Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1179
Tipo: Tese
Título: Produção da limeira ácida Tahiti submetida ao anelamento e à incisão anelar de ramos
Autor(es): Santos, Dierlei dos
Primeiro Orientador: Siqueira, Dalmo Lopes de
Primeiro coorientador: Salomão, Luiz Carlos Chamhum
Segundo coorientador: Cecon, Paulo Roberto
Primeiro avaliador: Decarlos Neto, Antônio
Segundo avaliador: Oliveira, Juraci Alves de
Abstract: O anelamento e a incisão anelar de ramos são práticas que podem ser usadas no aumento da produção e fixação de frutos cítricos. Ambos interrompem o transporte via floema, favorecendo o acúmulo de carboidratos nas folhas e ramos, que pode ser revertido para a fixação e o desenvolvimento dos frutos. Apesar dos benefícios, em alguns casos o anelamento pode induzir acúmulo excessivo de carboidratos, que poderá comprometer a maquinaria fotossintética. Neste trabalho objetivou-se estudar a dinâmica dos carboidratos, a fluorescência da clorofila a e o índice Spad, em folhas de limeiras ácidas Tahiti . Objetivou-se, também, estudar as diferenças entre o uso do anelamento e da incisão anelar, realizados em diferentes épocas sobre o florescimento, a queda de estruturas florais e a fixação de frutos da limeira ácida Tahiti em duas safras consecutivas. Foram estudadas quatro épocas de realização de anelamento e incisão anelar, 30/06, 15/07, 30/07 e 14/08 de 2009, e 15/06, 05/07, 25/07 e 14/08 de 2010, sendo o tratamento adicional, a testemunha. O anelamento, independentemente da época de realização, aumentou os teores de amido e açúcares solúveis totais nas folhas de Tahiti até por volta dos 50 aos 60 dias após a realização. A incisão anelar, independentemente da época de realização, não alterou os teores de amido nas plantas na safra de 2009, que se comportaram semelhantemente à testemunha. Em relação à safra de 2010, observou-se que a incisão, independentemente da época de realização, aumentou a concentração de amido em relação à testemunha, porém, o aumento foi inferior ao que ocorreu nas plantas aneladas. Não houve variação dos valores de F0 e da relação Fv/Fm nas plantas aneladas na safra de 2009. Em 2010 o anelamento aumentou F0 e reduziu a relação Fv/Fm por volta dos 60 dias. Para as plantas da testemunha e incindidas, houve redução de F0 e aumento da relação Fv/Fm em 2009, por volta dos 120 dias. Em 2010, houve aumento de F0 sendo o valor máximo atingido aos 50 dias, porém inferiores aos observados para o anelamento, e não houve alteração da relação Fv/Fm. Na safra de 2009, as plantas submetidas ao anelamento, independentemente da época de realização, apresentaram redução no índice Spad, atingindo valores mínimos (48-53) por volta dos 80-90 dias. Na safra de 2010, os valores mínimos (64-66) foram atingidos por volta dos 100-110 dias. O anelamento e a incisão anelar de ramos, independentemente de safra e época de aplicação, não alteraram as épocas de florescimento e colheita dos frutos. Também não alteraram o ritmo da queda das estruturas florais. O percentual de pegamento de frutos (PPF), o número de frutos produzidos (NFP) e a produção por planta (PPP) das plantas que receberam anelamento foram superiores em relação à testemunha, enquanto que a massa média (MMF) e o diâmetro médio dos frutos (DMF) foram inferiores. As plantas submetidas à incisão anelar não apresentaram diferenças em relação à testemunha para essas mesmas características, nas duas safras avaliadas. Independentemente da época de realização, as duas características que alteraram em 2009 foram o número de brotos emitidos abaixo da interrupção do floema, e o PPF, sendo a primeira característica 56,25, e a segunda, 3,19 vezes maior nas plantas aneladas. Observou-se também que o anelamento provocou menor abscisão de estruturas florais em forma de flores (FA) (43% de redução). Essa redução foi responsável pelo maior PPF (aumento de 117%), NFP (aumento de 117%) e PPP (aumento de 84%) em relação às plantas incindidas. Porém, com o aumento de retenção de frutos na planta, houve redução de 12% na MMF. Os valores das medidas do crescimento dos frutos, tanto na safra de 2009 quando na de 2010, ajustaram-se a uma curva sigmoidal, e não foram alterados pelos tratamentos aplicados.
