Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1098
Tipo: Tese
Título: Aperfeiçoamento do uso de hipoclorito de sódio para acelerar a germinação de sementes e a emergência de plântulas de cafeeiro (Coffea arabica L.)
Título(s) alternativo(s): Improved use of the sodium hypochlorite to accelerate the seed germination and emergence of the coffee seedling (Coffea arabica L.)
Autor(es): Sofiatti, Valdinei
Primeiro Orientador: Araújo, Eduardo Fontes
Primeiro coorientador: Araújo, Roberto Fontes
Segundo coorientador: Reis, Múcio Silva
Primeiro avaliador: Silva, Fernando Antônio Pereira da
Segundo avaliador: Dias, Denise Cunha Fernandes dos Santos
Abstract: O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito das concentrações de hipoclorito de sódio na solução aquosa de pré-embebição de sementes de cafeeiro, com graus de umidade entre 10 e 33%, sobre o desempenho das sementes em condições de laboratório e a emergência das plântulas em condições de viveiro, bem como avaliar o desenvolvimento das mudas. Foram realizados três experimentos utilizando-se sementes de cafeeiro da variedade Catuaí Vermelho IAC 44, as quais foram secadas à sombra até atingirem os graus de umidade desejados. No experimento I, foram realizados cinco ensaios avaliando-se as sementes quanto à germinação e vigor em laboratório. Utilizaram-se cinco graus de umidade das sementes em base úmida (13, 18, 23, 28 e 33%). Cada grau de umidade constituiu um ensaio com 12 tratamentos, formados pelas combinações de cinco concentrações de hipoclorito de sódio na solução de pré-embebição (3, 4, 5, 6 e 7% de cloro ativo) e dois tempos de pré-embebição (3 e 6 horas), além de sementes com pergaminho e sem pergaminho removido manualmente (testemunha). Os resultados mostraram que a pré-embebição das sementes de cafeeiro em hipoclorito de sódio na concentração de 6% de cloro ativo, durante 3 horas, além de degradar o pergaminho eficientemente, proporcionou germinação e índice de velocidade de germinação semelhantes ao tratamento testemunha, quando as sementes apresentavam grau de umidade inicial entre 23 e 33%. Nas sementes com grau de umidade de 18 e 13%, a pré-embebição em hipoclorito de sódio proporcionou desempenho germinativo inferior às sementes sem pergaminho, removido manualmente, independente da combinação entre concentração e tempo de embebição utilizada. Com os melhores tratamentos obtidos no experimento I, foi realizado o experimento II. Utilizaram-se, os mesmos graus de umidade do experimento I, avaliando-se as sementes quanto a percentagem e velocidade de emergência e as mudas quanto ao seu desenvolvimento em condições de viveiro. Cada grau de umidade das sementes originou um ensaio, o qual foi constituído por cinco tratamentos, formados por sementes pré-embebidas em três concentrações de hipoclorito de sódio (4, 5 e 6% de cloro ativo), durante um período de três horas, além das sementes com pergaminho e sem pergaminho removido manualmente (testemunha). Os resultados mostraram que a pré-embebição das sementes em solução aquosa, contendo hipoclorito de sódio na concentração de 4% de cloro ativo, aumentou a percentagem e a velocidade de emergência das plântulas de cafeeiro, além de ter melhorado o desenvolvimento das mudas em relação às sementes com pergaminho. Esse tratamento com hipoclorito de sódio foi tão eficiente quanto à remoção manual do pergaminho, quando as sementes apresentaram grau de umidade igual ou superior a 23%. No experimento III foram utilizadas sementes apresentando grau de umidade inicial de 10, 15 e 20%. Cada grau de umidade das sementes originou um ensaio. As sementes foram reidratadas até atingirem os graus de umidade de 23±1 e 33±1%, utilizando-se quatro métodos de reidratação: 1-reidratação por imersão em água; 2-reidratação por imersão em água com aeração; 3-reidratação por imersão em água corrente e 4-reidratação em rolos de papel toalha umedecidos. Em cada grau de umidade inicial, sementes não reidratadas e também após os tratamentos de reidratação, foram submetidas aos tratamentos de degradação do pergaminho por meio da pré-embebição em solução aquosa contendo hipoclorito de sódio nas concentrações de 5 e 6% de cloro ativo, por um período de 3 horas; além destes tratamentos, para cada grau de umidade inicial das sementes e método de reidratação, foram acrescentados tratamentos constituídos por sementes cujo pergaminho foi removido manualmente após a reidratação, além de um tratamento constituído por sementes sem reidratação, cujo pergaminho foi removido manualmente (testemunha). Os resultados mostraram que a reidratação das sementes em rolos de papel umedecidos ou água corrente até atingirem grau de umidade de 33%, associada à pré-embebição em hipoclorito de sódio, na concentração de 6% de cloro ativo, foi eficiente para degradação do pergaminho e aceleração da germinação, quando as mesmas apresentavam umidade inicial de 15 e 20%.
