Locus  

Composição químico-bromatológica e cinética da fermentação do capim- buffel (Cenchrus ciliaris), associado à algaroba (Prosopis juliflora)

Show simple item record

dc.contributor Fonseca, Dilermardo Miranda da
dc.contributor Pereira, Jose Carlos
dc.contributor.advisor Queiroz, Augusto César
dc.creator Nunes, Poliana Mary Magalhães
dc.date.accessioned 2017-07-13T19:27:19Z
dc.date.available 2017-07-13T19:27:19Z
dc.date.issued 2004-02-27
dc.identifier.citation NUNES, Poliana Mary Magalhães. Composição químico-bromatológica e cinética da fermentação do capim- buffel (Cenchrus ciliaris), associado à algaroba (Prosopis juliflora). 2004. 63 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2004. pt-BR
dc.identifier.uri http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/11275
dc.description.abstract O objetivo proposto para esse estudo foi avaliar a influência do sombreamento proporcionado pela algaroba associada (Prosopis juliflora) sobre o valor nutricional do capim-buffel (Cenchrus ciliaris). Através da técnica in vitro semi-automática de produção de gases, foram avaliadas a cinética da fermentação e extensão da degradação da matéria seca das amostras. Análises para determinação da composição químico-bromatológica e fracionamento de carboidratos da forrageira também foram realizadas. As avaliações foram feitas a partir de amostras da gramínea obtidas em um sistema de associação de capim- buffel com algaroba, localizado na região semi-árida nordestina, com aproximadamente 15 anos de idade, durante a época seca e chuvosa, compreendidas respectivamente entre os meses de agosto de 1997 e abril de 1998. O delineamento experimental utilizado foi em esquema de parcelas subdivididas, com blocos ao acaso constituindo as cinco repetições, representadas cada uma por um mistura de amostras colhidas sobre duas árvores contíguas. As parcelas principais foram compostas pelos três locais de amostragem da gramínea: dois pontos de coleta de amostras (A e B) sob a copa das árvores de algaroba e um terceiro ponto (C) distante 20 m de cada árvore selecionada, representando a forrageira em monocultivo. As parcelas secundárias foram constituídas pelas duas épocas avaliadas, que diferiram principalmente em termos de precipitação. Através da determinação da composição químico-bromatológica do capim-buffel colhido nos pontos A, B e C, na época seca e chuvosa, observou-se que o sombreamento proporcionado pela algaroba não alterou o teor de nutrientes e outros compostos na gramínea. A mensuração dos teores de matéria mineral (MM), proteína bruta (PB), extrato etéreo (EE), fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente ácido (FDA), hemicelulose (HEMI), celulose (CEL) e lignina (LIG) foi feita nas amostras, cujos valores foram expressos em % da matéria seca. Os teores desses nutrientes não variaram (P>0,05) entre os pontos de amostragem, exceção feita à LIG mensurada no capim-buffel colhido no ponto C durante a época seca, com conteúdo aproximadamente 10% inferior quando comparado com ao valor obtido nas amostras colhidas no ponto A na mesma época. Destacaram-se o baixo conteúdo protéico (6%) e o alto conteúdo de fibra, com FDN e FDA respectivamente 77 e 50%. Durante a época seca os teores de FDN, FDA e LIG do capim-buffel foram ligeiramente maiores (P>0,05) quando comparados aos valores obtidos na época chuvosa. O teor de MM da gramínea também diferiu (P>0,05) entre épocas, sendo superior na época de menor déficit hídrico. O fracionamento de carboidratos do capim-buffel não acusou diferenças (P>0,05) ocasionadas pelo local de amostragem. No entanto, durante a época de maior precipitação, foi menor o conteúdo da fração C. A proporção das frações de carboidratos foi expressa como % dos carboidratos totais. A contribuição da fração A+B 1 na gramínea foi pequena (12%), enquanto as frações B 2 e C, independente da época ou local de amostragem, foram expressivas e apresentaram valores mínimos respectivamente 52% e 30%. A técnica in vitro semi-automática de produção de gases (TPG) e a avaliação da degradação aparente revelaram os efeitos do sombreamento proporcionado pela algaroba sobre o capim-buffel. Esse bio-ensaio com microrganismos foi utilizado para estimar a cinética da fermentação e da produção de gases (PG) do capim-buffel, concomitantemente à determinação da extensão da sua degradação, através de medidas gravimétricas. Os resultados foram influenciados pela disponibilidade de água no solo em decorrência das variações na precipitação, à semelhança do que ocorreu com a composição químico-bromatológica e fracionamento de carboidratos. O sombreamento proporcionado pela algaroba