Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/11165
Tipo: Dissertação
Título: Utilização de técnicas de análise multivariada na avaliação de características quantitativas de uma população F2 de suínos
Use of Multivariate Analysis to Evaluate Quantitative Traits of a F2 Swine Population
Autor(es): Barbosa, Leandro
Abstract: Este estudo objetivou reduzir a dimensionalidade dos dados de 844 animais de uma população F2 de suínos por meio de componentes principais, bem como avaliar a associação entre as características de desempenho, de carcaça e de qualidade da carne, utilizando correlação canônica. Na redução da dimensionalidade, observou-se que, para as características de desempenho, de carcaça e de qualidade da carne, respectivamente 6, 17 e 4 componentes principais, obtidos a partir da matriz de correlação, apresentaram variância inferior a 0,7 (autovalor inferior a 0,7), sugerindo respectivamente 6, 17 e 4 variáveis para descarte, por apresentarem maiores coeficientes, em valor absoluto, a partir do último componente principal. A razão para isso é que variáveis altamente correlacionadas com os componentes de menor variância representam variação praticamente insignificante. Com base nesses resultados, recomendam-se as seguintes variáveis para serem mantidas em experimentos futuros: tamanho da leitegada ao nascimento, número de tetos, peso aos 77 dias de idade, consumo de ração e conversão alimentar dos 77 aos 105 dias de idade (desempenho); idade ao abate, peso da banda direita, comprimento da carcaça pelo Método Brasileiro de Classificação de Carcaça, maior espessura de toucinho na região da copa, na linha dorso-lombar, profundidade de lombo, pesos do baço, do coração, da banda direita resfriada, do pernil, da copa, da paleta, do carré, das costelas, da papada, do filezinho e do rim (carcaça); e pH medido aos 45 minutos e 24 horas post-mortem, luminosidade, gordura intramuscular, perda por cozimento e índice de vermelho (qualidade da carne). No estudo da associação entre os grupos de variáveis observou-se que aqueles com características de desempenho e de carcaça não são considerados independentes, pois foram fortemente correlacionados, visto que a correlação do primeiro par canônico foi de 0,78. Os dois primeiros pares canônicos foram estatisticamente relevantes (P < 0,01 e P < 0,05, respectivamente). No exame das variáveis que compõem o primeiro par canônico, para as características de desempenho, houve predomínio absoluto da variável peso aos 77 dias de idade; em se tratando das características de carcaça, a variável idade ao abate teve predomínio absoluto. No segundo par canônico, para as características de desempenho, houve predomínio absoluto da variável número de tetos; para as características de carcaça, a variável peso das costelas teve a maior contribuição, juntamente com a variável peso da banda direita. Para os grupos características de desempenho e características de qualidade da carne, observou-se que existe independência, pois a correlação do primeiro par canônico foi de 0,23, sendo estatisticamente irrelevante (P > 0,05). Para os grupos características de carcaça e características de qualidade da carne, observou-se que não existe independência, sendo os três primeiros pares canônicos estatisticamente relevantes (P < 0,01). No exame das variáveis que compõem o primeiro par canônico, para as características de carcaça, houve predomínio da variável peso do filezinho, seguida, principalmente, da variável comprimento de carcaça pelo Método Brasileiro de Classificação de Carcaça; no caso das características de qualidade da carne, houve predomínio absoluto da variável luminosidade. No que diz respeito às variáveis que compõem o segundo par canônico, para as características de carcaça, houve maior predomínio da variável peso do carré, seguida principalmente das variáveis comprimento da carcaça pelo Método Brasileiro de Classificação de Carcaça, maior espessura de toucinho na região da copa, na linha dorso-lombar, e pesos da paleta e da banda direita resfriada; para as características de qualidade da carne, a variável gordura intramuscular teve predomínio absoluto. No exame das variáveis que compõem o terceiro par canônico, para as características de carcaça, houve maior predomínio da variável peso da banda direita resfriada; para as características de qualidade da carne, a variável perda por cozimento teve maior predomínio, seguida, principalmente, da variável índice de vermelho.
This study aimed to reduce the data dimension of a F2 swine population of 844 animals using principal components, as well as evaluating the association among the performance, carcass and meat quality traits, using canonical correlation. In performance, carcass e meat quality traits it was observed that, 6, 17 and 4 principal components respectively, showed variation lower than 0.7; suggesting that, respectively, 6, 17 and 4 variables could be discarded. The reason is that when variable are highly correlated with the principal components of smaller variance, their variation is practically insignificant. Based in those results it is recommended the use of the following variables in future experiments: litter size at birth, teat number, weight at 77 days of age, feed intake and feed:gain ratio from 77 to 105 days of age (performance traits); slaughter age, right half carcass weight, carcass length by the Brazilian Carcass Classification Method, higher backfat thickness at boston shoulder area (in the midline), loin depth, spleen weight, heart weight, cold right half carcass weight, ham weight, boston shoulder weight, picnic shoulder weight, loin (bone-in) weight, spareribs weight, jowl weight, sirloin weight and kidney weight (carcass traits); pH measured 45 minutes and 24 hours post-mortem, lightness, intramuscular fat, cooking loss and redness (meat quality traits). In the study of the association between sets of variables, it was observed that performance and carcass traits, are not considered independent, because they were strongly correlated, since the first canonical correlation (r) was 0.78. The first two canonical variate pairs were estatistically significant (P < 0.01 and P < 0.05, xirespectively). In the performance traits, there was an absolute predominance of the weight at 77 days of age variable, in the first canonical variate pair; and in the carcass traits, slaughter age had absolute predominance. In the second canonical variate pair, there was an absolute predominance of the teat number variable (performance traits) and spareribs weight followed by the right half carcass weight variable (carcass traits). It was observed independence in the sets of performance and meat quality traits, because the first canonical correlation (r) was 0.23 (P > 0.05). There was no independence between the sets of carcass and meat quality traits, which the first three canonical variate pairs are estatistically significant (P < 0.01). In the carcass traits, there was a predominance of the sirloin weight variable, followed mainly, by the carcass length by to the Brazilian Carcass Classification Method, in the first canonical variate pair; and in the meat quality traits, lightness had absolute predominance. In the second canonical variate pair, in the carcass traits, there was larger predominance of the loin (bone-in) weight variable, followed mainly, by the carcass length by the Brazilian Carcass Classification Method, higher backfat thickness at boston shoulder area (in the midline), picnic shoulder weight and cold right half carcass weight (carcass traits); intramuscular fat had absolute predominance in the meat quality traits. In the third canonical variate pair, there was larger predominance of cold right half carcass weight variable, in the carcass traits; and cooking loss had larger predominance, followed mainly, by the redness variable in the meat quality traits.
Palavras-chave: AAálise multivariada
Características quantitativas
População F2 de suínos
CNPq: Ciências Agrárias
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: BARBOSA, Leandro. Utilização de técnicas de análise multivariada na avaliação de características quantitativas de uma população F2 de suínos. 2003. 80 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2003.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/11165
Data do documento: 10-Jul-2003
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo999,85 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.