Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1291
Tipo: Tese
Título: Avaliação genética em bubalinos leiteiros utilizando modelo de regressão aleatória
Título(s) alternativo(s): Genetic evaluation of dairy buffaloes using random regression model
Autor(es): Chaves, Luciara Celi da Silva
Primeiro Orientador: Torres, Robledo de Almeida
Primeiro coorientador: Lopes, Paulo Sávio
Segundo coorientador: Euclydes, Ricardo Frederico
Primeiro avaliador: Carneiro, Paulo Luiz Souza
Segundo avaliador: Braccini Neto, José
Abstract: Com objetivo de avaliar seis medidas de persistência da produção de leite e o progresso genético em bubalinos leiteiros a partir das tendências genéticas da produção acumulada até 301 dias e da persistência da produção de leite em primeiras lactações de búfalas da raça Murrah, utilizaram-se 9.219 registros de produção de leite no dia do controle provenientes da primeira lactação de 646 búfalas leiteiras da raça Murrah, controladas de 1987 a 2006. As produções no dia do controle foram analisadas por meio de modelo de regressão aleatória, considerando como efeitos fixos: grupo contemporâneo, número de ordenhas, efeitos linear e quadrático da covariável idade da búfala ao parto e coeficientes de regressão aleatória sobre os dias em lactação, modelados por polinômios ortogonais de Legendre de ordem três. Os coeficientes de regressão aleatória dos efeitos aleatórios genético aditivo e de ambiente permanente foram modeladas pela função logaritmica de Ali e Schaeffer. A média de produção de leite no dia de controle foi igual a 6,63 ± 2,49 kg. Os valores genéticos para produção de leite de fêmeas e touros ao longo dos dias em produção foram crescentes e negativos no início da trajetória até próximos aos 30 dias de lactação; valores máximos em torno dos 60 a 90 dias. A variável de persistência PS1, definida como PS1 = 280 Σ t=61 (VGP1 VGP60), onde VGP1 e VGP60 correspondem aos valores genéticos preditos no t-ésimo dia e aos 60 dias em produção, respectivamente, foi eleita como critério de seleção para persistência da produção de leite. Verificou-se que a seleção de indivíduos com maiores valores genéticos para a produção de leite acumulada aos 301 dias em produção (VGP301ac) favorece a seleção de animais com maiores valores genéticos para produção de leite no início da lactação e menos persistentes e, ainda, que a seleção de indivíduos com maior valor genético para persistência, implica na seleção de animais com maiores valores genéticos para produção de leite no final da lactação. .Analisando o comportamento da tendência fenotípica, verificou-se incremento de 26,91 kg de leite por ano, o que corresponde a 1,69% da média geral da produção total de leite. As tendências genéticas da PS1 para os reprodutores foi negativa (-3,41 kg/ano) e positiva para as matrizes (0,88 kg/ano). Para os animais com registros de produção, a tendência genética desse critério de seleção indicou redução de 2,12 kg de leite por ano. Para tendência genética da VGP301ac, os valores foram positivo para os reprodutores (4,71 kg/ano), negativo para as matrizes (mães) (-0,16 kg/ano) e positivo para animais com registro de produção (1,86 kg/ano). O valor estimado de tendência genética de reprodutores corresponde a 0,29% da média geral da produção de leite. Os resultados indicaram que a seleção simultânea para VGP301ac e PS1 implica na escolha de animais mais persistentes e produtivos. E, ainda, que maior incremento sobre a produção de leite ao longo dos anos se deu pela melhoria de fatores não genéticos, porém houve melhoria genética dos reprodutores para produção de leite nos últimos anos e diminuição da persistência da produção de leite.
Aiming the evaluation of six measures of milk production persistency and the genetic progress of dairy buffaloes using genetic tendencies of milk production accumulated until 301 days and the milk production persistency in first lactation of buffaloes Murrah breed, 9.219 test day records of milk production originated from the first lactation of 646 dairy Murrah buffaloes, controlled from 1987 to 2006, were used. The productions at the test day were analyzed by random regression model, considering as fixed effects the contemporary group, number of milking, linear and quadratic effects of the covariable buffalo age at calving, random regression coefficient over lactation days, modeled by Legendre orthogonal polynomial of order three, besides the random regression coefficients of the additive genetic and permanent environmental random effects were modeled by the logarithmic function of Ali & Shaeffer. The milk production mean at the test day was 6,63±2,49 kg. The breeding values for milk production of female and male buffaloes along the days in production were growing and negatives at the beginning of the curve until near 30 days of lactation, with highest values within 60 to 90 days. The persistency variable PS1, defined as PS1 = 280 Σ t=61 (VGP1 VGP60), where VGPt and VGP60 correspond to the predicted breeding values at the tth day and at 60 days in production, respectively, was chosen as a criterion of selection for milk production persistency. It was verified that the selection of individuals with higher breeding values for milk production accumulated until 301 days in production (VGP301ac) favors the selection of animals with higher breeding values for milk production at the beginning of the lactation and less persistent and, in addition, the selection of individuals with higher breeding values for persistency, implies in selection of animals with higher breeding values for milk production at the end of the lactation. Analyzing the behavior of the phenotypic tendency, one can verify the growth of 26,91 kg of milk by year, which corresponds to 1,69 % of the general mean of the total milk production. The genetic tendencies of PS1 for male reproducers were negative (-3,41 kg/year) and positive for female reproducers (0,88 kg/year). For the animals, the genetic tendencies indicates a reduction of 2,12 kg of milk by year. For genetic tendencies of VGP301ac, the values were positive for male reproducers (4,71 kg/year), negative for female (-0,16 kg/year) and positive for the animals (1,86 kg/year). The estimated value for genetic tendency of male reproducers correspond to 0,29% of the general mean of milk production.. The results indicate that simultaneous selection for VGP301ac and PS1 implies in the choice of the most persistent and productive animals, and that a higher growth in milk production along the years was done by the improvement of non genetic factors, however there was genetic improvement of male reproducers for milk production in recent years and reduction of milk production persistency.
Palavras-chave: Búfalos
Persistência da lactação
Produção de leite
Seleção
Tendência genética
Buffaloes
Lactation persistency
Milk production
Selection
Genetic tendencies
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::GENETICA E MELHORAMENTO DOS ANIMAIS DOMESTICOS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética animal; Genética molecular e de microrganismos; Genética quantitativa; Genética vegetal; Me
Programa: Doutorado em Genética e Melhoramento
Citação: CHAVES, Luciara Celi da Silva. Genetic evaluation of dairy buffaloes using random regression model. 2009. 77 f. Tese (Doutorado em Genética animal; Genética molecular e de microrganismos; Genética quantitativa; Genética vegetal; Me) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1291
Data do documento: 6-Mar-2009
Aparece nas coleções:Genética e Melhoramento

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf306,4 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.