Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1448
Tipo: Tese
Título: Efeitos do polietilenoglicol (PEG 3350) e soluções poliônicas administradas por via enteral e intravenosa em equinos
Título(s) alternativo(s): Effects of polyethylene glycol (PEG 3350) and polionic solutions administered enterally and intravenously in equine
Autor(es): Gomes, Cláudio Luís Nina
Primeiro Orientador: Ribeiro Filho, José Dantas
Primeiro coorientador: Alves, Geraldo Eleno Silveira
Segundo coorientador: Guimarães, José Domingos
Primeiro avaliador: Oliveira, Tânia Toledo de
Segundo avaliador: Gonçalves, Roberto Calderon
Terceiro avaliador: Souza, Maria Verônica de
Abstract: Sob um delineamento cross-over, foram mensurados os parâmetros clínicos, o hemograma, o exame bioquímico, a hemogasometria, os ânions gap, a diferença de íons fortes, o exame de urina, a umidade e o aspecto das fezes, a frequência de defecações, a taxa de passagem ceco-cólica (TxPcc) e o tempo médio de retenção ceco-cólico (TMRcc) da digesta em cinco fêmeas equinas hígidas, que receberam cinco tratamentos diferentes: PEG polietilenoglicol 3350 (1,5 g kg-1, diluído em 5 L de água, fornecido em bolus, via sonda nasogástrica, dose única): PEG+RL polietileglicol 3350 (1,5 g kg-1, diluído em 5 L de água, fornecido em bolus, via sonda nasogástrica, dose única), associado ao Ringer lactato (15 mL kg-1 h-1, IV, durante 12 horas em fluxo contínuo); SIPE solução isotônica poliônica enteral: 6 g de NaCl; 0,5 g de kCl; de 1 g gluconato de Ca; 0,3 g de pidolato de Mg; 5 g de maltodextrina; q.s.p. 1.000 mL (15 mL kg-1 h-1, durante 12 horas em fluxo contínuo, via sonda nasogástrica); SIPE+RL solução isotônica poliônica enteral utilizada no tratamento SIPE (7,5 mL kg-1 h-1 durante 12 horas em fluxo contínuo, via sonda nasogástrica) associada ao Ringer lactato (7,5 mL kg-1 h-1, IV, durante 12 horas em fluxo contínuo); NaCl solução de cloreto de sódio a 0,9%, na dose de 15 mL kg-1 h-1, IV, durante 12 horas em fluxo contínuo. A avaliação clínica, o hemograma, a hemogasometria, o exame bioquímico, o exame de urina e a umidade das fezes foram realizados nos seguintes tempos: imediatamente antes do início dos tratamentos (T0h), às seis horas de tratamento (T6h), ao final do tratamento (T12h), com 24 (T24h) e 48 horas (T48h) após o T0h. A frequência de defecações e o aspecto das fezes foram avaliados em oito intervalos: 0 a 6, 6 a 12, 12 a 18, 18 a 24, 24 a 30, 30 a 36, 36 a 42 e 42 a 48 horas, enquanto a TxPcc e o TMRcc foram determinados como: 0, 3, 6, 12, 18, 24, 30, 36, 48, 72, 96, 120 e 144 horas. O PEG não alterou os parâmetros clínicos e laboratoriais, ocasionou apenas fezes com consistência semipastosa e não aumentou a motilidade intestinal; o PEG+RL diminuiu discretamente o cálcio ionizado, o fósforo, o bicarbonato e o cBase no sangue, mas não alterou o pH e exerceu efeito laxativo; o SIPE causou discreto aumento na taxa de cloreto, reduziu o cortisol sérico, o pH, o cHCO3 -, o cBase, o pCO2, o tCO2 e a DIF do sangue venoso, e foi o tratamento que menos aumentou o cortisol sérico e o mais eficiente em aumentar a umidade das fezes e o amolecimento destas, além de aumentar o peristaltismo do cólon maior e a TxPcc da digesta, consequentemente o trânsito intestinal. Também foi o tratamento que apresentou efeito laxativo mais intenso. O SIPE+RL provocou discreta diminuição no pH, cHCO3 -, cBase, pCO2, e tCO2 venosos, aumentou o Na+ sérico, o ânion Gap e a DIF e demonstrou efeito laxativo em tornar as fezes pastosas. O NaCl ocasionou acidose metabólica hiperclorêmica e acidúria e também o aparecimento de fezes pastosas. Concluiu-se que o polietilenoglicol (PEG 3350) é pouco eficiente em amolecer as fezes, evidenciando discreto efeito laxativo, porém não altera parâmetros clínicos e laboratoriais em equinos hígidos; que o SIPE aumenta a TxPcc, portanto diminui o TMRcc, aumenta o teor de umidade e amolece as fezes, aumenta a frequência de defecações e o peristaltismo do cólon maior, e demonstra ser uma terapia que ocasiona pouco estresse nos animais; que SIPE+RL apresenta efeito laxativo ao tornar as fezes pastosas, no entanto provoca hipernatremia, diminuição discreta no pH, cHCO3 -, cBase, pCO2 e tCO2 venosos, e aumento no ânion Gap e DIF, demonstrando ter a capacidade de ocasionar o aparecimento de distúrbios mistos; e que NaCl ocasiona o aparecimento de fezes pastosas, acidose metabólica hiperclorêmica e acidúria.
