Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1212
Tipo: Tese
Título: Espaçamento e população de plantas de milho consorciado com Brachiaria brizantha
Título(s) alternativo(s): Spacing and plant density for intercropping maize with Brachiaria brizantha
Autor(es): Silva, Nailton José Sant'anna
Primeiro Orientador: Ferreira, Lino Roberto
Primeiro coorientador: Galvão, João Carlos Cardoso
Segundo coorientador: Cecon, Paulo Roberto
Primeiro avaliador: Machado, Aroldo Ferreira Lopes
Segundo avaliador: Paula, José Roberto de
Terceiro avaliador: Souza, Caetano Marciano de
Abstract: O sistema de integração lavoura-pecuária, aliado ao plantio direto, são alternativas importantes para a recuperação de pastagens degradadas. Além de ter a capacidade de mitigar o desmatamento da vegetação nativa, a rotação entre lavoura e pecuária em sistema de plantio direto, pelas suas múltiplas interações positivas com o meio ambiente, é uma alternativa para a sustentabilidade econômica e ambiental do agronegócio brasileiro. Objetivou- se, com este trabalho, avaliar o efeito de diferentes espaçamentos e populações de plantas de milho consorciado com B. brizantha em sistema de plantio direto sobre a produtividade de milho e a formação de pastagem. O experimento foi conduzido na fazenda do Instituto Federal de Minas Gerais Campus São João Evangelista, no período de novembro de 2011 a novembro de 2012. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, em esquema fatorial 3x3x2, com quatro repetições. Foram avaliados três espaçamentos entre linhas de milho (1,00; 0,75 e 0,50 m), três populações de plantas (70, 60 e 50 mil plantas ha-1) e dois sistemas de cultivo (milho solteiro e milho consorciado com braquiária). A semeadura da braquiária foi feita a lanço nas entrelinhas, simultaneamente ao plantio do milho, usando-se 8 kg ha-1 de sementes com 71% de pureza e VC de 51,5%. Na cultura do milho, foram avaliados, estande, altura de plantas, altura de inserção da espiga, matéria seca de plantas aos 60 e 90 dias após a semeadura e a produtividade de grãos. Na forrageira, foram avaliados o estande de plantas, o número de perfilhos, a cobertura do solo pela braquiária e a produção de matéria seca das plantas de braquiária. O consórcio de B. brizantha com o milho não interferiu na produtividade de milho. Maiores produtividades de milho ocorreram com o espaçamento de 0,50 m entre linhas, nas populações de 60 e 70 mil plantas ha-1. O espaçamento entre linhas e a densidade de plantas de milho consorciadas com B. brizantha não influenciaram a formação da pastagem.
Recovering degraded pastures can mitigate the expansion of grazing land into native vegetation by deforestation. One of the alternatives to recover degraded pastures is the integration of no-tilling techniques with crop-pasture rotation systems. No-tilling techniques is known to reduce the environmental impact in agriculture and as a sustainable agribusiness practice in Brazil. This study aimed to evaluate corn yield and pasture formation from different spacings and plant densities of maize intercropped with Brachiaria brizantha in a no-tillage system. Field trials were implemented at the farm of the Federal Institute of Minas Gerais located in the São João Evangelista Campus unit from November 2011 to November 2012. The experimental plots were arranged in a Randomized Complete Block Design with a Factorial Treatment of 3x3x2 and four replications. The treatments consisted of three rows of maize (1.00, 0.75, and 0.50 meters apart) under three plant densities (70,000, 60,000, and 50,000 plants ha-1) and two cropping systems (maize monoculture and maize intercropped with B. brizantha). B. brizantha seeds were sown at 8 kg ha-1 (71% purity and 51,5% VC) between the rows at the same time maize was planted. The variables quantified for maize were: plant stand, and plant height, height, ear height, plant dry matter (60 and 90 days after planting), and total grain yield. The variables for B. brizantha were: plant stand, number of tillers, soil cover, and total dry matter. The growth of B. brizantha did not affect maize grain yield in any of the spacings and plant densities evaluated in this study. The maize plant density of 60,000 and 70,000 plants per hectare with 0.50 m spacing between rows had significant higher corn yields than the other treatments. The spacing and plant densities evaluated for maize did not influence the B. brizantha pasture formation in a intercropping system.
Palavras-chave: Integração lavoura-pecuária
Consórcio de culturas
Produção de milho
Crop-livestock integration
Consortium of cultures
Corn production
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Doutorado em Fitotecnia
Citação: SILVA, Nailton José Sant'anna. Spacing and plant density for intercropping maize with Brachiaria brizantha. 2013. 48 f. Tese (Doutorado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1212
Data do documento: 18-Jun-2013
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf754,9 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.