Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1477
Tipo: Tese
Título: Pochonia chlamydosporia no controle biológico de Fasciola hepatica em bovinos e comparação de técnicas de sedimentação de ovos
Título(s) alternativo(s): Pochonia chlamydosporia in the biological control of Fasciola hepatica and comparison of techniques of eggs sedimentation
Autor(es): Dias, Anderson Silva
Primeiro Orientador: Araújo, Jackson Victor de
Primeiro coorientador: Braga, Fábio Ribeiro
Primeiro avaliador: Carvalho, Rogério Oliva
Segundo avaliador: Araujo, Juliana Milani
Terceiro avaliador: Zanuncio, José Cola
Quarto avaliador: Silva, Ita de Oliveira e
Abstract: A presença de helmintos causando prejuízos na pecuária é significativa no Brasil e no mundo. A Fasciola hepatica figura dentre os principais agentes responsáveis por essas perdas. Devido ao aumento de ocorrências de problemas de resistência anti- helmínticas e falhas no controle desses helmintos, o emprego de agentes de controle biológico tem sido estudado e tem apresentado resultados promissores. O presente trabalho tem como objetivos: avaliar a ação do fungo Pochonia chlamydosporia in vitro e in vivo sobre ovos de F. hepatica, após a passagem através do trato gastrintestinal de bovinos em formulações peletizadas; avaliar as condições climáticas sobre a produção de ovos de F. hepatica e avaliar três técnicas de sedimentação para quantificar os ovos de F. hepatica em fezes de bovinos. Para isso, amostras de fezes foram coletadas nos bovinos do grupo tratado com péletes contendo o fungo P. chlamydosporia e grupo controle com péletes se fungo nos tempos de 12, 18, 24, 48, 72 e 96 h após a administração dos péletes. O efeito ovicida foi observado após sete dias da interação. O fungo apresentou atividade ovicida sobre ovos de F. hepatica nas amostras (grupo tratado) em todos os tempos a partir de 12 h. Diferenças significativas (p<0,01) na destruição de ovos dos animais do grupo tratado em comparação com o controle foi verificada. Esses resultados sugerem o emprego desse fungo de forma eficaz para o controle de ovos de F. hepatica. Trinta dias após a vermifugação, os animais foram separados em dois piquetes semelhantes e administrados via oral péletes contendo 25% de massa micelial de P. chlamydosporia (grupo B) e sem fungo (grupo A), a uma dose de 100 gramas, duas vezes por semana, durante 18 meses. A média de ovos de F. hepatica por grama de fezes foi maior (p<0,01) no grupo A (1,19) em comparação com o B (0,82). Após 18 meses, os animais do grupo B ganharam a mais 42,33 kg (17,82%) comparados aos do grupo A (p<0,01). Durante os 18 meses, mensalmente, as amostras de fezes de bovinos foram recolhidas nas pastagens dos grupos A e B e foram incubadas para observar estruturas referentes ao fungo P. chlamydosporia e foram identificados apenas nas amostras coletadas no piquete do grupo B. A média de ovos por grama de fezes das amostras coletadas entre os períodos de chuva (outubro a março) e seca (abril a setembro) não foram diferentes (P>0,05) e, dessa forma, é possível que os animais possam ser infectados por F. hepatica durante todo o ano. As técnicas de sedimentação modificadas de Dennis, Stone & Swanson (DSS), Girão e Ueno (quatro tamises) e Foreyt foram comparadas. A técnica de DSS modificada foi a mais sensível (p<0,01) (48,60%). As três técnicas apresentaram especificidade de 100%. Não houve correlação na contagem de ovos obtidos pelas três técnicas e coeficientes significativos não foram observados por análise de regressão. A técnica DSS modificada foi a mais eficaz para o diagnóstico de F. hepatica em bovinos (p <0,01). A aplicação de formulação fúngica com P. chlamydosporia (25%) foi eficaz na redução da disponibilidade de ovos no ambiente e, por conseguinte, nas reinfecções em bovinos.
The presence of helminths causing losses in livestock in the Brazil and in the world is significant. The Fasciola hepatica is among the main agents responsible for these losses. Due to increased occurrences of problems anthelmintic resistance and failures in the control of this helminths, the use of agent of biological control have been studied and they have showed promising results. This study aims to evaluate: the action of the fungus Pochonia chlamydosporia in vitro and in vivo on eggs of F. hepatica, after passage through of gastrointestinal tract of cattle in formulations of pellets; assess the weather conditions on F. hepatica egg production and evaluate three techniques of sedimentation to quantify F. hepatica eggs in cattle faeces. Thus, stool samples were collected in cattle of treated group with pellets contained the fungus P. chlamydosporia and control group with pellets without fungus in times 12, 18, 24, 48, 72 and 96 h after administration of pellets. The ovicidal effect was observed after seven days of interaction. The fungus showed ovicidal activities on eggs F. hepatica in the samples (treated group) in all times from 12 h. Significant differences (p <0.01) in the destruction of the eggs in animals of the treated group compared to those of the control was verified. This resuts suggest employment this fungus of effectively to the control of eggs of F. hepatica. Thirty days after deworming, the animals were divided into two similar paddocks e animals received per os pellets containing 25% mycelial mass of P. chlamydosporia (group B) and pellets without fungus (group A), at a dose of 100 g, twice a week over 18 months. The mean count of F. hepatica eggs per gram of faeces was higher (p<0.01) in animals of group A (1.19) compared with those from group B (0.82). After 18 months, the animals from group B gained 42.33 kg above (17.82%) compared to those of control group (A) (p<0.01). During 18 months, monthly, cattle faecal samples were collected from the pastures of the paddocks of A and B groups and they were incubated to observe structures related at P. chlamydosporia fungus e they was identified only in sample collected in the paddock of B group. Mean number of eggs per gram of faeces of the samples collected between periods of rain (October- March) and dry (April-September) were not different (p>0.05) and, thus, it is possible that the animals can be infected by F. hepatica during all the year. The modified sedimentation techniques of Dennis, Stone & Swanson (DSS), Girão and Ueno (quatro tamises) and Foreyt were compared. The modified DSS technique was the most sensitivity (p<0.01) (48.60%). The three techniques showed a specificity of 100%. There was no correlation among the values of egg obtained by the three techniques, and significant coefficients were not observed by regression analysis. The modified DSS technique was the most effective for F. hepatica diagnosis in cattle (p<0.01). The application of this fungical formulation with P. chlamydosporia (25 %) mycelial mass was effective in reducing the availability of eggs in the environment, and consecutive, in the reinfections in calves.
Palavras-chave: Controle biológico
Pochonia chlamydosporia
Fasciola hepatica
Bovino - Doenças
Biological control
Pochonia chlamydosporia
Fasciola hepatica
Cattle - Diseases
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::MEDICINA VETERINARIA PREVENTIVA::DOENCAS PARASITARIAS DE ANIMAIS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de
Programa: Doutorado em Medicina Veterinária
Citação: DIAS, Anderson Silva. Pochonia chlamydosporia in the biological control of Fasciola hepatica and comparison of techniques of eggs sedimentation. 2014. 105 f. Tese (Doutorado em Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1477
Data do documento: 31-Mar-2014
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf932,32 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.