Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1238
Tipo: Tese
Título: Trocas gasosas e predição do estado nutricional de bananeiras tipo prata em ambiente semiário
Título(s) alternativo(s): Gas Exchange and evaluation of the nutritional status of banana type Prata in semi-arid environment
Autor(es): Arantes, Alessandro de Magalhães
Primeiro Orientador: Siqueira, Dalmo Lopes de
Primeiro coorientador: Donato, Sérgio Luiz Rodrigues
Segundo coorientador: Cecon, Paulo Roberto
Primeiro avaliador: Cotrim, Carlos Elizio
Segundo avaliador: Rodrigues, Maria Geralda Vilela
Terceiro avaliador: Salomão, Luiz Carlos Chamhum
Abstract: A avaliação agronômica é fundamental para recomendação de cultivares e para subsidiar sistemas de produção específicos. São estudos que envolvem caracteres vegetativos e de rendimento, como também, caracteres fisiológicos. O trabalho foi dividido em três etapas: na primeira objetivou-se avaliar características vegetativas, de rendimento e fisiológicas de seis cultivares de bananeiras tipo Prata, em dois ciclos de produção, em ambiente semiárido. Utilizaram-se como tratamentos seis cultivares de bananeiras tipo Prata: a Prata-Anã (AAB) e os híbridos (AAAB), FHIA-01 (Maravilha); FHIA-18; BRS FHIA-18; BRS Platina (PA42-44) derivados da Prata- Anã x M53 (AA) e JV42-135, derivado da 'Prata de Java' x M53, dispostos em um delineamento experimental inteiramente casualizado (DIC), com cinco repetições e quatro plantas úteis por parcela. Para as características fisiológicas, medidas na terceira folha, considerou-se um arranjo em esquema fatorial 6 x 14 x 2, disposto em DIC, seis cultivares, 14 épocas de avaliação (meses), dois horários de leitura, 8 e 14 horas, em cada época. A Maravilha é a mais produtiva, com maior massa das pencas, maior massa, comprimento e diâmetro do fruto; JV42-135 apresenta maior porte, menor número de pencas e frutos; 'BRS FHIA-18' é menos vigorosa; BRS Platina assemelha- se mais com a Prata-Anã . As cultivares expressam o mesmo padrão de trocas gasosas. A condutância estomática (gs), a taxa de fotossíntese (A), a taxa de transpiração (E), a eficiência de carboxilação e a eficiência instantânea do uso da água (A/E) são maiores às 8 horas e menores às 14 horas. A 'BRS Platina' apresenta maior temperatura foliar, maior transpiração e menor eficiência de uso da água. Prata-Anã expressa menor temperatura foliar e menor transpiração, assim como a 'FHIA-18' e a 'Maravilha', que é a mais eficiente no uso da água. As taxas de transpiração aumentam de maneira linear com o aumento da temperatura foliar, enquanto que a eficiência instantânea do uso da água decresce linearmente com aumento da temperatura foliar em todas as cultivares. Na segunda etapa, objetivou-se avaliar bananeiras tipo Prata cultivadas em diferentes sistemas de irrigação. Utilizaram-se 72 tratamentos, em esquema fatorial 3x2x12, com três sistemas de irrigação (aspersão convencional subcopa, microaspersão e gotejamento), duas cultivares ( Prata-Anã e BRS Platina) e 12 épocas de avaliação (meses) - correspondentes ao período de outubro de 2009 a setembro de 2010, dispostos em um delineamento inteiramente casualizado, com cinco repetições. Foram avaliados altura da planta, perímetro do pseudocaule ao nível do solo, número de folhas no florescimento, massa das pencas, número de pencas por cacho, massa do cacho e área foliar total, trocas gasosas, temperatura foliar e radiação incidente na folha, no terceiro ciclo de produção em cinco horários de leitura em cada época. Não foram observadas interações significativas entre os sistemas de irrigação e cultivares para nenhuma das características fitotécnicas avaliadas. Altura da planta, perímetro do pseudocaule e número de pencas por cacho variaram entre sistemas de irrigação, enquanto a produtividade foi similar. As bananeiras apresentam maior vigor e maior número de pencas quando cultivadas sob microaspersão e aspersão convencional subcopa comparadas ao gotejamento, independentemente da cultivar utilizada. Prata-Anã apresenta maior área foliar e número de pencas que 'BRS Platina', independentemente do sistema de irrigação utilizado. Bananeiras