Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/14888
Tipo: Artigo
Título: Heterogeneidade de variância residual em modelos de regressão aleatória na descrição do crescimento de codornas de corte
Autor(es): Bonafé, Cristina Moreira
Torres, Robledo de Almeida
Teixeira, Rafael Bastos
Silva, Felipe Gomes da
Sousa, Mariele Freitas
Leite, Carla Daniela Suguimoto
Silva, Luciano Pinheiro da
Caetano, Giovani da Costa
Abstract: Para comparar a influência da heterogeneidade da variância residual nos parâmetros genéticos estimados para a curva de crescimento de codornas de corte, foram utilizados dados provenientes de 26.835 e 27.447 observações, de 3.909 e 4.040 codornas de corte das linhagens UFV-1 e UFV-2, respectivamente. Foi avaliado o peso corporal nas duas linhagens, aos 1, 7, 14, 21, 28, 35 e 42 dias de idade, por meio de modelo animal em regressão aleatória, considerando na modelagem as variâncias residuais em classes de idades. Observou-se aumento no Loge L, significativo pelo teste da razão de verossimilhança (LRT), com o aumento do número de classes heterogêneas. Na modelagem da variância residual, foram consideradas classes de idade: homogênea: CL1 (uma classe): 1-42 dias; e as heterogêneas: CL2 (duas classes): 1 e 7-42 dias; CL3 (três classes): 1, 7 e 14-42 dias; CL4 (quatro classes): 1, 7, 14 e 21-42 dias; CL5 (cinco classes): 1, 7, 14 e 21 e 28-42 dias; CL6 (seis classes): 1, 7, 14, 21, 28 e 35-42 dias; CL7 (sete classes): 1, 7, 14, 21, 28, 35 e 42 dias de idade. O modelo que considerou homogeneidade de variância residual mostrou-se inadequado. As estimativas de variâncias, herdabilidades e correlações foram influenciadas pela modelagem da variância residual. A utilização de heterogeneidade de variância residual (CL7) para modelar as variâncias associadas à curva de crescimento das codornas de corte é necessária.
In order to compare the residual heterogeneity variance influence on the genetic parameters estimated for the growth curve of meat quail, data from 26835 and 27447 observations, from 3909 and 4040 meat quails of the UFV-1 and UFV-2 strains, respectively, were used. Body weight was evaluated, for the two strains, at 1, 7, 14, 21, 28, 35 and 42 days of age, through an animal model at random regression, considering residual variances in the age classes. Loge L showed increase, significant by the likelihood ratio test (LRT), with an increase in the number of heterogeneous classes. In the modeling, the following residual variances were considered in the age classes of: homogeneous: CL1 (one class): 1-42 days; and heterogeneous: CL2 (two classes): 1 and 7-42 days; CL3 (three classes): 1, 7 and 14-42 days; CL4 (four classes): 1, 7, 14 and 21-42 days; CL5 (five classes): 1, 7, 14, 21 and 28-42 days; CL6 (six classes): 1, 7, 14, 21, 28 and 35-42 days; CL7 (seven classes): 1, 7, 14, 21, 28, 35 and 42 days of age. The model that considered residual variance homogeneity showed unsuitable. Variance estimates, heritability and correlations were influenced by the modeling of the residual variance. The use of residual variance heterogeneity (CL7) to model the variances associated with the growth curve of meat quail is necessary.
Palavras-chave: Coturnix coturnix
Curva de crescimento
Herdabilidade
Modelo animal
Parâmetros genéticos
Editor: Revista Brasileira de Zootecnia
Tipo de Acesso: Open Access
URI: http://dx.doi.org/10.1590/S1516-35982011001000009
http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/14888
Data do documento: 24-Nov-2010
Aparece nas coleções:Artigos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
v40n10a09.pdfTexto completo298,75 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.