Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/15821
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorSalamene, Samara
dc.contributor.authorFrancelino, Márcio Rocha
dc.contributor.authorValcarcel, Ricardo
dc.contributor.authorLani, João Luiz
dc.contributor.authorSá, Mariana Médice Firme
dc.date.accessioned2017-12-20T15:19:43Z
dc.date.available2017-12-20T15:19:43Z
dc.date.issued2010-12-16
dc.identifier.issn1806-9088
dc.identifier.urihttp://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622011000200007
dc.identifier.urihttp://www.locus.ufv.br/handle/123456789/15821
dc.description.abstractO Rio Guandu é a principal fonte de abastecimento de água da região metropolitana do Rio de Janeiro, atendendo a, aproximadamente, nove milhões de pessoas. Este trabalho estratificou e caracterizou ambientalmente a Área de Preservação Permanente (APP) do Rio Guandu (faixa marginal de 100m), através da análise de aerofotos digitais não convencionais, obtidas a partir de uma câmera digital de pequeno formato, adaptada a um helicóptero (as aerofotos foram agrupadas em mosaicos para facilitar as etapas do geoprocessamento). A região correspondente a APP foi estratificada em quatro ambientes com características ecológicas distintas: Ambiente 1 (leito encaixado), Ambiente 2 (várzea fluvial), Ambiente 3 (planície aluvionar) e Ambiente 4 (fluviomarinho). A partir da sobreposição dos mapas de uso da terra, da proximidade da área urbano-industrial e da vegetação nativa, foi gerado um mapa do grau de degradação dos ambientes. Os usos predominantes foram pastagem (38%) e agricultura (18%). Os fragmentos florestais totalizaram apenas 11,6% da APP. Segundo a metodologia utilizada, o Ambiente 4 apresentou 51% de sua área, com um grau alto a muito alto de degradação, e o Ambiente 3 apresentou melhor estado de conservação em comparação aos demais. Os resultados sugeriram que a predominância das atividades agropecuárias, a proximidade de grandes centros urbanos e a área muito reduzida dos fragmentos florestais na APP do Rio Guandu podem comprometer a qualidade desse manancial.pt-BR
dc.description.abstractThe Guandu River is the main water provision source in Rio de Janeiro metropolitan area, assisting a population of about nine million people. This study is an environmental stratification and characterization of the Permanent Preservation Area (PPA) in Guandu River, through non-conventional digital aerial photos obtained from a small digital camera attached to a helicopter. These aerial photos have been grouped in mosaics to make the geoprocessing stages easier. The PPA region has been stratified in four different environments: Environment-1 (river-bed), Environment-2 (fluvial holm), Environment-3 (aluvionar plain), Environment-4 (marine influenced). A map of the degree of degradation of each environment has been obtained from the superposition of land use maps, urban-industrial and natural vegetation maps. Generally, the land is used for agriculture and pasture. The forest fragments represent only 7,4% of the PPA. Environment-4 shows 51% of high to very high degradation degree, and Environment-3 shows a better conservation state compared to the others. These results suggest that predominance of agricultural activities, proximity of great urban centers and very reduced forest area in the PPA of Guandu River menace the quality of this important source.en
dc.formatpdfpt-BR
dc.language.isoporpt-BR
dc.publisherRevista Árvorept-BR
dc.relation.ispartofseriesv.35, n.2, p.221-231, Mar./abr. 2011pt-BR
dc.rightsOpen Accesspt-BR
dc.subjectMata ciliarpt-BR
dc.subjectUso da terra e conservaçãopt-BR
dc.titleEstratificação e caracterização ambiental da área de preservação permanente do Rio Guandu/RJpt-BR
dc.typeArtigopt-BR
Aparece nas coleções:Artigos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
a07v35n2.pdftexto completo437,99 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.