tipo Prata irrigadas por gotejamento expressam maior temperatura foliar Tleaf, maior taxa de transpiração e menor eficiência instantânea de uso da água. As taxas de transpiração aumentam de maneira linear com o aumento da temperatura foliar, enquanto que a eficiência instantânea do uso da água decresce linearmente com aumento da temperatura foliar. Bananeiras irrigadas com microaspersão apresentam maior eficiência do uso da água. Na última etapa, objetivou-se selecionar equações de regressão, com base na correlação entre o índice de clorofila estimado pelo medidor portátil e os teores foliares de nutrientes determinados em laboratório, para predição em tempo real do estado nutricional de bananeiras tipo Prata. Utilizaram-se, como tratamentos, seis cultivares de bananeira tipo Prata: Prata- Anã (AAB) e os híbridos (AAAB), FHIA-01 (Maravilha); FHIA-18; BRS FHIA-18; BRS Platina (PA42-44) derivados da Prata-Anã x M53 (AA); e JV42-135, derivado da 'Prata de Java' x M53, com cinco repetições e quatro plantas úteis por parcela, dispostas em delineamento experimental inteiramente casualizado. Avaliaram-se os teores de nutrientes e os índices de clorofila com um Clorofilômetro-Clorofilog CFL1030 da Falker® na terceira folha. Os dados foram submetidos à análise de variância, foram calculadas as correlações entre teores foliares de nutrientes e índices de clorofila e ajustadas equações de regressões para os casos de correlação com maior magnitude. Equações foram selecionadas para estimar os teores foliares de nutrientes para todas cultivares: Maravilha, N e Mg em função da clorofila b, B e Zn em função da clorofila a; BRS FHIA-18, N e Zn em função da clorofila a, N e Mn baseada na clorofila Total; FHIA-18, K em função da clorofila Total; BRS Platina, Mg em função da clorofila b e Total; Prata-Anã , N, Mn, B e Zn em função da clorofila Total, B e Mn com base na clorofila b; JV42-135, Mg e Mn em função da clorofila Total. Os modelos de regressão ajustados permitem predizer, com segurança, em tempo real e a baixo custo, o estado nutricional de bananeiras tipo Prata. É uma ferramenta auxiliar, que aliada à diagnose foliar e à análise de solos, contribui para uma avaliação mais criteriosa e segura.
The agronomic evaluation is critical to recommending cultivars and to subsidize particular production systems. These are studies involving vegetative traits and yield, but also physiological characters. The work was divided into three stages: the first aimed to evaluate vegetative, yield and physiological characteristics of six banana type Prata cultivars in two production cycles in a semiarid environment. They were used as treatments of the six cultivars of banana: Prata-Anã (AAB) and hybrids (AAAB), 'FHIA-01' ('Maravilha'); 'FHIA-18'; 'BRS FHIA-18'; 'BRS Platina' (PA42-44) derived from 'Prata dwarf' x M53 (AA) and JV42-135, derived from the 'Prata Java' x M53, arranged in a completely randomized design with five replications and four useful plants per plot. For the physiological traits measured in the third leaf was considered an arrangement in factorial 6x14x2, arranged in a completely randomized design, six cultivars, 14 evaluation periods (months), two readings, 08:00 a.m. and 02:00 p.m in each day. The 'Maravilha' is the most productive, with larger mass, greater bunches mass, larger fruit in length and diameter; JV42-135 has larger bunch, smaller number of hands and fruits; 'BRS FHIA-18' is less vigorous; 'BRS Platina' is more akin to the 'Prata dwarf'. The cultivars expressing the same pattern of gas exchange. The stomatal conductance (gs), the rate of photosynthesis (A), transpiration rate (E), the carboxylation efficiency and instantaneous water use efficiency (A/E), are larger at 08:00 a.m. and smaller at 02:00 p.m., with rare exceptions. The 'BRS Platina' has higher leaf temperature, increased sweating and reduced efficiency of water use. 