alterou negativamente os parâmetros cinéticos da fermentação e de extensão de degradação do capim-buffel, mas somente na época chuvosa. Não foram observadas diferenças (P>0,05) para a gramínea colhida nos pontos A, B e C na época seca para as variáveis de extensão da degradação e cinética da fermentação obtidas por intermédio da TPG. Os valores médios para PG potencial (A), taxa fracional de PG (μ), tempo de latência (L), tempo para atingir a metade da PG assintótica (T/2) e degradação aparente (DA) da matéria seca do capim- buffel foram respectivamente 138 mL; 2,10 %/h; 5,8 h; 31 h e 42%. Durante a época chuvosa, houve diferenças (P>0,05) para essas mesmas variáveis, com superioridade para a gramínea crescendo em condição de exposição completa ao sol (ponto C), indicando melhoria do valor nutricional da gramínea crescendo sob radiação solar intensa. Para a gramínea colhida nos pontos localizados sob a copa das árvores (pontos A e B), não foram observadas diferenças (P>0,05). Os valores médios para A, μ e L para as amostras colhidas no ponto C foram respectivamente 183 mililitros; 2,18 %/h e 5,3 h; contra 155 mL; 2,02 %/h e 5,7 h para as mesmas variáveis mensuradas nas amostras colhidas nos pontos A e B. Para o efeito experimental de época, diferiram (P>0,05) as variáveis A e DA, com superioridade para a gramínea colhida na época chuvosa, apresentando valores médios respectivamente 165 mL e 49%, contra 138 mL e 42% para a época seca. As variáveis L, T/2 e μ, para as quais não se observou diferença (P>0,05) para o efeito sazonal, apresentaram valores médios, respectivamente, 5,7 h, 31 h e 2,08 %/h. Esses resultados indicam que esse efeito experimental influenciou mais a extensão da degradação do que os parâmetros cinéticos da fermentação do capim-buffel. A associação do capim-buffel com a algaroba não apresentou vantagens para a melhoria dos parâmetros de extensão da degradação e cinética da fermentação do capim-buffel. O valor nutricional da gramínea foi mais influenciado pela diferença na disponibilidade de água no solo, decorrente da sazonalidade do clima, do que pelo sombreamento proporcionado pelas árvores de algaroba associadas. Com os resultados obtidos, pôde-se perceber que, o primeiro fator limitante para a melhoria do valor nutricional da forrageira foi a disponibilidade de água no solo, seguida pela radiação solar. Esses efeitos se complementam e têm efeito aditivo pronunciado. pt-BR
dc.description.abstract The purpose of this study was to evaluate the effect of shading from algaroba trees (Prosopis juliflora) on the nutritional value of associated buffel grass (Cenchrus ciliaris). The in vitro semi-automatic gas production technique was used to evaluate the fermentation kinetics and extent of dry matter degradation of this grass. Also determined was the chemical-bromatological composition and carbohydrate fractioning of the buffel grass samples. These were obtained from an approximately 15 year-old buffel grass/algaroba association area located in the (semi-arid) northeastern region of Brazil, during both the dry and the rainy season, between August, 1977 and April, 1998. The experimental design used was a scheme of subdivided portions, with random blocks constituting the five repetitions, each represented by a mixture of samples collected under two adjacent trees. The main portions were composed of three sampling sites, i.e., two sample collection points (A and B) under the algaroba tree canopies and a third point (C) located at a distance of 20 cm from each selected tree, representing monocultured buffel grass. The secondary portions corresponded to the two sampling seasons, which differed from each other mainly in terms of rainfall. The determinations made with samples collected from points A, B and C during both the dry and the rainy season showed that shading from the algaroba trees had no significant effect on the chemical-bromatological composition of buffel grass. Measurements were made of the contents of mineral matter (MM), crude protein, ethereal extract (EE), neutral detergent fiber (NDF), acid detergent fiber (ADF), hemicellulose (HEMI), cellulose (CEL), the values being expressed in % of dry matter. No differences (P>0.05) in the contents of these nutrients were found between sampling points, except for LIG in the dry-season samples from point C, of which the content was approximately 10% lower than that obtained for the samples from point A. The protein content was low (6%) xiiand the NDF and ADF contents were high (77 and 50%, respectively). The NDF, ADF and LIG contents of dry-season samples were slightly higher (P>0.05) than those recorded for