Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1097
Tipo: Tese
Título: Manejo pós-colheita de hastes florais de Heliconia bihai
Título(s) alternativo(s): Postharvest handling of the stems of the Heliconia bihai
Autor(es): Guimarães, Adriana Andrade
Primeiro Orientador: Finger, Fernando Luiz
Primeiro coorientador: Barbosa, José Geraldo
Segundo coorientador: Cecon, Paulo Roberto
Primeiro avaliador: Puiatti, Mário
Segundo avaliador: Santos, Marlei Rosa dos
Terceiro avaliador: Souza, Pahlevi Augusto de
Abstract: Objetivando avaliar a longevidade floral de hastes de Heliconia bihai cinco experimentos foram instalados no Laboratório de Fisiologia e Tecnologia, Pós-colheita da Embrapa Agroindústria Tropical em Fortaleza-CE. O primeiro consistiu em submeter às hastes ao recorte a cada 24 ou 48 horas após a colheita. O recorte a cada 24 horas promoveu maior longevidade floral (12 dias), comparado aos demais tratamentos (controle e hastes recortadas a cada 48 horas) com longevidade de 10 dias. Os recortes promoveram menores decréscimos na aparência visual, perda de massa e conteúdo de antocianina, no entanto, não influenciaram o teor relativo de água das brácteas e pseudocaule e atividade da peroxidase e polifenoloxidase comparado ao controle. O objetivo do segundo experimento foi avaliar o uso do 2-mercaptoetanol sobre a longevidade floral. O 2-mercaptoetanol não influenciou a aparência visual, atividade da enzima peroxidase, perda de massa e teor relativo de água do pseudocaule. A longevidade não apresentou diferenças significativas entre os tratamentos, estimada em 11 dias. O terceiro experimento foi instalado com o objetivo de avaliar o uso de pulverizações com benziladenina nas concentrações de 150 e 300 mg L-1. A benziladenina promoveu menores perdas de massa e melhores notas na aparência visual comparada ao controle. No entanto, não apresentou efeito sobre o conteúdo de antocianina, teor relativo de água das brácteas e pseudocaule e atividade das enzimas peroxidase e polifenoloxidase. Baseado na aparência visual a benziladenina em ambas concentrações, bem como o controle não apresentaram diferenças significativas na longevidade floral, estimada em 10 dias. O quarto experimento objetivou avaliar o efeito do pulsing com ácido giberélico nas concentrações de 50 e 100 mg L-1. O ácido giberélico não influenciou na perda de massa, teor relativo de água do pseudocaule, conteúdo de antocianina e atividade da peroxidase e polifenoloxidase, no entanto, apresentou efeito significativo na aparência visual e teor relativo de água das brácteas. Baseada nas notas da aparência visual, a longevidade floral foi de 7 dias para o controle e de 9 dias para hastes tratadas com ácido giberélico. O quinto experimento consistiu em armazenar as hastes em câmaras frias a 7 ºC (97 % U. R.); 13 ºC (92% U. R.) e 15 ºC (58 % U. R), revestidas ou não com película à base de galactomana de sementes de Caesalpinia pulcherrima por períodos de 3 (1 dia em temperatura refrigerada + 2 dias a 25 ºC); 6 (4 dias em temperatura refrigerada + 2 dias a 25 ºC); 9 (7 dias em temperatura refrigerada + 2 dias a 25 ºC); 12 (10 dias em temperatura refrigerada + 2 dias a 25 ºC) and 15 (13 dias em temperatura refrigerada + 2 dias a 25 ºC). Hastes de Heliconia bihai armazenadas a 7 e 13 °C manifestaram sintomas de injúria por frio aos 6 após a colheita (4 dias em temperatura refrigerada + 2 dias a 25 ºC) com e sem película. O uso da película não influenciou nos sintomas de injúria por frio. A melhor temperatura de armazenamento foi 15 °C. A longevidade das hastes armazenadas a 15 °C foi 10 e 13 dias, para hastes revestidas e não revestidas respectivamente. Menores longevidades foram observadas em hastes armazenadas a 25 °C com e sem película, bem como para as armazenadas a 7 e 13 °C revestidas com película.
Aiming to evaluate the floral longevity of Heliconia bihai stems five experiments were performed at Laboratory of Postharvest Physiology and Technology, Embrapa Tropical Agroindústria in Fortaleza-CE. The first one consisted of submitting the stems to recuts at every 24 or 48 hours after harvest. The re cut at every 24 hours promoted longer floral longevity (12 days) compared to the other treatments, (control and stems recuted at every 48 hours) with longevity of 10 days. The recuts promoted minor decreases in the visual appearance, mass loss and anthocyanins content, however did not influenced the water relative content of the bracts and pseudo stems and the activity of peroxidase and polyphenol oxidase compared to control stems. The goal of the second experiment was to evaluate the use of 2-mercaptoethanol on flower longevity. The 2-mercapto-ethanol not influenced the visual appearance, activity of enzyme peroxidase, losses of mass and water relative content of the pseudo stems. The longevity did not present significant differences among treatments, lasting at about 11 days. The third experiment was installed with the objetive to evaluate the use of spraying with benzyladenine at concentrations of 150 and 300 mg L-1. The benzyladenine promoted minors losses of mass and better grades for visual appearance of stems compared with control. However, did not present effect on the anthocyanins content, water relative content of the bracts and pseudo stems and in the activity of enzymes peroxidase and polyphenol oxidase. Based on the visual appearance the benzyladenine in both concentrations, as well as the control did not significant differences in the floral longevity, lasting 10 days. The fourth experiment aimed at to evaluate effect of pulsing with gibberellic acid at concentrations of 50 and 100 mg L-1. The gibberellic acid did not influence the loss of mass, relative water content of pseudo stems, anthocyanins content, activity of peroxidase and polyphenol oxidase. However, presented significant effect in the visual appearance and water relative content of the bracts. Based on grades of visual appearance, the floral longevity was 7 days for the control and 9 days for the gibberellic acid treated stems. The fifth experiment consisted of storing the stems in cold chambers at 7 ºC (97 % U. R.); 13 ºC (92% U. R.) e 15 ºC (58 % U. R.), coated or not with film from galactomanann of seeds of Caesalpinia pulcherrima for periods of 3 (1 day in cold temperature + 2 days at 25 ºC); 6 (4 days in cool temperature + 2 days at 25 ºC); 9 (7 days in cold temperature + 2 days at 25 ºC); 12 (10 days in cold temperature + 2 days at 25 ºC) and 15 (13 days in cold temperature + 2 days at 25 ºC). Stems of Heliconia bihai stored at 7 e 13 °C showed chilling injury symptoms at 6 days after harvest (4 days at cold temperature + 2 days at 25 ºC) with and without film. The use of the film did not influence the appearance of chilling injury. The best temperature for storage was 15 °C. The longevity of the stems stored at 15°C was 10 and 13 days, for coated and not coated stems respectively. Shorter longevities were observed for stems stored at 25 °C with the film, as well as for those at 7 e 13°C coated with film.
Palavras-chave: Bloqueio xilemático
Injúria por frio
Reguladores vegetais
Flores tropicais
Xylem blocking
Cold injury
Plant regulators
Tropical flowers
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::CIENCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS::CIENCIA DE ALIMENTOS::FISIOLOGIA POS-COLHEITA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Doutorado em Fitotecnia
Citação: GUIMARÃES, Adriana Andrade. Postharvest handling of the stems of the Heliconia bihai. 2008. 181 f. Tese (Doutorado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1097
Data do documento: 1-Abr-2008
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,82 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.