Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1116
Tipo: Tese
Título: Conservação pós-colheita de quiabo e jiló
Título(s) alternativo(s): Postharvest of okra and jiló
Autor(es): Galvão, Hilton Lopes
Primeiro Orientador: Finger, Fernando Luiz
Primeiro coorientador: Puiatti, Mário
Segundo coorientador: Correa, Paulo César
Primeiro avaliador: Barros, Raimundo Santos
Segundo avaliador: Moreira, Marialva Alvarenga
Terceiro avaliador: Moura, Marcelo Amaral de
Abstract: O objetivo deste trabalho foi avaliar a aplicação do pré-resfriamento, atmosfera modificada e do 1-MCP (1-metilciclopropeno) sobre a qualidade pós-colheita de frutos de quiabo (Abelmoschus esculentus L. Moench) e de jiló (Solanum gilo Raddi), armazenados sob refrigeração. O uso de embalagem de PVC foi eficiente no controle da perda de massa da matéria fresca, independentemente dos frutos terem sido hidroresfriados, mantendoos firmes. Frutos controle e pré-resfriados, sem PVC, apresentaram murchos no segundo dia de armazenamento para o quiabo e no sétimo dia para o jiló. O 1-MCP aplicado antes do uso da embalagem de PVC reduziu a perda de massa da matéria fresca dos frutos de jiló em relação aos não tratados e embalados. Frutos de quiabo e jiló, embalados com PVC, independentemente de serem pré-resfriados, tiveram teores superiores de clorofila em comparação aos não embalados. Os frutos de jiló, tratados com 1-MCP, apresentaram maior teor de clorofila em relação aos demais tratamentos a partir do terceiro dia de armazenamento. O pré-resfriamento e/ou embalagem de PVC não interferiram nos teores de carboidratos (amido e açúcares solúveis totais), apesar de o resfriamento imediatamente após a colheita implicar em redução na taxa de degradação de amido. Houve redução nas taxas de consumo de amido de jilós quando tratados com 1- MCP. Aos onze dias de armazenamento verificou-se o amarelecimento dos frutos de jiló embalados com filme de PVC, enquanto que frutos tratados com 1-MCP, independentemente da concentração aplicada, o amarelecimento dos frutos foi verificado apenas aos catorze dias. Houve maior incidência de injúria por frio nos frutos de quiabo armazenados sem PVC, porém, ao final do armazenamento, observaram-se sintomas nos quiabos embalados, independentemente do pré-resfriamento. Não houve sintomas da injúria por frio no armazenamento refrigerado dos frutos de jiló. Conclui-se que o emprego de filme de PVC e/ou do pré-resfriamento contribui para a conservação da qualidade pós-colheita do quiabo e do jiló e, a exposição dos frutos de jiló ao 1-MCP e posterior embalagem com filme de PVC foi mais eficiente em prolongar a vida de prateleira dos frutos no armazenamento a 10 ºC e 85 % umidade relativa.
The goal of this work was to evaluate the use of pré-cooling, modified atmosphere and 1-MCP (1-methycyclopropene) on the postharvest quality of okra(Abelmoschus esculentus L. Moench) and jilo (Solanum gilo Raddi) stored under refrigeration. The PVC film was efficient in controlling the loss of fresh matter, regardless if the fruits were hydrocooled or not, keeping them firm. Control and precooled fruits without PVC appeared wilted by the second day of storage for okra and by the seventh days for jilo. The use of 1-MCP, before the wrapping with PVC, reduced the loss of fresh weight of jilo compared to control. Fruits of okra and jilo wrapped in PVC, regardless been precooled, has higher contents of chlorophyll compared to non wrapped fruits. Fruits of jilo treated with 1-MCP had higher content of chlorophyll compared to the remaining treatments at the third day of storage. Precooling and /or PVC film did not interfere with the content of carbohydrates ( starch and total soluble sugars), but immediately after the preccoling there was a reduction of starch breakdown. The was reduction in the rate of starch comsumption for jilo when treated with 1-MCP. At eleven days of storage there was yellowing for the jilo wrapped in PVC, but for the 1-MCP treated, regardless the concentration applied, the yellowing appeared ad fourteen days. There was higher development of chilling in okra stored without PVC, but at the end of storage the symptoms appeared in wrapped fruit, regardless if were precooled. No symptoms of chilling developed in jilo during storage. Thusd the use of PVC film and /or precooling helps in keeping the fruit quality, and, the use of 1-MCP before wrapping with PVC film, prolongs the shelf life at 10oC and 85% relative humidity.
Palavras-chave: Abelmoschus esculentus L. Moench
Solanum gilo Raddi
1-MCP
Pré-resfriamento
Atmosfera modificada
Abelmoschus esculentus L. Moench
Solanum gilo Raddi
1-MCP
Precooling
Modified atmosphere
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::CIENCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS::CIENCIA DE ALIMENTOS::FISIOLOGIA POS-COLHEITA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Doutorado em Fitotecnia
Citação: GALVÃO, Hilton Lopes. Postharvest of okra and jiló. 2009. 149 f. Tese (Doutorado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1116
Data do documento: 20-Ago-2009
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf837,37 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.