Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1105
Tipo: Tese
Título: Pegamento de frutos e teores de carboidratos nas folhas de limeiras ácidas Tahiti aneladas e tratadas com ácido giberélico.
Título(s) alternativo(s): Onset of fruit and carbohydrate contents of the acid lime tree Tahiti leaves girdled and treated with gibberellic acid
Autor(es): Pereira, Cassiano Spaziani
Primeiro Orientador: Siqueira, Dalmo Lopes de
Primeiro coorientador: Salomão, Luiz Carlos Chamhum
Segundo coorientador: Cecon, Paulo Roberto
Primeiro avaliador: Bruckner, Claudio Horst
Segundo avaliador: Campos, Gustavo de Azevedo
Abstract: Este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar o efeito de quatro concentrações de ácido giberélico e três épocas de incisão anelar e anelamento de ramos sobre várias características vegetativas, os teores de carboidratos nas folhas, o pegamento e a produção de frutos de limeira ácida Tahiti . Foram realizados dois experimentos. No primeiro, foi avaliado o efeito de três épocas de incisão anelar e quatro concentrações de GA3 sobre os teores de açúcares solúveis totais e amido nas folhas, o pegamento de frutos e a produção em plantas de limeira ácida Tahiti cultivadas em vaso. Para as variáveis teores de açúcares solúveis totais e amido utilizou-se o esquema de parcela subdividida no tempo, com um fatorial 4 x 3 nas parcelas. Quanto às variáveis pegamento de frutos e número de frutos colhidos, o esquema experimental foi apenas o fatorial 4 x 3. O primeiro fator foi a aplicação de GA3 em quatro concentrações (0, 7, 14 e 21 mg/L), quando 80% das pétalas haviam sofrido abscisão, e o segundo, as duas épocas de incisão anelar: uma feita no início do florescimento (IAIF) e outra um mês após (IAMAF), mais a testemunha sem incisão anelar (SIA). O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com cinco repetições e duas plantas por parcela. A aplicação de GA3 e as épocas de anelamento não tiveram efeito sobre os teores de açúcares solúveis totais, o pegamento de frutos e a produção. Verificou-se aumento nos teores de amido nas folhas das plantas com a IAMAF aos 60 dias após o florescimento, mas ele não foi suficiente para promover aumento no pegamento de frutos e na produção. No segundo experimento, foi avaliado o efeito de três épocas de anelamento de ramos e a aplicação de quatro concentrações de GA3 sobre o crescimento vegetativo, a cor verde das folhas (índice SPAD), os teores de açúcares solúveis totais e amido nas folhas, o pegamento de frutos, e a produção de frutos de limeira ácida Tahiti cultivadas em campo. Para as variáveis altura das plantas, cor verde das folhas (índice SPAD) e crescimento dos frutos, utilizou-se o esquema de parcela subdividida no tempo, com um fatorial 4 x 3 nas parcelas. Quanto às variáveis pegamento de frutos, produção e peso médio dos frutos, foi utilizado apenas o fatorial 4 x 3, sendo o delineamento experimental e os fatores os mesmos do primeiro experimento; contudo, em vez de se utilizar a incisão anelar, foi usado o anelamento de ramos. Os teores de açúcares solúveis totais e amido foram avaliados apenas nas plantas aneladas, devido aos resultados positivos desta prática sobre o pegamento dos frutos, o que não ocorreu nas plantas com a aplicação de GA3. Verificou-se que as épocas de anelamento e o GA3 anteciparam o crescimento inicial dos frutos, porém isso não influenciou o crescimento dos frutos até a colheita. O GA3 não teve efeito sobre nenhuma outra variável. As épocas de anelamento reduziram o crescimento vegetativo das plantas e a cor verde das folhas; nas plantas com o anelamento no início do florescimento (AIF) os efeitos foram mais pronunciados do que naquelas com o anelamento um mês após o florescimento (AMAF). Essa diferença foi atribuída às melhores condições climáticas na recuperação dos tecidos anelados das plantas com o AMAF, em relação àquelas com o AIF. As plantas com o AIF e o AMAF tiveram o pegamento de frutos aumentado, em comparação com as plantas SA, em 220 e 229%, respectivamente, sendo esse efeito atribuído ao aumento de carboidratos (açúcares solúveis totais e amido) verificado nas folhas cerca de 30 dias após a realização dos anelamentos. O número de frutos colhidos foi 197 e 259% maior nas plantas com o AIF e AMAF, respectivamente, em relação às plantas AS, e a produção (peso/parcela) das plantas com o AIF e AMAF foi, respectivamente, 254 e 265% superior à das plantas SA. O maior pegamento e a maior produção promoveram redução no peso médio dos frutos das plantas com o AIF e AMAF de 19 e 8,59%, respectivamente, em relação às plantas SA.