rainy-season samples. The MM content also varied (P>0.05) between sampling seasons and was higher for samples collected during the period of smallest water deficit. No differences in carbohydrate fractioning were found (P>0.05) between sampling sites. However, during the period of greater rainfall, the content of fraction C was smaller. The proportion of carbohydrate fractions was expressed as a percentage of total carbohydrates. The contribution of fraction A+B1 was small (12%), whereas fractions B2 and C were relevant, regardless of the sampling period or site, showing minimum values of 52% and 30%, respectively. The in vitro semi-automatic gas production technique (GPT) and the evaluation of apparent degradation showed the effects of shading from algaroba trees on buffel grass. This bio-survey with microorganisms was used to estimate the fermentation kinetics and gas production (GP) of buffel grass, with the extent of dry matter degradation being determined through gravimetric measurements. The results were influenced by differences in soil water availability due to variations in rainfall. Shading from the algaroba trees had a negative effect on the kinetic parameters of fermentation, as well as on the extent of degradation of buffel grass, yet only in the rainy season. No differences (P>0,05) in the extent of degradation and fermentation kinetics, as determined by GPT, were found between the dry-season samples from points A, B and C. The mean values for potential GP (A), fractional GP rate (m), latency time, time to reach half of the asymptotic GP (T/2), and apparent degradation of dry matter (AD) were 138 ml, 2.10%/h, 5.8 h, 31 h, and 42%, respectively. For the rainy-season samples, differences were recorded in these variables (P>0.05), with higher values being obtained for samples from areas fully exposed to the sun (point C), suggesting that nutritional value is improved by intense solar radiation. No differences (P>0.05) in these variables were observed for buffel grass collected from under the algaroba tree canopies (points A and B). The mean values for A, m and L were 183 ml, 2.18%/h and 5.3 h, respectively, for the samples collected from point C, and 155 ml, 2.02%/h and 5.7 h, respectively; for the samples obtained from points A and B. As for the time-of-the-year effect, differences were observed (P>0.05) in the variables A and AD, with higher values being recorded for rainy-season samples, which showed mean values of 165 ml and 49%, respectively, against 138 ml and 42% for dry-season samples. The xiiivariables L, T/2 and m, for which no differences related to the seasonal effect were recorded (P>0.05), showed mean values of 5.7 h, 31 h and 2.08%/h, respectively. These results indicate that degradation is more affected by the seasonal effect than are the kinetic parameters of fermentation of buffel grass. The association of buffel grass with algaroba showed no significant advantages in improving the extent of degradation and the fermentation kinetics of buffel grass. The difference in soil water availability had a greater influence on the nutritional value of buffel grass than did shading from the associated algaroba trees. The results obtained allow us to conclude that the major limiting factor to improvement of the nutritional value of buffel grass was soil water availability, followed by exposure to the sun. These two factors complement each other and have a marked additive effect. en
dc.description.sponsorship Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior pt-BR
dc.language.iso por pt-BR
dc.publisher Universidade Federal de Viçosa pt-BR
dc.rights Acesso Aberto pt-BR
dc.subject Capim-buffel pt-BR
dc.subject Algaroba pt-BR
dc.subject Cinética da fermentação pt-BR
dc.title Composição químico-bromatológica e cinética da fermentação do capim- buffel (Cenchrus ciliaris), associado à algaroba (Prosopis juliflora) pt-BR
dc.title Chemical-bromatological composition and fermentation kinetics of buffel grass (Cenchrus ciliaris) grown in association with algaroba (Prosopis juliflora) en
dc.type Dissertação pt-BR
dc.subject.cnpq Ciências Agrárias pt-BR
dc.creator.lattes http://lattes.cnpq.br/9183470221179987 pt-BR
dc.degree.grantor Universidade Federal de Viçosa pt-BR
dc.degree.department Departamento de Zootecnia pt-BR
dc.degree.program Mestre em Zootecnia pt-BR
dc.degree.local Viçosa - MG pt-BR
dc.degree.date 2004-02-27
dc.degree.level Mestrado pt-BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

  • Zootecnia [1016]
    Teses e dissertações defendidas no Programa de Pós-Graduação em Zootecnia

Show simple item record

Search DSpace


Browse

My Account