Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1159
Tipo: Tese
Título: Interferência de plantas daninhas e do feijão sobre a cultura da mandioca
Título(s) alternativo(s): Weeds and bean interference on cassava culture
Autor(es): Albuquerque, José de Anchieta Alves de
Primeiro Orientador: Sediyama, Tocio
Primeiro coorientador: Silva, Antônio Alberto da
Segundo coorientador: Carneiro, José Eustáquio de Souza
Primeiro avaliador: Santos, José Barbosa dos
Segundo avaliador: Sediyama, Maria Aparecida Nogueira
Abstract: Objetivou-se com este trabalho identificar as espécies de plantas daninhas infestantes da cultura da mandioca, o grau de interferência que estas exercem sobre o cultivo e as características morfológicas da espécie cultivada, em função dos períodos de convivência crescentes e decrescentes, bem como a viabilidade do consórcio desta cultura com o feijão. Foram realizados três experimentos, utilizando-se o cultivar Cacauzinha, do grupo das mandiocas mansas. O delineamento experimental adotado em todos os experimentos foi em blocos casualizados, com sete tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos do primeiro experimento foram compostos por períodos iniciais de convivência da cultura com as plantas daninhas: 25, 50, 75, 100 e 125 dias após o plantio (DAP); no segundo experimento, as plantas de mandioca, inicialmente, permaneceram livres das plantas daninhas pelos mesmos períodos do experimento anterior. Tanto no experimento I quanto no II as avaliações foram idênticas. Aos 25, 50, 75, 100, 125, 150, 175, 200, 225, 250, 275, 300, 325 e 350 DAP foram avaliadas as plantas daninhas. A altura das plantas e o diâmetro do caule da cultura foram avaliados em 12 épocas após o plantio (aos 75, 100, 125, 150, 175, 200, 225, 250, 275, 300, 325 e 350 DAP). Produtividade de raízes, número de raízes por planta, comprimento e diâmetro de raiz, massa fresca da parte aérea, índice de colheita, teor de amido e matéria seca das raízes foram avaliados aos 12 meses após o plantio, por ocasião da colheita. No terceiro experimento avaliou-se o sistema de cultivo consorciado de mandioca e feijão. Os tratamentos consistiram de: cultivo da mandioca em fileira simples em monocultivo, fileira simples de mandioca mais uma linha de feijão, fileira dupla de mandioca em monocultivo, fileira dupla de mandioca mais uma linha de feijão, fileira dupla de mandioca mais duas linhas de feijão e fileira dupla de mandioca mais três linhas de feijão. A colheita do feijão foi feita aos 100 dias após o plantio, tendo sido avaliados: produtividade de grãos, número de vagens por planta, número de sementes por vagem e peso de mil sementes. A mandioca foi colhida aos 15 meses após o plantio, sendo avaliadas as características: número de raízes/planta, comprimento e diâmetro de raiz, produtividade de raízes, peso da parte aérea, matéria seca de raízes, teor de amido e índice de colheita. Para o plantio consorciado, foi determinado o índice de equivalência em área (IEA). As espécies de plantas daninhas que predominaram foram: Bidens pilosa, Raphanus raphanistrum e Cyperus rotundus. No que se refere à produtividade de raízes, o final do período anterior à interferência foi próximo aos 25 DAP, o período crítico de prevenção da interferência situou-se entre 25 e 75 DAP e os cultivos realizados após 75 DAP não afetaram as características da planta. À exceção da altura e diâmetro de caule, os descritores morfológicos das plantas de mandioca não foram afetados com a convivência das plantas daninhas. A convivência por intervalo igual ou superior a 50 DAP provocou drástica redução no diâmetro de caule e na altura das plantas de mandioca. No sistema consorciado, os tratamentos em monocultivos formados por fileiras simples de mandioca e fileira simples de feijão apresentaram maiores valores de produtividade de raízes e grãos; todavia, o uso eficiente da terra indicou vantagens para todos os tratamentos consorciados; evidenciando ser essa prática interessante para pequenos produtores.
The objective of this work was to identify the cassava culture weeds species, the interference degree that they exercise on the cultivation and the plant morphologic characteristics in function of the growing and decreasing coexistence periods and also this culture consortium viability with bean. Three experiments were carried out, using the Cacauzinha cultivar, of the cassava group. It was adopted a randomized block design, with seven treatments and four replications. The first experiment treatments were composed by the culture initial coexistence periods with weeds: 25, 50, 75, 100 and 125 days after plantation (DAP); in the second experiment, the cassava plants, initially, stayed free from the weeds for the same periods of the previous experiment. The evaluations were identical in both experiments I and II. The weeds were analyzed at the 25, 50, 75, 100, 125, 150, 175, 200, 225, 250, 275, 300, 325 and 350 days after plantation. The plants height and stem diameter were evaluated in 12 times after plantation (at the 75, 100, 125, 150, 175, 200, 225, 250, 275, 300, 325 and 350 DAP). The roots productivity, roots number for plant, length and root diameter, aerial part green mass, crop index, starch content and roots dry matter were analyzed to the 12 months after the plantation for occasion of the crop. In the third experiment it was evaluated the cassava cultivation in a associated system with bean. The treatments were cassava cultivation in simple array and in monocrop, cassava simple array plus a bean line, cassava double array in monocrop, cassava double array plus a bean line, cassava double array plus two bean lines and cassava double array plus three bean lines. The bean crop was made to the 100 days after the plantation and grains productivity, number of pods per plants, number of seeds per pods and 1000-seed weight were evaluated. The cassava was picked to the 15 months after plantation and the characteristics roots for plant number, length and root diameter, productivity, aerial part weight, dry matter, starch content and crop index were analyzed. For the associated system plantation, the earth efficient use was determined. The prevailed weeds species were: Bidens pilosa, Raphanus raphanistrum and Cyperus rotundus. In relation to the roots productivity, the end of the period previous to the interference was close to 25 days, the interference prevention critical period was between 25 and 75 DAP and the cultivations carried out after 75 DAP did not affect the plant characteristics. The coexistence for the same or superior intervals to 50 DAP caused drastic reduction in the cassava plants stem diameter and in the height. In the associated system, the treatments in monocrops formed by cassava simple arrays and bean simple array presented larger values of roots and grains productivity, though the earth efficient use indicated advantages for all the associated systems treatments; evidencing that an interesting practice for small producers.
Palavras-chave: Mandioca
Competição
Plantas daninhas
Manihot esculenta
Consórcio
Feijão
Cassava
Competition
Weeds
Manihot esculenta
Beans
Associated cultivation system
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Doutorado em Fitotecnia
Citação: ALBUQUERQUE, José de Anchieta Alves de. Weeds and bean interference on cassava culture. 2006. 70 f. Tese (Doutorado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2006.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1159
Data do documento: 29-Set-2006
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,52 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.