Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1151
Tipo: Tese
Título: Qualidade de sementes de soja resfriadas artificialmente e armazenadas
Título(s) alternativo(s): Quality of artificially cooled and stored soybean seeds
Autor(es): Zuchi, Jacson
Primeiro Orientador: Sediyama, Carlos Sigueyuki
Primeiro coorientador: Lacerda Filho, Adílio Flauzino de
Segundo coorientador: Reis, Múcio Silva
Primeiro avaliador: Dias, Denise Cunha Fernandes dos Santos
Segundo avaliador: Piovesan, Newton Deniz
Terceiro avaliador: Sediyama, Maria Aparecida Nogueira
Quarto avaliador: Araújo, Eduardo Fontes
Abstract: A produção de sementes de alta qualidade requer um programa interno de controle de qualidade bem estabelecido e conduzido. Em razão das condições desfavoráveis de umidade e temperatura de algumas regiões brasileiras durante o período de armazenamento, as sementes requerem cuidados especiais para a manutenção de suas qualidades. Para minorar o efeito dessas condições adversas, vem sendo introduzido pelo setor de beneficiamento de sementes o resfriamento das sementes imediatamente antes do armazenamento. O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade de sementes de soja resfriadas artificialmente e armazenadas. O experimento foi instalado na empresa Sementes Campo Verde LTDA, município de Campo Verde, Mato Grosso, latitude de 15° 32' 48'' S, longitude de 55° 10' 08'' W e altitude de 736 metros, com sementes dos cultivares Monsoy 8757, TMG 115 RR e BRS Valiosa RR. Foram utilizados dois lotes de cada cultivar, um com sementes resfriadas e outro com não resfriadas. Cada lote era constituído de 360 sacos de 40 kg, medindo 17 x 40 x 70 cm, em 30 camadas de 12 sacos. O resfriamento foi realizado pelo processo dinâmico, com refrigerador CoolSeed, modelo PCS 80, com quatro circuitos refrigeradores, totalizando potência de 130 kW, logo após as sementes passarem pelo beneficiamento. O experimento foi instalado em abril de 2009 e em cada lote foram alocadas nove unidade experimentais (sacos) para as análises de qualidade de sementes, totalizando 54 unidades experimentais. Os nove sacos foram distribuídos nas porções basal, mediana e superior do lote, com três sacos cada uma e distanciadas entre si por seis camadas de sacos. As sementes foram coletadas em três períodos de armazenamento (zero, 60 e 120 dias), retirando-se 1,5 kg de amostra por saco e foram submetidas aos testes de germinação, envelhecimento acelerado, emergência em leito de areia, índice de velocidade de emergência, condutividade elétrica, tetrazólio e sanidade. Concluiu-se que: As temperaturas das massas de sementes de lotes resfriados e ou não resfriados, com 15 dias de armazenamento, já se equiparam e atingem o equilíbrio térmico com a temperatura do armazém. O resfriamento artificial melhorou a manutenção da qualidade fisiológica das sementes dos cultivares Monsoy 8757 e TMG 115 RR, mas não das do cultivar BRS Valiosa RR. O resfriamento artificial pode favorecer a manutenção da qualidade de sementes de soja, altera a incidência de fungos nas sementes durante o armazenamento, porém não se justifica para sementes de cultivares com sementes de alto desempenho fisiológico. Os estudos sobre o resfriamento artificial de sementes devem ser aprofundados.
Production of high quality seeds requires a well established and a well conducted internal program of quality control. Due to the unfavorable temperature and humidity conditions prevailing in some Brazilian regions during the seed storage period, the soybean seeds require special care to avoid the loss of their quality. To overcome this problem, some seed producers are artificially cooling the seeds prior to storage. The aim of this study was to evaluate the quality of soybean seeds artificially cooled and stored. The experiment was settled at Sementes Campo Verde seed company located at Campo Verde city, state of Mato Grosso, Brazil, latitude of 15 ° 32 '48''S, longitude of 55 ° 10' 08''W and altitude of 736 meters, with seeds of soybean cultivars Monsoy 8757, TMG 115 RR and BRS Valiosa RR. Two lots of each cultivar, one of cooled seeds and the other of non-cooled seeds were used. Each seed lot (pile) had 360 bags of 40 kg, measuring 17 x 40 x 70 cm, with 30 layers of 12 bags. The seed cooling was done by a dynamic process, with a CoolSeed cooler, model 80 PCS, with four cooler circuits, totaling 130 kW of power, soon after the seeds passed through its classification processes. The experiment began in April 2009 and in each seed pile nine seed bags were used as experimental units for seed quality analysis, totaling 54 experimental units. The nine bags were distributed at three positions, basal, middle and top, with three bags in each position separated by six layers of bags. The seeds were collected at three storage periods (zero, 60 and 120 days), collecting 1.5 kg of sample per bag. Germination, accelerated aging, emergence on sand bed, emergence speed rate, electrical conductivity, tetrazolium and sanitary tests were performed. It was concluded that: The temperatures of soybean seed lots artificially cooled or not, at the 15th day of storage, reach similar temperature and acquire thermal equilibrium with the temperature of the storage facility. The artificial cooling process favored the maintenance of the quality of seeds of Monsoy 8757 and TMG 115 RR, but not of BRS Valiosa RR. The artificial refrigeration may favor the maintenance of soybean seed quality, alters fungi incidence during the storage period, but may not be justifiable for seeds of cultivars of high performance seeds. The artificial cooling of the seeds should be better studied.
Palavras-chave: Armazenamento
Esfriamento
Temperatura
Storage
Cooling
Temperature
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Doutorado em Fitotecnia
Citação: ZUCHI, Jacson. Quality of artificially cooled and stored soybean seeds. 2011. 66 f. Tese (Doutorado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1151
Data do documento: 6-Jul-2011
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf970,48 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.