Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1679
Tipo: Tese
Título: Morfogênese e acúmulo de forragem em capim-mombaça submetido a intensidades de pastejo rotativo
Título(s) alternativo(s): Morphogenesis and herbage accumulation in mombaça grass subjected to intensities of rotative grazing
Autor(es): Montagner, Denise Baptaglin
Primeiro Orientador: Nascimento Júnior, Domicio do
Primeiro coorientador: Euclides, Valéria Pacheco Batista
Segundo coorientador: Silva, Sila Carneiro da
Primeiro avaliador: Detmann, Edenio
Segundo avaliador: Sbrissia, André Fischer
Abstract: O objetivo deste experimento foi avaliar as características morfogênicas e a dinâmica do acúmulo de forragem em pastos de capim-mombaça (Panicum maximum, cv. Mombaça) manejado sob intensidades de pastejo (altura pós-pastejo) rotativo, durante o período de um ano. O experimento foi desenvolvido na Embrapa Gado de Corte, de setembro de 2005 a abril de 2007. O capim-mombaça foi implantado em uma área de 2,25 ha, divididos em nove piquetes de 0,25 ha cada. O delineamento experimental utilizado foi de blocos completos casualizados com três repetições. Foram avaliadas três alturas de pós-pastejo: resíduo de 30 cm durante todo o período experimental (30); resíduo de 50 cm durante todo o período experimental (50); e resíduo de 50 cm durante o período de primavera e verão, rebaixado para 40 cm no primeiro pastejo do outono e para 30 cm no pastejo seguinte, retornando a 50 cm após o primeiro pastejo da primavera seguinte (50-30). A interceptação de luz incidente (IL) e a altura do dossel foram monitoradas semanalmente, incluindo o pré e o pós-pastejo. Foram avaliadas as características morfogênicas e estruturais do pasto, a dinâmica do perfilhamento, as massas de forragem e dos componentes morfológicos pré e pós-pastejo, o acúmulo de biomassa, o perímetro médio das touceiras e as características morfogênicas e estruturais de acordo com a idade dos perfilhos. Em função do número e intervalo de pastejo variável entre piquetes e resíduos, os dados foram transformados em médias ponderadas para cinco estações do ano, com base nas datas e duração de cada ciclo de pastejo por piquete, e analisados segundo o modelo de parcelas subdivididas no tempo, em que os resíduos constituíram as parcelas e as estações do ano, as subparcelas. Foi utilizado o procedimento GLM do pacote estatístico SAS, adotando-se um nível de significância de 5%. O tempo necessário para que o dossel interceptasse 95% da IL incidente determinou, pela disponibilidade de condições de crescimento, intervalos de pastejo variável. A massa de forragem, a IL e o IAF no pós- pastejo foram menores (P<0,05) em pastos rebaixados a 30 cm. Já pastos manejados com resíduo variável apresentaram maiores (P<0,05) proporções de material morto, em relação às demais alturas pós-pastejo avaliadas e maior proporção de colmos (P<0,05) no verão de 2006/07, quando o resíduo retornou a 50 cm de altura. A altura pré-pastejo condizente com a interceptação de 95% de IL foi de 90 cm, sendo estável durante as estações do ano (P>0,05). Pastos manejados a 50 e 50-30 cm de altura pós-pastejo apresentaram maiores massas de forragem pré-pastejo que aqueles mantidos a 30 cm de resíduo (P<0,05), embora estes tenham apresentado 60% de lâminas foliares na massa de forragem, nessa ocasião. Modificações na estrutura do dossel devidas ao elevado intervalo de pastejo entre outono e primavera de 2006 aumentaram a massa de colmos e material morto (P<0,05), corroborado pelo elevado Filocrono e DVF (P<0,05), no pré-pastejo de primavera. Já as maiores TApF e TAlF (P<0,05) observadas no verão de 2006/07 justificam as elevadas taxas de acúmulo de forragem, principalmente de lâminas foliares nessa época do ano, quando as condições de crescimento são favoráveis. O rebaixamento do resíduo de 50 para 30 cm durante o outono modificou a estrutura dos pastos, de forma que foram observados aumentos na TAlF, na taxa de aparecimento de perfilhos basilares e na proporção de colmos, bem como diminuição na proporção de material morto no pré-pastejo (P<0,05), no verão de 2006/07, quando o resíduo retornou para 50 cm de altura (primeiro pastejo de primavera). Pastos manejados com altura pós-pastejo variável, ou seja, rebaixados de 50 para 30 cm no outono, retornando para 50 cm no primeiro pastejo de primavera, apresentam alterações estruturais capazes de melhorar o vigor da rebrotação, o que pode ser importante para maximizar a utilização da espécie forrageira no sistema de produção, garantindo sua persistência e perenização.
