of the labor and family environment of the working woman. Under this perspective, this research examined the pattern and the contribution of the feminine work in three dimensional aspects: work, worker and work environment as well as its strategies for conciliation of the time use and its possible effects on life quality. The research universe consisted of different social level women hired by the Universidade Federal de Viçosa – UFV. From those, a total of 103 women participated in the sample, having been submitted to interviews by means of questionnaires. The results showed that all women assumed a work double journey, just varying its intensity. For those women of the support level case and those of the intermediate one, the responsibilities in execution of the domestic work were almost total, while the superior level interviewees used to transfer this work to the domestic maid, so contributing to reinforce the preconception that the domestic work is a “woman's thing." Another identified aspect was that the superior level women used to extend the professional work to the domestic ambit, having been questioned if this time would be or not implying a triple work journey. Under the statistical viewpoint, the variables showing a higher association with the double journey were related to both personal and family profile, the work environment and the life quality of the interviewed women. To reduce the action of the factors negatively associated with the double work journey, it was necessary to adopt the inter-disciplinary mechanisms according to the characteristics and relationships of the family group, for a more equitable balance of the gender in social reproduction. This, conjugated with more flexible work journeys, worthy wages, efficient net of support services to the family unit, opportunities for cultural and community leisure, aiming to the strengthening of the linkages and the intra and extra-family communication, as well as the reduction of the tension factors, conflicts/stress, in such a way to promote the social capital, so that the woman's emancipation would not be contrary to the improvement of the family life quality. en
dc.language.iso por pt-BR
dc.publisher Universidade Federal de Viçosa pt-BR
dc.rights Acesso Aberto pt-BR
dc.subject Participação da mulher pt-BR
dc.subject Tempo laboral pt-BR
dc.subject Dupla jornada pt-BR
dc.title Dupla jornada da mulher e qualidade de vida: a influência do nível socioeconômico nas estratégias de conciliação entre o tempo laboral e o tempo familiar pt-BR
dc.title Woman's double work journey and life quality: the influence of the economic level on conciliation strategies between the labor time and the family time en
dc.type Dissertação pt-BR
dc.subject.cnpq Economia Doméstica pt-BR
dc.degree.grantor Universidade Federal de Viçosa pt-BR
dc.degree.department Departamento de Economia Doméstica pt-BR
dc.degree.program Mestre em Economia Doméstica pt-BR
dc.degree.local Viçosa - MG pt-BR
dc.degree.date 2000-09-20
dc.degree.level Mestrado pt-BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

  • Economia Doméstica [281]
    Teses e dissertações defendidas no Programa de Pós-Graduação em Economia Doméstica

Show simple item record

Search DSpace


Browse

My Account