'Prata dwarf' expressed less leaf transpiration and lower temperature, as well as 'FHIA-18' and 'Maravilha', which is the most efficient in water use. Transpiration rates increase linearly with increasing temperature of the leaf, while the instantaneous water use efficiency decreases linearly with increasing leaf temperature in all cultivars. In the second stage, aimed to evaluate banana Pome type grown in different irrigation systems. We used 72 treatments in a factorial 3x2x12, with three irrigation systems (subcopa sprinkler, micro sprinkler and drip), two cultivars ( Prata-Anã and 'BRS Platina') and 12 evaluation periods (months) - corresponding to the period October 2009 to September 2010, arranged in a completely randomized design with five replications. Plant height, pseudostem girth at ground level, number of leaves at flowering, weight of bunches, number of hands per bunch, bunch weight and total leaf area, leaf gas exchange, leaf temperature and incident radiation on leaf were evaluated in the third cycle of production in five different readings for each season. No significant interactions between irrigation and cultivars for the phytotechnical characteristics were observed. Plant height, pseudostem girth and number of hands per bunch ranged from irrigation systems, while productivity was similar. Banana plants have increased vigor and greater number of hands when grown under sprinkler sprayer and subcopa compared to drip, regardless of cultivar. Prata-Anã presents greater leaf area and number of hands that 'BRS Platina', regardless of the irrigation system used. Banana Pome type drip irrigated shows a greater leaf temperature, a greater transpiration rate and lower instantaneous efficiency of water use. The transpiration rate increases linearly with the increase of leaf temperature, while the instantaneous water use efficiency decreases linearly with the increasing leaf temperature. Banana plants irrigated with micro sprinklers have a greater efficiency of water use. In the last step, aimed to select regression equations, based on the correlation between chlorophyll index, estimated by portable meter, and foliar nutrient concentrations determined in the laboratory for real- time prediction of the nutritional status of banana Pome type. As treatments were utilized, six banana cultivars: Prata-Anã (AAB) and hybrids (AAAB), FHIA-01 (Maravilha); FHIA-18; BRS FHIA-18; BRS Platina (PA42-44) derived from ' Prata- Anã x M53 (AA); and JV42-135, derived from the 'Prata Java' x M53. Five replications and four plants per plot were used, arranged in a completely randomized design. We assessed the levels of nutrients and chlorophyll contents with a chlorophyll-Clorofilog CFL1030 Falker ® in the third sheet. The data were subjected to analysis of variance, we calculated the correlations between foliar nutrients and chlorophyll index and adjusted regression equations for the cases of correlation with greater magnitude. Equations were selected to estimate the foliar nutrient concentrations for all cultivars: 'Maravilha', N and Mg as a function of chlorophyll b, B and Zn as a function of chlorophyll a; 'BRS FHIA-18' C and Zn as a function of chlorophyll, N and Mn based on Total chlorophyll; 'FHIA-18' K as a function of total chlorophyll; 'BRS Platina', depending on the Mg b and Total chlorophyll; Prata-Anã , N, Mn, Zn and B as a function of total chlorophyll, B and Mn based on chlorophyll b; JV42-135, Mg and Mn as a function of total chlorophyll. The adjusted regression models allow prediction, with certainty, in real time and at low cost, the nutritional status of banana Pome type. It is an auxiliary tool, which combined with leaf analysis and soil analysis, contributes to a more careful and safe nutritional assessment.
Palavras-chave: Bananeira - Cultivo
Produtividade
Fisiologia
Genótipos
Parâmetros fotossíntéticos
Banana Tree - Cultivation
Productivity
Physiology
Genotypes
Photosynthetic parameters
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Doutorado em Fitotecnia
Citação: ARANTES, Alessandro de Magalhães. Gas Exchange and evaluation of the nutritional status of banana type Prata in semi-arid environment. 2014. 153 f. Tese (Doutorado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1238
Data do documento: 16-Jun-2014
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf3,48 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.