The objective of this experiment was to evaluate the characteristics and dynamics of morphogenetic accumulation of grass in pastures of grass-mombaça (Panicum maximum, cv. Mombasa) managed under grazing intensities of (height after grazing) rotation, during the period of one year. The experiment was developed at Embrapa Livestock Cutting, September 2005 to April 2007. The grass-mombaça was implanted in an area of 2.25 ha, divided into nine paddocks of 0.25 ha each. The experimental design was randomized complete block with three replications. We evaluated three times of post-grazing: residue of 30 cm during the entire experimental period (30); residue of 50 cm during the entire experimental period (50) and residue of 50 cm during the spring and summer, lowered to 40 cm in the first grazing in the autumn to 30 cm in the next pasture, returning to 50 cm after the first spring following grazing (50-30). The interception of light incident (IL) and the height of the canopy were monitored weekly, including the pre and post- grazing. We evaluated the characteristics and structural morphogenetic of grass, the dynamics of tillering, the masses of forage and morphological components pre - and post- grazing, the accumulation of biomass, the perimeter average touceiras and morphogenic and structural characteristics, according to the age the tiller. Depending on the number and range of grazing variable between pickets and waste, the data were converted into weighted average for five seasons of the year, based on the dates and duration of each cycle of grazing by paddock, and analysed using the model of subdivided parcels in the time, in which the waste were the plots and the seasons, the subplots. We used the GLM procedure of the SAS statistical package, adopting is a significance level of 5%. The time required for the canopy interceptasse 95% of the IL incident determined by the availability of conditions for growth, intervals of grazing variávei. The mass of forage, and the IAF IL's postgrazing were lower (P <0.05) in pastures demoted to 30 cm. We managed pastures with variable residue showed higher (P <0.05) proportions of dead material, in relation to other times post-grazing evaluated and higher proportion of stem (P <0.05) in the summer of 2006/07, when the waste returned to 50 cm. The height pre-grazing consistent with the interception of 95% of IL was 90 cm, and stable during the seasons of the year (P> 0.05). Pastures managed a 50 and 50-30 cm high post-grazing showed higher bodies of pre- grazing forage than those kept at 30 cm of residue (P <0.05), although these have made 60% of the mass of leaf blades forage on that occasion. Changes in the structure of the canopy due to the large range of grazing between autumn and spring 2006 increased the mass of stems and dead material (P <0.05), and corroborated by the high Filocrono DVF (P <0.05) in the pre - grazing of spring. Already the largest TApF and TAlF (P <0.05) observed in the summer of 2006/07 justify the high rates of accumulation of forage, mainly of leaf blades at the time of the year, when conditions for growth are favorable. The lowering of the residue of 50 to 30 cm during the autumn changed the structure of the pasture, so that increases were observed in TAlF, the rate of appearance of tillers blocks and in the proportion of stem and decrease in the proportion of dead material in the pre-grazing (P <0.05), in the summer of 2006/07, when the waste returned to 50 cm high (first grazing of spring). Pastures managed with time post-grazing variable, ie demoted from 50 to 30 cm in the fall, returning to 50 cm in the first of spring grazing, have structural changes capable of improving the force of regrowth, which may be important to maximize the use of forage species in the system of production, ensuring their persistence and perennation.
Palavras-chave: Ecofisiologia
Estrutura do pasto
Interceptação de luz
Ecophysiology
Pasture structure
Light interception
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::PASTAGEM E FORRAGICULTURA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Doutorado em Zootecnia
Citação: MONTAGNER, Denise Baptaglin. Morphogenesis and herbage accumulation in mombaça grass subjected to intensities of rotative grazing. 2007. 75 f. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1679
Data do documento: 17-Ago-2007
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,1 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.