Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/12749
Tipo: Artigo
Título: Growth, development and content of flavonoids in calendula ( Calendula officinalis L.)
Autor(es): Montoya, Sebastián Giraldo
Casali, Vicente Wagner Dias
Leite, João Paulo Viana
Cecon, Paulo Roberto
Honório, Isabela Cristina Gomes
Bonfim, Filipe Pereira Giardini
Abstract: Flavonoids, the pharmaco-active compounds studied in this work, in general, are located in the shoots as natural pigments that protect the plants from damage by oxidizing agents. The experiment was conducted in the greenhouse of the Fitotecnia Department, Federal University of Viçosa, Minas Gerais Staty. The experimental design was completely randomized with five treatments and five replications. The treatments were the time of harvest: zero, three, six, nine, and twelve days after anthesis (DAA). The height of the plant (mm), stem diameter (mm), number of leaves and total flavonoid content (%, w w^-1) were determined. We developed growth curves for calendula with growth behavior assessed through time for height, stem diameter and number of leaves. The time of the harvest season positively influenced the total flavonoid contents and the average productivity of flowers, and the highest content of flavonoids was found three DAA. The average productivity of the flowers and the accumulation of flavonoids were heterogeneous among harvest times (0, 3, 6, 9 and 12 days after anthesis). The highest yield of flavonoids was obtained three days after anthesis; therefore, a harvest of the inflorescences is recommended every three days
Os compostos fármaco-ativos estudado no trabalho, os flavonoides, de maneira geral, estão localizados na parte aérea das plantas. São pigmentos naturais presentes nos vegetais e protegem o organismo do dano por agentes oxidantes. O experimento foi conduzido na casa de vegetação do Departamento de Fitotecnia da Universidade Federal de Viçosa, MG. O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, com cinco tratamentos e cinco repetições. Os tratamentos foram as épocas de colheita: zero, três, seis, nove e doze dias após a antese (DAA). Foram avaliadas a altura da planta (mm), o diâmetro do caule (mm), o número de folhas e o teor total de flavonoides (%, p p^-1). Foi realizada a curva de crescimento da calêndula e seu desempenho quanto à altura, diâmetro e número de folhas ao longo do tempo de avaliação. A época de colheita influenciou positivamente no teor total de flavonoides e na produtividade média dos capítulos florais, sendo que aos três DAA foi encontrado maior teor de flavonoides. A resposta foi heterogênea entre as épocas de colheita (0, 3, 6, 9 e 12 dias após a antese) quanto à produtividade média das flores e o acúmulo de flavonoides. Aos três dias após a antese obteve-se a maior produtividade de flavonoides, portanto aconselha-se que a colheita das inflorescências seja feita a cada três dias
Palavras-chave: Secondary metabolism
Phenolic compounds
Harvest season
Plant performance
Editor: Acta Scientiarum Agronomy
Tipo de Acesso: Open Access
URI: http://dx.doi.org/10.4025/actasciagron.v38i1.25976
http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/12749
Data do documento: 24-Fev-2015
Aparece nas coleções:Artigos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
1807-8621-asagr-38-01-00069.pdftexto completo536,64 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.