Locus  

Determinação da evapotranspiração de equilíbrio numa superfície cultivada com feijão (Phaseolus vulgaris L.) em duas densidades de plantio

Show simple item record

dc.contributor Vieira, Hélio Alves
dc.contributor Coelho, Dirceu Teixeira
dc.contributor.advisor Sediyama, Gilberto Chohaku
dc.creator Leite, Maysa de Lima
dc.date.accessioned 2017-07-26T18:29:42Z
dc.date.available 2017-07-26T18:29:42Z
dc.date.issued 1988-10-24
dc.identifier.citation LEITE, Maysa de Lima. Determinação da evapotranspiração de equilíbrio numa superfície cultivada com feijão (Phaseolus vulgaris L.) em duas densidades de plantio. 1989. 61 f. Dissertação (Mestrado em Meteorologia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 1989. pt-BR
dc.identifier.uri http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/11480
dc.description.abstract Este trabalho foi realizado na Estação Evapotransporimétrica do Departamento de Engenharia Agrícola no "Campus" da Universidade Federal de Viçosa, no período de 26 de marco a 12 de julho de 1987, com o objetivo principal de determinar o parâmetro α de Priestley e Taylor da equação de evapotranspiração de equilíbrio. para as condições de Viçosa e analisar sua possível variação em função do teor de umidade do solo e da densidade de plantio. Foram utilizados quatro lisímetros de percolação, do tipo Thornthwaite e Mather, com 6.0 m² de área e profundidade efetiva de 0,75 m, nos quais foi efetuado o plantio do feijão (Phaseolus vulgaris L.), da variedade Negrito 897. Em dois lisímetros (A e B) empregou-se o espaçamento de 0,50 m entre fileiras, nos outros dois (C e D), de 0,40 m, porém mantendo-se a mesma população de plantas em todos os lisímetros. Para os lisímetros A e C foi estabelecido um regime de irrigação que os mantivessem próximos à capacidade de campo, já para os lisímetros B e D foi suspensa a irrigação 56 dias após o plantio. A determinação da variação do teor de umidade no solo foi feita mediante o uso de tensiômetros, células de Colman e determinações de umidade pelo método-padrão de estufa. Os resultados obtidos permitiram determinar um valor médio do parâmetro α de Priestley e Taylor igual a 1,30, indicando boa aproximação ao valor do trabalho original, que é de 1,26. Os diferentes espaçamentos utilizados não influíram na determinação do valor médio de o” 0 teor de umidade do solo manteve-se sempre elevado em todos os lisímetros até o final do experimento, caracterizando condições de solo próximo à capacidade de campo e impedindo a avaliação da influência do teor de umidade no solo sobre a variação do valor de α. pt-BR
dc.description.sponsorship Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico pt-BR
dc.language.iso por pt-BR
dc.publisher Universidade Federal de Viçosa pt-BR
dc.rights Acesso Aberto pt-BR
dc.subject Evapotranspiração de equilíbrio pt-BR
dc.subject Déficit hídrico pt-BR
dc.subject Feijão pt-BR
dc.subject Espaçamento pt-BR
dc.subject Plantio pt-BR
dc.subject Evapotranspiração pt-BR
dc.title Determinação da evapotranspiração de equilíbrio numa superfície cultivada com feijão (Phaseolus vulgaris L.) em duas densidades de plantio pt-BR
dc.type Dissertação pt-BR
dc.subject.cnpq Ciências Agrárias pt-BR
dc.creator.lattes http://lattes.cnpq.br/6018921702097123 pt-BR
dc.degree.grantor Universidade Federal de Viçosa pt-BR
dc.degree.department Departamento de Engenharia Agrícola pt-BR
dc.degree.program Mestre em Meteorologia Agrícola pt-BR
dc.degree.local Viçosa - MG pt-BR
dc.degree.date 1988-10-24
dc.degree.level Mestrado pt-BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

  • Meteorologia Agrícola [232]
    Teses e dissertações defendidas no Programa de Pós-Graduação em Meteorologia Agrícola

Show simple item record

Search DSpace


Browse

My Account