Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/15129
Tipo: Artigo
Título: Composição florística da regeneração natural de espécies arbóreas ao longo de oito anosem um fragmento de floresta estacional semidecidual, em Viçosa, MG
Autor(es): Higuchi, Pedro
Reis, Maria das Graças Ferreira
Reis, Geraldo Gonçalves dos
Pinheiro, Antonio Lelis
Silva, Crodoaldo Telmo da
Oliveira, Carlos Henrique Rodrigues de
Abstract: A florística da regeneração natural foi estudada em 10 locais, com seis sub-parcelas em cada local, em 1992, 1995 e 2000, em fragmento de Floresta Estacional Semidecidual Montana, em Viçosa, MG. A amostragem da classe 1 de tamanho de planta (até 1 m de altura), classe 2 (1-3 m de altura) e classe 3 (>3 m de altura e <5 cm de DAP) foi realizada em unidades de 0,5 x 10 , 0,5 x 20 e 1 x 20 m, respectivamente. Foram amostrados 4.149 indivíduos pertencentes a 42 famílias e 160 espécies, sendo 11,7% pioneiras, 62,1% secundárias iniciais e 26,2% tardias. O número de famílias permaneceu estável, e o número de espécies aumentou entre 1992 e 2000. Fabaceae, Myrtaceae, Rubiaceae e Lauraceae destacaram-se em todas as classes de tamanho de planta. O número de ingressos foi superior ao desaparecimento de espécies em 1995 e 2000. O Índice de Shannon-Weaver foi significativamente (P < 0,05) inferior na classe 1 apenas em 1992, e, considerando a média de todas as classes, aumentou de 3,45 em 1992 para 3,67 e 3,64 em 1995 e 2000, respectivamente. O índice de equabilidade de Pielou por ano de amostragem variou de 0,71 a 0,74 e aumentou de 0,71 na classe 1, a 0,79 e 0,82, nas classes 2 e 3 de tamanho. Os resultados do presente estudo indicaram a necessidade de se monitorar a composição florística da regeneração natural, ao longo de um período, em parcelas permanentes, para facilitar o entendimento da dinâmica da vegetação em fragmentos de florestas secundárias.
The floristic composition of the natural regeneration in a secondary Seasonal Semideciduous Forest fragment in the Atlantic Forest domain, Southeastern Brazil, was studied in the years 1992, 1995 and 2000. The sampling unit sizes were 0.5x10m, 0.5x20m and 1x20m, respectively, for plant size class 1 (height up to 1 m), class 2 (height from 1 to 3 m) and class 3 (height > 3m and DBH < 5cm). A total of 4,149 individuals were sampled over the inventory period, comprising 42 families and 160 species, being 11.7 % pioneer, 62.1 % early secondary, and 26.2 % late secondary species. Family number did not change and number of species increased with time. Fabaceae, Myrtaceae, Rubiaceae and Lauraceae were the predominant families. Species ingrowth was higher than mortality. Shannon-Weaver diversity index was significantly lower (P < 0.05) only for the plant size class 1 as compared to the other size classes, in 1992, and it increased significantly from 3.45 (average of all plant size classes), in 1992, to 3.67 and 3.64 in 1995 and 2000, respectively. The Pielou equability index per inventory date varied from 0.71 to 0.74, and it was 0.71; 0. 79 and 0.82 for the size classes 1, 2 and 3, respectively. Overall, the results showed that monitoring the natural regeneration over an age sequence is important to understand the dynamics of the secondary forest fragments.
Palavras-chave: Regeneração natural
Floresta estacional semidecidual montana
Fragmentos florestais e composição florística
Editor: Revista Árvore
Tipo de Acesso: Open Access
URI: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622006000600004
http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/15129
Data do documento: 13-Set-2006
Aparece nas coleções:Artigos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
a04v30n6.pdftexto completo625,31 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.