Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1096
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorEstanislau, Wagner Tompson
dc.date.accessioned2015-03-26T12:43:25Z-
dc.date.available2008-11-06
dc.date.available2015-03-26T12:43:25Z-
dc.date.issued2007-03-19
dc.identifier.citationESTANISLAU, Wagner Tompson. Papaya (Carica papaya L.) seeds conservation in relation to sarcotesta presence, seed moisture content and kind of package. 2007. 71 f. Tese (Doutorado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.por
dc.identifier.urihttp://locus.ufv.br/handle/123456789/1096-
dc.description.abstractO presente trabalho foi desenvolvido nos Laboratórios de Sementes e de Pós-Colheita de Hortaliças do Departamento de Fitotecnia, da Universidade Federal de Viçosa, tendo como objetivo avaliar o efeito do tipo de embalagem, do teor de água das sementes e da presença da sarcotesta na conservação de sementes de mamão durante o armazenamento. Sementes de mamão do grupo Formosa, híbrido Tainung 01, foram extraídas de frutos no estádio 5 de maturação (casca com mais de 75% da superfície externa com coloração amarela). Parte das sementes foi colocada sobre papel toalha em condição de laboratório, a 25ºC, obtendo-se, assim, uma amostra de sementes com a sarcotesta. O restante das sementes foi submetido à fricção em peneira de arame com auxílio de uma escova de cerdas plásticas, sob jato de água corrente, para a remoção da sarcotesta, sendo, em seguida, colocadas para secar nas mesmas condições descritas para as sementes com sarcotesta. Foram obtidas, então, sementes com e sem sarcotesta que foram submetidas à secagem até atingirem graus de umidade de, aproximadamente, 11, 8 e 5%. Em seguida, foram acondicionadas em quatro tipos de embalagens (papel multifoliado, saco de polietileno, papel aluminizado do tipo pouch e lata) e armazenadas em ambiente de laboratório por 15 meses, a partir de março de 2004. Antes do armazenamento e a cada três meses, as sementes foram submetidas à determinação do grau de umidade e aos testes de germinação, primeira contagem de germinação e envelhecimento acelerado. Determinou-se ainda, a atividade das enzimas fosfatase ácida e peroxidase utilizando-se eletroforese em gel de amido a 12%. Verificou-se que sementes de mamão recém-colhidas apresentaram dormência que foi superada aos seis meses de armazenamento. Sementes com sarcotesta apresentaram menor qualidade fisiológica quando comparadas às sem sarcotesta, durante todo o período de armazenamento. Sementes com sarcotesta tiveram a viabilidade preservada até o nono mês de armazenamento, com redução drástica da qualidade a partir daí, independente do grau de umidade e do tipo de embalagem. A qualidade fisiológica das sementes sem sarcotesta, com 8 e 11% de umidade, foi mantida até o 12º mês de armazenamento em condição de ambiente, independente do tipo de embalagem utilizada. As embalagens impermeáveis não foram adequadas para o armazenamento de sementes sem sarcotesta com 5% de umidade. As avaliações eletroforéticas revelaram a ocorrência de alterações enzimáticas em função do teor de água nas sementes, embora não tenha sido constatada associação entre deterioração das sementes de mamão durante o armazenamento e alterações nos sistemas enzimáticos fosfatase ácida e malato desidrogenase.pt_BR
dc.description.abstractThis work was carried out in the Laboratory of Seeds Analysis in the Department of Fitotecnia at Federal University of Viçosa from March 2004 to November 2005, in order to evaluate the effect of sarcotesta presence, seed moisture content and kind of packaging on papaya seed conservation during storage. Papaya seeds from Formosa group, hybrid Tainung 01, dried up to 5, 8 and 11% moisture content were packed in four different kinds of package (multifoliate kraft paper, aluminum foil - pouch , tin container and polyethylene bag) and stored for 15 months at room laboratory condition. Before storage and at each three months, seed moisture content was determined and standard germination, first count and accelerated aging test were performed. Alterations in the enzyme systems alcohol dehydrogenase (ADH), malate dehydrogenase (MDH) and acid phosphatase (AP) were also assessed. It was verified that recem-harvested papaya seeds had dormancy, which was overcomed by storage for six months. Seeds with sarcotesta showed lower physiological quality in relation to without sarcotesta ones, during all the storage time. Seeds with sarcotesta had the viability preserved until the nineth month storage, with drastic reduction on seed quality from then on, independent of seed moisture content and packing. The physiological quality of the seeds without sarcotesta, with 8 and 11% of moisture content, was kept until 12º month of storage under environment condition, independent of the packing. Impermeable package was not indicated for the storage of seeds without sarcotesta with 5% moisture content. There were enzymatic alterations related to seed moisture content, but there was no association between papaya seed deterioration during the storage and phosphatase acid and malate dehydrogenases enzymatic systems alterations.eng
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Viçosapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectArmazenamentopor
dc.subjectCarica papayapor
dc.subjectSementespor
dc.subjectEmbalagempor
dc.subjectStorageeng
dc.subjectCarica papayaeng
dc.subjectSeedseng
dc.subjectPackagingeng
dc.titleConservação de sementes de mamão em função da presença da sarcotesta, teor de água das sementes e tipo de embalagempor
dc.title.alternativePapaya (Carica papaya L.) seeds conservation in relation to sarcotesta presence, seed moisture content and kind of packageeng
dc.typeTesepor
dc.contributor.authorLatteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4763858Y0#Producaocientificapor
dc.contributor.advisor-co1Dias, Luiz Antonio dos Santos
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4763137P6por
dc.contributor.advisor-co2Finger, Fernando Luiz
dc.contributor.advisor-co2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4783681Y0por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentPlantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita depor
dc.publisher.programDoutorado em Fitotecniapor
dc.publisher.initialsUFVpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIApor
dc.contributor.advisor1Dias, Denise Cunha Fernandes dos Santos
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4727304Z9por
dc.contributor.referee1Silva, Fernando Antônio Pereira da
dc.contributor.referee2Araújo, Roberto Fontes
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4785502H8por
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf801,78 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.