Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/10842
Tipo: Dissertação
Título: Estoques de carbono e frações da matéria orgânica do solo sob povoamentos de eucalipto no Vale do Rio Doce - MG
Carbon stocks and fractions of organic matter in soils under eucalipt plantations in the Rio Doce Valley - MG
Autor(es): Lima, Augusto Miguel Nascimento
Abstract: O aumento na concentração de CO 2 atmosférico nas últimas décadas tem ocorrido, principalmente, devido à queima de combustíveis fósseis, atividade industrial, desmatamento e uso do solo. A redução do desmatamento e o aumento das áreas reflorestadas, como tem sido observado com o eucalipto em Minas Gerais, representam duas estratégias efetivas para diminuir a emissão de CO 2 e ao mesmo tempo aumentar o seu seqüestro. A importância da matéria orgânica do solo (MOS) no ciclo global do C é fundamental, pois ela se constitui no maior reservatório de C terrestre. Também, estudos têm demonstrado que a MOS é uma das características estreitamente relacionada com a sustentabilidade da produção no longo prazo, o que é especialmente importante em cultivos de ciclo mais longo, como é o caso da atividade florestal. Curiosamente, a despeito da grande área cultivada com eucalipto nas diferentes regiões do Estado de Minas Gerais, a dinâmica do C orgânico nesse sistema é pouco conhecida, e ainda não existem estudos sistematizados para determinar se o balanço do C nessas florestas, principalmente no solo, é positivo ou negativo. Assim, o presente trabalho teve como objetivo avaliar o impacto do cultivo do eucalipto nos estoques de C das diversas frações da matéria orgânica do solo em relação à mata nativa e ao uso com pastagem em duas regiões do Vale do Rio Doce-MG, e identificar qual a fração da matéria orgânica do solo é um indicador mais sensível à mudança no uso do solo quando da substituição da floresta nativa por pastagem e eucalipto. O presente estudo foi realizado em plantações comerciais de eucalipto localizadas em duas regiões do Vale do Rio Doce- MG: 1 - Belo Oriente (região de menor altitude, com maior temperatura média anual, menor produtividade média das florestas, e dominada por Latossolo Vermelho-Amarelo textura argilosa) e 2 - Virginópolis (região de maior altitude, com menor temperatura média anual, maior produtividade média das florestas, e dominada por Latossolo Vermelho textura argilosa). Desta maneira, procurou-se examinar o relacionamento entre o aporte de C, e condições edafo-climáticas com os estoques de C orgânico do solo ao longo do tempo de cultivo com eucalipto. Com essa finalidade, foram determinados no solo: o carbono orgânico total (COT), carbono da biomassa microbiana (BM), o carbono das substâncias húmicas (SH) e o carbono das frações leve (FL) e pesada (FP). Os resultados indicam que, de maneira geral, os solos de Virginópolis apresentam maiores estoques de todas as frações de C orgânico do solo em relação à região de Belo Oriente. Não houve diferença quanto aos estoques de C da BM, comparando-se mata nativa, pastagem e eucalipto, na região de Belo Oriente. Nessa mesma região, o solo sob eucalipto apresentou maior estoque de C da FP e das SH, em relação ao solo sob mata e pastagem. O solo sob mata nativa apresentou maior estoque de C da FL em relação aos demais solos. Com o decorrer do tempo de cultivo com eucalipto, houve aumento nos estoques de C das frações da matéria orgânica estudadas, com exceção ao C da biomassa microbiana. Adicionalmente, com o decorrer do tempo de cultivo com eucalipto, houve uma redução no estoque de C da fração areia (AR) ao mesmo tempo em que ocorreu um aumento no estoque de C da fração argila (ARG). Na região de Virginópolis, o solo sob mata nativa apresentou maiores estoques de COT, de C das SH e da FP, seguido do solo sob eucalipto e pastagem. Houve acréscimo nos estoques de C da FL e SH com o decorrer do tempo de cultivo com eucalipto, ao mesmo tempo em que não se observou variação no estoques de COT e de C das FP e da BM do solo. Em média, mais de 90 % do C dos solos das duas regiões estudadas estão associados à FP da matéria orgânica do solo. Na região de Belo Oriente a FL, FP, SH e COT foram indicadores com sensibilidade semelhante à variação da matéria orgânica do solo com o decorrer do tempo de cultivo com eucalipto. Já para a região de Virginópolis, a FL foi um indicador mais sensível à mudança no uso do solo que todas as outras frações.
