Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1483
Tipo: Tese
Título: Diversidade molecular da microbiota lática bacteriocinogênica de leite de cabra e caracterização de seu potencial bioconservador para a produção de queijo Minas
Título(s) alternativo(s): Molecular diversity of bacteriocinogenic lactic microbiota from goat milk and characterization of its bioconservative potential for producing a Minas cheese
Autor(es): Perin, Luana Martins
Primeiro Orientador: Nero, Luís Augusto
Primeiro avaliador: Carvalho, Antônio Fernandes de
Segundo avaliador: Todorov, Svetoslav Dimitrov
Terceiro avaliador: Bogsan, Cristina Stewart
Quarto avaliador: Martins, Elaine Cristina Pereira de
Abstract: O leite de cabra cru é uma importante fonte de novos isolados de bactérias ácido láticas (BAL) bacteriocinogênicos. A constante demanda de consumidores por alimentos sem aditivos químicos justifica o estudo de alternativas para sua bioconservação. Este trabalho teve como objetivos isolar e identificar BAL bacteriocinogênicos presentes na microbiota autóctone do leite de cabra cru, caracterizar suas bacteriocinas produzidas, seu potencial de virulência e avaliar seu potencial bioconservador na produção de queijos Minas produzido com leite de cabra cru. Como aspecto adicional de segurança, aminas biogênicas (AB) presentes nos queijos produzidos foram quantificadas. BAL foram isoladas do leite de cabra cru usando meios de cultura seletivos e submetidas à avaliação de seu potencial bacteriocinogênico a partir de testes moleculares e fenotípicos usando como indicador Listeria monocytogenes ATCC 7644. O gene codificador de nisina dos isolados positivos foi submetido a sequenciamento para identificação de possíveis variações em sua composição de aminoácidos. Isolados caracterizados como bacteriocinogênicos foram identificados a partir do sequenciamento dos genes 16S rRNA e adicionalmente do gene pheS para identificação das espécies de Enterococcus. Esses isolados foram agrupados de acordo com sua similaridade genética por rep-PCR e a partir dos perfis gerados, alguns isolados foram selecionados e submetidos a testes fenotípicos e moleculares para identificação de seu potencial de virulência. O isolado Lactococcus lactis subsp. lactis GLc05 foi escolhido pelo seu interessante potencial bacteriocinogênico e ausência de fatores de virulência para produção de queijo Minas utilizando leite de cabra cru. A microbiota dos queijos com (A) e sem (B) adição de L. lactis subsp. lactis GLc05 foi analisada usando métodos cultura-dependentes (meios de cultura seletivos) e -independentes (rep-PCR e DGGE). A quantificação de AB nos queijos Minas foi realizada por HPLC. Produtores de bacteriocinas foram identificados como Lactococcus spp. (24) e Enterococcus spp. (33). Entre os isolados, 9 Lactococcus lactis foram identificados como produtores de uma nova variante de nisina ainda não descrita e com amplo espectro de ação. Testes de caracterização do potencial de virulência demonstraram a presença de genes relacionados a patogenicidade e expressão de alguns desses fatores em alguns isolados identificados como Lactococcus spp. Por outro lado, alguns isolados identificados como Enterococcus spp., usualmente considerados patógenos oportunistas, não apresentaram esses fatores. A análise da microbiota dos queijos A e B usando métodos cultura- dependentes e -independentes mostrou que L. lactis subsp. lactis GLc05 foi capaz de controlar a população de cocos coagulase-positivo e causar mudanças na microbiota autóctone em queijo Minas produzido com leite de cabra cru. Altas concentrações de AB foram encontradas em queijo Minas produzido com leite de cabra cru, revelando importância de garantir a qualidade higiênico-sanitária do leite utilizado, porém foram significativamente menores nos queijos Minas adicionados de L. lactis subsp. lactis GLc05. Os resultados indicam que este isolado pode ser utilizado para produção de queijos produzidos com leite cru, pois foi capaz de controlar populações de micro- organismos patogênicos e as concentrações de AB.
The raw goat milk is an important source of new bacteriocinogenic lactic acid bacteria (LAB) strains. The constant demand of consumers for foods without chemical additives justifies the study of alternatives for biopreservation. This study aimed to isolate and identify bacteriocinogenic LAB strains present in the autochthonous microbiota of raw goat milk, characterize their bacteriocins, virulence potential and evaluate its bioconservative potential in Minas cheese manufactured with raw goat milk. As an additional preservative aspect, biogenic amines (BA) present in the produced cheeses were quantified. LAB were isolated from raw goat milk using selective media and subjected to evaluation of their bacteriocinogenic potential from molecular and phenotypic tests using Listeria monocytogenes ATCC 7644 as target. Nisin positive strains were submitted to gene sequencing in order to identify possible variations in amino acid composition of the peptide codified. Strains characterized as bacteriocinogenic were identified by 16S rRNA with additional pheS sequencing to identify Enterecoccus species. These strains were grouped according to their genetic similarity by rep-PCR and some isolates were selected and submitted to further phenotypic and molecular tests for identification of their virulence potential. Lactococcus lactis subsp. lactis GLc05 was selected based on its interesting bacteriocinogenic potential and absence of virulence factors for producing Minas cheese manufactureted with raw goat milk. The cheeses microbiota with (A) and without (B) addition of GLc05 was analyzed using culture-dependent (selective media) and - independent (rep-PCR and DGGE) methods. The BA quantification in the Minas cheeses was performed by HPLC. Bacteriocinogenic strains were identified as Lactococcus spp. (24) and Enterococcus spp. (33). Among them, 9 Lactococcus lactis were identified as producing a new variant of nisin with broad antimicrobial activity spectrum. Characterization of virulence potential showed the presence of genes related to pathogenicity and their expression in some isolates identified as Lactococcus spp. Moreover, some isolates identified as Enterococcus spp. usually considered opportunistic pathogens, did not presented these genes. Analysis of the cheeses A and B using culture-dependent and -independent methods showed that L. lactis subsp. lactis GLc05 was able to control the coagulase-positive cocci population and was capable to cause changes in the microbiota composition in Minas cheese manufactured with raw goat milk. High concentrations of BA were found in the cheeses, revealing the importance of ensuring the sanitary quality of the milk used. However BA concentrations were significantly lower in cheeses A. The results indicate that L. lactis subsp. lactis GLc05 can be used for the production of cheeses manufactured with raw milk as it is capable of controlling pathogenic microorganisms populations and also the concentrations of BA.
Palavras-chave: Bacteriocinas
Leite de cabra
Queijo Minas
Bacteriocins
Goat milk
Minas cheese
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::INSPECAO DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de
Programa: Doutorado em Medicina Veterinária
Citação: PERIN, Luana Martins. Molecular diversity of bacteriocinogenic lactic microbiota from goat milk and characterization of its bioconservative potential for producing a Minas cheese. 2014. 154 f. Tese (Doutorado em Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1483
Data do documento: 5-Dez-2014
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf2,14 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.