Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/10958
Tipo: Dissertação
Título: Solos, manejo e seus aspectos hidrológicos na bacia hidrográfica do Araújos, Viçosa – MG
Solos, manejo e seus aspectos hidrológicos na bacia hidrográfica do Araújos, Viçosa – MG
Autor(es): Gomes, Marcos Antônio
Abstract: Este trabalho teve como objetivo estudar a influência das características físicas, químicas e mineralógicas de três solos (Latossolo Vermelho-Amarelo - LVA, Latossolo Vermelho - LV e Argissolo Vermelho - PV) e seus respectivos materiais de origem, além das práticas de manejo e conservação de solo e água no comportamento hidrológico da microbacia experimental do Córrego dos Araújos, afluente do ribeirão São Bartolomeu, Viçosa - Minas Gerais. Os solos foram coletados sob duas condições de uso (LVA sob floresta nativa, LV e PV sob pastagem). A precipitação pluviométrica e a vazão do curso d'água na microbacia dos Araújos tem sido monitorada desde 2001, quando no final do citado ano foram implantadas técnicas de conservação de solo e água tais como: cordões em contorno, caixas de captação em áreas torrenciais e margens de estradas, reflorestamentos e paliçadas dentro de voçorocas. Em complemento ao estudo hidrológico, foi instalado um sistema de determinação de escoamento superficial e infiltração de água em cada classe de solo e seu respectivo uso. Para análise da qualidade da água e da oscilação do lençol freático foi perfurado um poço piezométrico próximo a cada uma das 3 nascentes e um poço próximo de um pequeno terraço existente em uma das cabeceiras. O LVA e o LV apresentaram maiores teores de argila em comparação ao PV. Essas características não mostraram correlação com os resultados de densidade e porosidade do solo, onde o LVA e o LV, indicaram menor densidade e maior porosidade em relação ao PV. Os resultados de retenção de água no solo nas profundidades de 0-10, 20-30 e 40-60 cm sob as tensões de -6 a -10 KPa e a condutividade hidráulica indicam uma relação com os teores de argila, onde, no LVA e LV a retenção de água foi maior do que no PV. A condutividade hidráulica na profundidade de 0-10 cm foi maior para o LVA sob floresta e LV sob pastagem. Nas profundidades de 20-30, 35-55 e 75- 100 cm o LVA apresentou resultados de condutividade hidráulica menores do que o PV e semelhante em relação ao LV. Tanto os solos desenvolvidos de gnaisse (LVA e LV) quanto o solo (PV) desenvolvido de diabásio, que ocorrem na forma de dique intrusivo no gnaisse, foram caracterizados como distróficos. A mineralogia da fração argila revelou principalmente minerais de caulinita e gibbsita. Os teores de ácido húmico, fúlvico e humina foram maiores no LVA e menores no PV, já o LV apresentou teores intermediários, a ocorrência desses ácidos pode influenciar nas características físicas dos solos por translocação ou perda de argila dos horizontes mais superficiais para horizontes mais profundos do solo. Dos elementos analisados nas amostras de água 50% apresentaram teores acima do permitido pelo CONAMA para as águas de classe 1. As taxas de infiltração, em 69,2% das precipitações pluviométricas registradas e analisadas, foram maiores no PV em relação aos Latossolos, indicando a influência da retenção de água nos solos e da condutividade hidráulica. O LVA sob florestas, para determinadas intensidades de precipitação pluviométrica, indicou maiores taxas de escoamento superficial quando comparado com os solos sob pastagem. A oscilação do lençol freático durante o ano de 2004, em resposta as precipitações, foi mais sensível na área do PV. O manejo da vegetação freatófita ou ribeirinha, mostrou-se como uma boa alternativa de aumento de vazão nos cursos d'água durante o período de estiagem, mas somente quando todas as outras alternativas de manejo aplicadas não surtirem resultados positivos na vazão do manancial. O resultado de aumento na vazão mínima dos cursos d'água na microbacia dos Araújos no período de 2002 a 2004 foi de 135%, indicando a eficácia das técnicas de conservação e manejo de solo e água na revitalização, conservação e produção de água em quantidade e qualidade.
This study was carried out in Viçosa plateau-MG, with the following objectives: to identify the pedoenvironmental indicators in this plateau to be used as auxiliary tools in environmental education; to organize the main environmental indicators to facilitate the identification of each environment and their main characteristics; and to identify the elementary school educators' environmental perception in Viçosaa plateau; and to subsidize the future elaboration of easily understanding didatic material to be used in the construction of knowledge. So, 21 educators were selected, most of them being collaborators in the Veredas Project as well as in a peculiar teaching institution, that is, seven with performance in the rural area and 14 in the urban area. A questionnaire applied to those seven one in the private school contained 34 subjects divided in the following topics: 1 - Development of the Viçosa plateau; 2 - Soils; 3 - Soil colors; 4 - Vegetation; 5 - Hydrology; 6 - Hydromorphic soils; and 7 - Use and occupation of the soils. In spite of the ample availability of information about these themes, regarding to the pedoenvironmental indicators in the Viçosa Plateau, those information have not been efficiently arriving to the educators. A wider diffusion of the technical information, decoded for a more xdidactic language, should be targeted to larger socialization and understanding of these information. The teachers low knowledge level and efficiency regarding the pertinent subjects are related to the lack in continuous training and specific courses in the area. This reveals the need for the preparation of the didactic material based on technical regionally technically based on regional stamp. Starting from the information of only seven educational of each segment, it was not obtained differences statistics among the teaching segments in none of the 34 formulated subjects and nor in relation to the seven treated subjects. Futures studies should be driven with larger number of interviewees and under new modelling for obtaining of more conclusive data.
Palavras-chave: Manejo de bacia hidrográfica
Conservação de solo e água
Uso da terra
Pedologia
CNPq: Ciências Agrárias
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: GOMES, Marcos Antônio. Solos, manejo e seus aspectos hidrológicos na bacia hidrográfica do Araújos, Viçosa – MG. 2005. 100 f. Dissertação (Mestrado em Solos e Nutrição de Plantas) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2005.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/10958
Data do documento: 12-Jul-2005
Aparece nas coleções:Solos e Nutrição de Plantas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo2,32 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.