Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1237
Tipo: Tese
Título: Características fitotécnicas e fisiológicas do gladíolo Amsterdam cultivado sob diferentes tipos de telas
Título(s) alternativo(s): Phytotechnical and physiological characteristics of gladiolus Amsterdam grown under different types of screens
Autor(es): Santos, Raimundo Luiz Laurinho dos
Primeiro Orientador: Grossi, José Antônio Saraiva
Primeiro coorientador: Muniz, Moisés Alves
Segundo coorientador: Barbosa, José Geraldo
Primeiro avaliador: Ferreira, Sukarno Olavo
Segundo avaliador: Rodrigues, Ernesto José Resende
Terceiro avaliador: Salomão, Luiz Carlos Chamhum
Abstract: Objetivou-se com este trabalho avaliar caracteres fisiológicos e fitotécnicos do gladíolo Amsterdam , bem como acompanhar seu desenvolvimento através de análise de crescimento. O gladíolo foi cultivado em quatro ambientes de luz: a pleno sol (controle) e sob três telas − aluminizada, vermelha e azul −, que restringiram em 50% a luminosidade global. Os bulbos, com perímetro entre 12 e 14 cm, foram plantados em vasos com capacidade para 11 L contendo substrato apropriado. Para monitorar a temperatura e a umidade durante todo o ciclo das plantas, foram instalados miniloggers (HT-500). Os experimentos foram feitos em delineamento inteiramente casualizado com 60 vasos em cada ambiente de luz, dos quais cinco foram utilizados para a medição dos caracteres fitotécnicos, cinco foram deixados no ambiente após a colheita da haste para completarem o amadurecimento dos bulbos e 32 foram empregados na análise de crescimento, sendo o restante usado na bordadura. Quando as plantas exibiram duas folhas definitivas, foram feitas medições da fotossíntese em relação às intensidades luminosas e em relação às horas do dia, da intensidade luminosa em relação às horas do dia e das curvas da qualidade do espectro da luz nos quatro ambientes de cultivo. Medições pontuais de trocas gasosas e fluorescência da clorofila foram iniciadas aos 36 dias após o plantio e repetidas a cada intervalo de 10 dias, sendo quatro na primavera e cinco no outono. A análise de crescimento iniciou-se aos 21 dias depois do plantio, quando as plantas apresentavam o primeiro par de folhas. Ocorreram oito coletas em cada estação de cultivo. Não houve efeito significativo entre as médias de tratamentos no final de cada época de cultivo sobre os parâmetros de trocas gasosas. A condutância estomática, transpiração e concentração interna de carbono na câmara subestomática foram mais baixas na primavera, mas não limitantes da qualidade da haste floral. Os parâmetros de fluorescência da clorofila não indicaram presença de estresse no gladíolo nas duas épocas de cultivo. Nos tratamentos com telas, o número de flores na espiga floral foi maior na primavera. O gladíolo apresentou médias do comprimento da parte aérea superiores às do controle, sendo maiores no outono. Nas duas épocas avaliadas, o gladíolo sob tela azul não alcançou a melhor classificação comercial (10 mm) quanto ao diâmetro da haste, e o diâmetro da flor foi menor no outono. Apenas nos tratamentos com telas aluminizada e vermelha as plantas alcançaram o melhor padrão comercial (≥ 110 cm) para o comprimento da haste floral. As médias de massa seca da haste floral do gladíolo cultivado sob telas vermelha e aluminizada e a pleno sol foram superiores às do gladíolo sob tela azul. A massa seca total (MST) e a área foliar (AF) apresentaram padrão de crescimento de uma curva sigmoidal, e o gladíolo cultivado sob tela azul teve menor MST. A área foliar específica (AFE) do gladíolo sob tela azul foi maior que as demais nas duas estações de cultivo. A duração de área foliar (DAF), tanto na primavera quanto no outono, teve forte crescimento. Enquanto as plantas estavam com acelerado crescimento vegetativo, elas começaram a ficar estáveis aos 63 DAP. A razão de área foliar (RAF) e a razão de massa foliar (RMF) foram elevadas nas primeiras coletas, indicando forte investimento em folhas. A razão de massa de bulbos (RMB) a pleno sol foi maior do que nos tratamentos com telas. No tratamento a pleno sol, as médias da altura de planta foram menores nas duas épocas de cultivo. O gladíolo cultivado sob telas aluminizada e vermelha apresentaram vigoroso crescimento e maior número de características comercialmente desejáveis.