The objective of this work was to evaluate the effect of four concentrations of gibberellic acid and three periods of girdle incisions and girdling of branches on various vegetative characteristics, the carbohydrate contents of the leaves, the onset and production of fruits of the acid lime tree Tahiti . Two experiments were carried out. In the first one, the effect of three periods of girdle incisions and four concentrations of GA3 on the total soluble sugar and starch contents in the leaves, the onset and production of fruit in plants of the acid lime tree Tahiti grown in pots was evaluated. For the variables total soluble sugar and starch contents the design of subdivided plots in time was used, with a factorial 4 x 3 in the plots. As to the variables onset of fruits and number of fruits harvested, the experimental design used was only the 4 x 3 factorial. The first factor was the application of GA3 in four concentrations (0, 7, 14 and 21 mg/L), when 80% of the petals had been abscissed, and the second one, the two periods of girdle incision: one done at the beginning of flowering (IAIF) and the other one month later (IAMAF), plus the control without the girdle incision (SIA). The experimental design was in casualized plots, with five repetitions and two plants per plot. The application of GA3 and the girdling periods did not have an effect on the total soluble sugar contents, on the onset and production of the fruits. An increase of the starch contents in the leaves of the IAMAF plants was observed at 60 days of flowering, but these were not enough to promote an increase in the onset and production of the fruits. In the second experiment, the effect of three periods of girdling of the branches and the application of four concentrations of GA3 on the vegetative growth, on the green colour of the leaves (SPAD index), on the total soluble sugar and starch contents of the leaves, on the onset and production of fruits of the acid lime tree Tahiti grown in the field was evaluated. For the variables height of the plants, green colour of the leaves (SPAD index) and growth of the fruits, the design of plots subdivided in time, with a factorial 4 x 3 in the plot was used. As to the variables onset, production and average weight of the fruits, only the factorial 4 x 3 was used, and the experimental design and their factors were the same used for the first experiment. However, instead of using the girdle incision, the girdling was used on the branches. The total soluble sugar and starch contents were evaluated only in the girdled plants, due to the positive results of this practice on the onset of the fruits, which did not occur on the plants with the GA3 application. It was verified that the periods of girdling and the application of GA3 anticipate the initial growth of the fruits but it did not have any influence on the growth of the fruits until the harvest. The GA3 did not have any effect on other variables. The girdling periods reduced the vegetative growth of the plants and the green colour of the leaves. In the plants girdled at the beginning of the flowering (AIF), the effects were stronger than in those with the girdling done one month after flowering (AMAF). This diffrence was attributed to the better climatic conditions for the healing of the girdled tissues of the AMAF plants, in relation to AIF ones. The AIF and AMAF plants had an increase on the onset of the fruits compared with the SA plants, of 220 and 229%, respectively, and this effect was attributed to the increase of carbohygrates (total soluble sugars and starch) which were observed in the leaves at about 30 days after the girdling practice. The number of fruits harvested were 197 and 259% greater than of the AIF and AMAF plants, respectively, in relation to the AS plants, and the production (weight/plot) of the AIF and AMAF plants, was, respectively, 254 and 265% above those of the SA plants. The greatest onset production caused a reduction of 19 and 8.59% on the average weight of the fruits of the AIF and AMAF plants, respectively, in relation to the SA plants.
Palavras-chave: Anelamento
Ácido giberélico
Pegamento de fruto
Girdling
Gibberellic acid
Fruit onset
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Doutorado em Fitotecnia
Citação: PEREIRA, Cassiano Spaziani. Onset of fruit and carbohydrate contents of the acid lime tree Tahiti leaves girdled and treated with gibberellic acid. 2008. 94 f. Tese (Doutorado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1105
Data do documento: 8-Set-2008
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf646,65 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.