Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1114
Tipo: Tese
Título: Identificação de embriões zigóticos e nucelares de sementes e caracterização agronômica e molecular de acessos de mangueira Ubá
Título(s) alternativo(s): Identification of zygotic and nucelar seed embryos and agronomic and molecular characterization of Ubá mango tree accesses
Autor(es): Rocha, Aline
Primeiro Orientador: Salomão, Luiz Carlos Chamhum
Primeiro coorientador: Salomão, Tânia Maria Fernandes
Segundo coorientador: Cruz, Cosme Damião
Primeiro avaliador: Oliveira, Antônio Carlos Baião de
Segundo avaliador: Motoike, Sérgio Yoshimitsu
Abstract: Os objetivos deste trabalho foram identificar, por meio de marcadores moleculares ISSR, a origem genética de plântulas de sementes poliembriônicas, se zigótica ou nucelar, relacionando-as com o seu vigor; caracterizar física e quimicamente os frutos; e avaliar a diversidade genética entre acessos de mangueira Ubá , amostrados em Visconde do Rio Branco, Viçosa e Ubá, com base em caracteres fenotípicos e genotípicos. Na safra 2005/2006 foram amostrados 102 acessos de mangueira Ubá , sendo os acessos 1 e 101 oriundos de Viçosa e os demais, de Visconde do Rio Branco (2 a 100 e 102), enquanto na safra 2006/2007 foram amostrados 98 acessos no Município de Ubá (103 a 200). Sementes de 19 acessos de mangueira Ubá da safra 2005/2006 e 20 de 2006/2007 foram colocadas para germinar em bandejas plásticas preenchidas com areia lavada. Após 50 dias, as plântulas germinadas por semente foram contadas e medidas quanto à altura (cm), massa fresca (g) e circunferência do caule (mm). Além disso, coletaram-se as folhas dessas plântulas para posterior extração e análise do DNA. Para a sua caracterização física e química, colheram-se 40 frutos de cada acesso, dos quais foram selecionaram 30 para a caracterização e 10 para a análise de podridões. Para a caracterização com base nos marcadores ISSR, folhas maduras foram colhidas, utilizando-se material de 102 plantas das 200 selecionadas. A mangueira Ubá é poliembriônica, isto é, numa mesma semente pode germinar de 1 a 14 plântulas, podendo ter ou não plântula zigótica na semente. A plântula zigótica foi encontrada em 60% das sementes analisadas e, em 20% delas, foi a mais vigorosa, evidenciando-se a possibilidade de selecionar materiais superiores utilizando a seleção massal. A utilização da semente como meio de propagação gera variabilidade entre o material cultivado, já que normalmente se seleciona a plântula mais vigorosa de cada semente. Existe variabilidade genética entre os 200 acessos de mangueira Ubá com base nas características físicas e químicas dos frutos. Os acessos de números 15, 17, 20, 42, 85 e 102 amostrados em Visconde do Rio Branco e os de números 110, 149 e 151 em Ubá foram os que se apresentaram com características superiores entre as características físicas e químicas avaliadas. A massa da polpa é a característica que mais influencia a massa do fruto. Entre os 102 acessos caracterizados com marcadores moleculares ISSR, encontrou-se variabilidade genética e não foram verificadas duplicatas, mesmo a mangueira Ubá sendo poliembriônica e os acessos terem sido originados de sementes. Além disso, não houve separação por localidades amostradas, mostrando que a variabilidade está entre os acessos avaliados. Observou-se que é possível selecionar materiais superiores utilizando a seleção massal e que a variabilidade encontrada não é apenas fenotípica.
The objectives of this work were to identify using ISSR molecular markers, the genetic origin, whether zygotic or nucelar, of seedlings relating to their vigor; to characterize the fruit physically and chemically and to evaluate the genetic diversity of Ubá mango tree accesses sampled in Visconde do Rio Branco, Viçosa and Ubá, based on phenotypic and genotypic characters. During the 2005/2006 crop 102 Ubá mango tree accesses were sampled with accesses 1 and 101 originating from Viçosa and the others from Visconde do Rio Branco (2 to 100 and 102), and during the 2006/2007 crop, 98 accesses were sampled in the municipality of Ubá (103 to 200). Seeds from 19 Ubá mango tree accesses from the 2005/2006 crop and 20 from the 2006/2007 crop were placed to germinate in plastic trays filled with washed sand. After fifty days, the seedlings were counted and measured for height (cm), fresh mass (g) and stem circumference (mm). In addition, the leaves were collected for later DNA extraction and analysis. For the physical and chemical characterization, 50 fruit were collected from each access, of which 30 were selected for characterization and 10 were analyzed for rotting. For ISSR-based characterization, mature leaves were harvested, using material from 102 plants out of the 200 selected. The Ubá mango tree is polyembryonic, i.e., the same seed can germinate 1 to 14 seedlings, with or without zygotic seedlings in the seed. The zygotic seedlings was found in 60% of the seeds analyzed and in 20% of them it was the most vigorous, indicating the possibility of selecting superior materials using massal selection. The use of the seed as a means of propagation generates variability among the materials cultivated because usually the most vigorous seedling of each seed selected. Genetic variability occurred among the 200 Ubá mango tree accesses, based on the physical and chemical characteristics of the fruit. The accesses numbered 15, 17, 20, 42, 85 and 102, sampled in Visconde do Rio Branco, and the accesses numbered 110, 149 and 151, sampled in Ubá, presented superior characteristics among the physical and chemical characteristics evaluated. Pulp mass is the characteristic that most influences fruit mass. Genetic variability was found among the 102 accesses characterized with ISSR molecular markers and with no duplicates, even with Ubá mango tree being polyembryonic and the accesses being originated from seeds. Besides, no difference between the localities sampled was observed, showing that the existing variability occurs among the accesses evaluated. It was concluded that it is possible to select superior materials using massal selection and that the variability found is not only phenotypic.
Palavras-chave: Poliembrionia
Mangifera indica
Marcadores moleculares
Polyembryony
Mangifera indica
Molecular markers
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Doutorado em Fitotecnia
Citação: ROCHA, Aline. Identification of zygotic and nucelar seed embryos and agronomic and molecular characterization of Ubá mango tree accesses. 2009. 130 f. Tese (Doutorado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1114
Data do documento: 18-Fev-2009
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf926,72 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.