The objective of this study was to evaluate physiological and phytotechnical characters of gladiolus Amsterdam , as well as monitor its development through growth analysis. The gladiolus was grown in four different light environments: full sunlight (control) and under three screens − aluminized, red and blue −, which restricted in 50% the overall brightness. Bulbs with circumference between 12 and 14 cm were planted in pots with capacity of 11 L containing appropriate substrate. To monitor the temperature and humidity throughout the entire plant cycle, miniloggers (HT-500) were installed. The experiments were conducted in a completely randomized design with 60 pots in each light environment, of which five were used for the phytotechnical characters measurement, five were left in the environment after stem harvest to complete the ripening of the bulbs and 32 were employed in growth analysis, the rest was used in the border. When plants exhibited two true leaves, photosynthesis measurements were made in relation to light intensity and time of day, light intensity in relation to time of day and spectrum quality curves in the four culture environments. Spot measurements of gas exchange and chlorophyll fluorescence were initiated 36 days after planting and repeated every 10 days, four in spring and five in autumn. Growth analysis started 21 days after planting, when the plants presented the first pair of leaves. There were eight samples in each growing season. There was no significant effect between treatment averages in the end of each growing season regarding leaf gas exchange. The stomatal conductance, transpiration, and internal carbon dioxide concentration in the substomatal chambers were lower during spring, but not limiting the quality of the flower stem. The chlorophyll fluorescence parameters indicated no presence of stress in gladiolus in two cropping seasons. In treatments with screens, the number of flowers in floral spike was higher during spring. The gladiolus showed a superior average in the length of the aerial part than the ones of control, being greater in autumn. In both evaluated periods, the gladiolus under blue screen did not reach the best commercial classification (10 mm) as for the stem diameter, and flower diameter was smaller in autumn. Only in the treatments with aluminized and red screens the plants achieved the best commercial standard (≥ 110 cm) as for the length of the flower stem. The average dry matter of the flower stem of the gladiolus grown under red and aluminized screens and full sunlight were greater than the gladiolus under blue screen. The total dry matter (TDM) and leaf area (LA) showed growth pattern of a sigmoidal curve, and gladiolus grown under blue screen had lower TDM. Specific leaf area (SLA) of gladiolus under blue screen was greater than the others in the two growing seasons. The leaf area duration (LAD), both in spring and autumn, had strong growth. While the plants had accelerated vegetative growth, they began to be stable at 63 DAP. The leaf area ratio (LAR) and leaf weight ratio (LWR) were elevated in the first samplings, indicating strong investment in leaves. The bulb weight ratio (BWR) in full sunlight was greater than in treatments with screens. In the full sunlight treatment, the averages of plant height were lower in the two growing seasons. The gladiolus grown under red and aluminized screens presented vigorous growth and greater number of commercially desirable characteristics.
Palavras-chave: Gladíolo (Amsterdam)
Gladíolo - Cultivo
Fluorescência da clorofila
Sombreamento - Telas coloridas
Gladiolus (Amsterdam)
Gladiolus - Cultivation
Chlorophyll fluorescence
Shading - Colorful fabrics
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Doutorado em Fitotecnia
Citação: SANTOS, Raimundo Luiz Laurinho dos. Phytotechnical and physiological characteristics of gladiolus Amsterdam grown under different types of screens. 2014. 154 f. Tese (Doutorado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1237
Data do documento: 26-Fev-2014
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf3,01 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.