The girdling and ringing branches are practices that can be used to increase the production and retention of citrus fruits. Both disrupt transport by the phloem, favoring the carbohydrates accumulation in the leaves and branches, which can be reversed for setting and fruit development. Despite the benefits, in some cases the girdling can induce excessive accumulation of carbohydrates, which may compromise the photosynthetic machinery. This work aimed to study the carbohydrates dynamics, the chlorophyll fluorescence a and Spad index, in leaves of acid lime trees Tahiti . The aimed also to study the differences between the use of girdling and ringing done at different flowering times, the floral structures fall and fruit set of acid lime trees Tahiti in two consecutive harvests. Were studied in two consecutive harvests, four times the performance of girdling and ringing, 06/30, 07/15, 07/30 and 08/14 in 2009 and 06/15, 07/05, 07/25 and 08/14 in 2010, and additional treatment, the control. The girdling, regardless of achievement time, increased starch and soluble sugars levels in Tahiti leaves until around 50 to 60 days after implementation. The ringing, regardless of achievement time, not changes the plants starch contents in 2009 harvests, which behaved to control similarly. Regarding the 2010 harvest, was observed that ringing, regardless of achievement time, increased starch content to the control compared, but increase was less than to that which occurred in girdled plants. There was no variation of F0 and Fv/Fm ratio in girdled plants 2009 harvest. The girdling in 2010 promoted F0 increases and Fv/Fm ratio reduced at around 60 days. For control and ringing plants, there was F0 increase and Fv/Fm ratio reduced in 2009, around 120 days. In 2010, an F0 increase is the maximum value 50 days attained, but lower than those observed for girdling, and there was no change in Fv/Fm ratio. In the 2009 harvest, plants to girdling subjected, regardless of achievement time, showed Spad index reduced, reaching minimum values (48-53) at around 80-90 days. In the 2010 harvest, the minimum values (64-66) were reached at about 100-110 days. The girdling and ringing branches, regardless of harvest and application time, did not alter flowering times and fruit. It also did not alter the fall rate of the floral structures. The fruit set percentage (PPF), the number of produced fruits (NFP) and per plant yield (PPP) for girdled plants were higher the control compared, while the average mass fruit (MMF) and average diameter fruit (DMF) were lower. Plants to ringing subjected showed no differences to control compared for such characteristics in the two evaluated harvests. Regardless realization time, the two features that 2009 were changed, was the buds number below the phloem interruption, and the PPF, the first feature 56.25, and second, 3.19 times higher in girdled plants. It was also observed that girdling caused less abscission of floral structure in the flowers form (FA) (43% reduction). This reduction favored the highest PPF (117% increase), NFP (117% increase) and PPP (84% increase) compared to ringing plants. However, with retention increasing on the plant fruit, 12% decreased in the MMF. The values measurements of fruit growth, both in 2009 when 2010 harvest, adjusted to a sigmoidal curve, and were not affected by treatments.
Palavras-chave: Citrus latifolia Tan
Carboidratos
Fluorescência da clorofila
Florescimento
Citrus latifolia Tan
Carbohydrates
Chlorophyll fluorescence
Flowering
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA::FISIOLOGIA DE PLANTAS CULTIVADAS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Doutorado em Fitotecnia
Citação: SANTOS, Dierlei dos. Produção da limeira ácida Tahiti submetida ao anelamento e à incisão anelar de ramos. 2012. 98 f. Tese (Doutorado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1179
Data do documento: 4-Mai-2012
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf2,26 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.