This study aimed at the evaluation of the effect of sodium hypochlorite concentrations in the aqueous presoaking solution of the coffee seeds with moisture content from 10 to 33% upon the performance of those seeds under laboratory conditions, the emergence of the seedlings under nursery conditions, as well as to evaluate the development of the seedlings. Three experiments were carried out with coffee seeds, variety Catuaí Vermelho IAC 44, that were dried under shadow until reaching the appropriate moisture contents. In experiment I, five assays were accomplished by evaluating the seeds for germination and vigor under laboratory conditions. Five moisture contents of the seeds were used (13, 18, 23, 28 and 33%). Each moisture content constituted an assay with 12 treatments, that were composed by combinations of five sodium hypochlorite concentrations in the presoaking solution (3, 4, 5, 6 and 7% active chlorine) and two presoaking times (3 and 6 hours), besides the seeds with and without endocarp, being this last one manually removed (control). The results showed that, the presoaking of the coffee seeds into sodium hypochlorite at concentration of 6% active chlorine for three hours, besides efficiently degrading the endocarp, also provided both germination and germination speed index similar to the control, when the seeds presented initial moisture level from 23 to 33%. In the seeds showing 18 and 13% moisture level, the presoaking into sodium hypochlorite provided inferior germinative performance, relative to those seeds from which the endocarp was manually removed, independently from combination between the soaking concentration and time used. The experiment II was accomplished with the best treatments obtained in experiment I. The same moisture contents of the experiment I were used, by evaluating the seeds for emergence percent and speed as well as the seedling for development under nursery conditions. Each moisture content of the seeds gave rise to a assay constituted by five treatments, that were composed by seeds presoaked into three sodium hypochlorite concentrations (4, 5 and 6% active chlorine) for a three-hour period, besides the seeds with and without endocarp, being the last one manually removed (control). The results from experiment II showed that presoaking the seeds into aqueous solution containing sodium hypochlorite at concentration of 4% active chlorine rather increased the percentage and emergence speed of the coffee seedlings, besides improving the development of the seedlings, relative to the seeds with endocarp. This treatment with sodium hypochlorite showed to be as efficient as the manual removal of the endocarp, when the seed moisture contents were equal or higher than 23%. In experiment III, the seeds owing initial moisture level of 10, 15 and 20% were used. Each moisture level of the seeds gave rise to one assay. The seeds were rehydrated until reaching the moisture contents 23±1 and 33±1%, by using four rehydration methods: 1-rehydration by soaking into water; 2-rehydration by soaking into aerated water; 3-rehydration by soaking into running water; and 4-rehydration in towel paper rolls moistened. The non-hydrated seeds at each initial moisture content and also after hydration treatments were subjected to the treatments for degradation of the endocarp by presoaking into aqueous solution containing sodium hypochlorite at concentrations of 5 and 6% active chlorine for three-hour period. In addition, for each initial moisture content of the seeds and each rehydration method, some treatments were accomplished with seeds from which the endocarp was manually removed after rehydration, as well as one treatment constituted by rehydrationless seeds, from which the endocarp was also manually removed (control). The results showed that rehydration of the seeds in running water or towel paper rolls moistened until reaching 33% moisture level, associated to presoaking into sodium hypochlorite at concentration of 6% active chlorine, was efficient for either degradation of the endocarp and acceleration of germination, when seeds showed 15 and 20% for initial moisture content.
Palavras-chave: Café
Sementes
Mudas
Hipoclorito de sódio
Coffea arabica
Coffee
Seeds
Seedling
Sodium hypochlorite
Coffea arabica
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Doutorado em Fitotecnia
Citação: SOFIATTI, Valdinei. Improved use of the sodium hypochlorite to accelerate the seed germination and emergence of the coffee seedling (Coffea arabica L.). 2006. 82 f. Tese (Doutorado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2006.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1098
Data do documento: 30-Out-2006
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf998,03 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.