The increase in atmospheric CO 2 concentration in the last decades ocurred mainly due to burning of fossil fuels, industrial activity, deforestation and land use. The reduction in deforestation and the increase in afforested areas, as it has been observed in the Minas Gerais State, represent two effective strategies to reduce CO 2 emissions and at the same time increase its sequestration. The role of soil organic matter (SOM) in the global C cycle is fundamental because it represents the greatest terrestrial C reservoir. Also, studies have demonstrated that SOM is one of the properties closely related to long term production sustainability. This is especially important in long cycle cultures, as is the case of forest plantations. Curiously, despite the large land areas cultivated with eucalypt in different regions of the Minas Gerais State, the organic C dynamics in this system is poorly understood, and there are no systematized studies to determine whether the C balance in these forests, particularly in the soil, is positive or negative. Thus, the present study aimed at evaluating the impact of eucalypt cultivation on the stocks of C in various SOM fractions in relation to native forest and pasture in two regions of the Rio Doce Valley, Minas Gerais State, Brazil. Also, it was sought to identify which SOM fraction is a more sensitive indicator of the change in land use from native forest to pasture and pasture to eucalypt cultivation. The study was carried out in commercial eucalypt plantations located in two Rio Doce Valley regions, namely: 1 - Belo Oriente (lower altitude, higher mean annual temperature and lower forest yields, and where Yellow Latosols are dominant) and 2 - Virginopolis (higher altitude, lower mean annual temperature and higher forest yields, and where Red Latosols are dominant). Thus, it was examined the relationship between C input, climate and soil on organic C stocks along the time of eucalypt cultivation. In order to do that it was determined total soil organic carbon (TSOC), microbial C (MC), humic substances C (HSC) and light (LFC) and heavy (HFC) organic matter fraction C. In general, the results indicate that the Virginopolis soils present larger organic C stocks in comparison viiito the Belo Oriente soils. There were no significant difference in the MC stocks among native forest, pasture and eucalypt soils in the Belo Oriente region. In this region, the soil under eucalypt showed larger HFC and HSC stocks than soils under native forest and pasture. The soil under native forest had bigger LFC stocks in comparison to the other soils. There was an increase in C stocks of studied SOM fractions, except for BMC, along an eucalypt cultivation chronosequence. Additionally, there was a drop in the sand fraction C (SFC) stocks, whereas at the same time there was an increase in the clay fraction C (CFC) stocks. In the Virginopolis Region, the soil under native forest presented the largest TSOC, HSC and HFC stocks, followed by those of soils under eucalypt and pasture. There was an increment in LFC and HSC socks along the eucalypt cultivation chronosequence, but there were no significant changes in TSOC, HFC and MC stocks. On average, more than 90 % of C in soils of the both studied regions was associated to the heavy SOM fraction. In the Belo Oriente region the LFC, HFC, HSC and TSOC were as sensitive to indicate changes in SOM along the eucalypt cultivation chronosequence. In the Virginopolis region, the light SOM fraction was the most sensitive indicator of changes in organic matter due to land use change.
Palavras-chave: Carbono
Matéria orgânica do solo
Frações da matéria orgânica do solo
Eucalipto
CNPq: Ciências Agrárias
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: LIMA, Augusto Miguel Nascimento. Estoques de carbono e frações da matéria orgânica do solo sob povoamentos de eucalipto no Vale do Rio Doce - MG. 2004. 120 f. Dissertação (Mestrado em Solos e Nutrição de Plantas) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2004.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/10842
Data do documento: 26-Fev-2004
Aparece nas coleções:Solos e Nutrição de Plantas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo540,01 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.