Using a cross-over design, clinical parameters, hemogram, biochemical exam, venous blood gas, gap anions, strong íon difference, urine exam, feces humidity and aspect, defecation frequency, ceco-colic passage rate (TxPcc) and ceco-colic retention mean time (TMRcc) of the digesta were measured in five healthy mare submitted to five different treatments: PEG polyethylene glycol 3350 (1.5g kg-1, diluted in 5 L water, fed in bolus, via nasogastric tube, single dose): PEG+RL polyetyleno glycol 3350 (1.5 g kg-1, diluted in 5 L of water, fed in bolus, route nasogastric tube, single dose), associated with Ringer s lactate (15 mL kg-1 h-1, IV, during 12 h continuous flow); SIPE isotonic polionic enteral solution: 6 g NaCl; 0.5 g KCl; 1 g Ca gluconate; 0.3 g Mg pidolate; 5 g maltodextrin; q.s.p. 1,000 mL (15 mL kg-1 h-1, during 12 h continuous flow, route naso-oesophageal tube); SIPE+RL isotonic polionic enteral solution used in the SIPE treatment (7.5 mL kg-1 h-1 during 12 h continuous flow, route nasooesophageal tube) associated with Ringer s lactate (7.5 mL kg-1 h-1, IV, during 12 h continuous flow); NaCl - sodium chloride solution at 0.9%, at dose of 15 mL kg-1 h-1, IV, during 12 h continuous flow. Clinical parameters, hemogram, hemogasometry, biochemical exam, urine exam, and feces humidity exams were carried out in the following timings: immediately before starting the treatments (T0h), at 6 h of treatment (T6h), at the end of treatment (T12h), 24 (T24h) and 48 (T48h) after T0h. Defecation frequency and feces aspect were evaluated at 8 intervals: 0-6h, 6-12h, 12-18, 18-24h, 24-30h, 30-36h, 36-42h and 42-48h, while TxPcc and TMRcc were determined at: 0, 3, 6, 12, 18, 24, 30, 36, 48, 72, 96, 120 and 144 h. PEG did not alter the clinical and laboratorial parameters, produced only feces with semi-pasty consistency and did not increase intestinal motility; PEG+RL discretely decreased ionized calcium, phosphorus, bicarbonate and cBase in the blood, but did not alter pH and had a laxative effect; SIPE caused a discrete chlorine rate increase, reduced serum cortisol, and pH, cHCO3 -, cBase, pCO2, and tCO2 and DIF of the venous blood, being the treatment that least increased serum cortisol and the most efficient in increasing feces humidity and pasty consistency, besides increasing peristaltism of the larger colon and TxPcc, consequently., the intestinal transit. It also presented the most intense laxative effect. SIPE+RL provoked discrete decrease in pH, cHCO3 -, cBase, pCO2 and tCO2 venous blood, increased serum Na+, Gap anion and DIF, and showed laxative effect, producing feces with pasty consistency. NaCl caused aciduric hyperchloremic metabolic acidosis and the appearance of pasty feces. It was concluded that polyetylenoglycol (PEG 3350) is not very efficient in producing feces with pasty consistency, evidencing discrete laxative effect, although it does not alter the clinical and laboratorial parameters in healthy horses; SIPE increases TxPcc, thus decreasing TMRcc, increases the humidity content and pasty consistency of the feces, increases defecation frequency and peristaltism of the larger colon, and is found to cause lower rate of corticol in the animals; SIPE+RL presents a laxative effect, producing pasty feces. However, it provokes hypernatremia, discrete decrease in pH, cHCO3 -, cBase, pCO2 and tCO2 venous blood, and Gap anion and DIF increase, showing to have the capacity to cause the appearance of mixed disturbances; NaCl causes the appearance of pasty feces, and aciduric hyperchloremic metabolic acidosis.
Palavras-chave: Fluidoterapia
Polietilenoglicol
Equinos
Fluid
Polyethylene glycol
Equine
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::CLINICA E CIRURGIA ANIMAL::CLINICA VETERINARIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de
Programa: Doutorado em Medicina Veterinária
Citação: GOMES, Cláudio Luís Nina. Effects of polyethylene glycol (PEG 3350) and polionic solutions administered enterally and intravenously in equine. 2010. 159 f. Tese (Doutorado em Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2010.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1448
Data do documento: 9-Jul-2010
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf3,39 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.