Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/17055
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorChacón, Eddi Alejandro Vanega
dc.contributor.authorMendonça, Eduardo de Sá
dc.contributor.authorSilva, Rubens Ribeiro da
dc.contributor.authorLima, Paulo César de
dc.contributor.authorSilva, Ivo Ribeiro da
dc.contributor.authorCantarutti, Reinaldo Bertola
dc.date.accessioned2018-01-31T15:18:49Z
dc.date.available2018-01-31T15:18:49Z
dc.date.issued2010-12
dc.identifier.issn0034737X
dc.identifier.urihttp://dx.doi.org/10.1590/S0034-737X2011000300019
dc.identifier.urihttp://www.locus.ufv.br/handle/123456789/17055
dc.description.abstractDiferentes resíduos in natura (farinhas, tortas e vinhaças) e compostos (lixo domiciliar e lodo de esgoto) foram avaliados quanto à decomposição e mineralização de formas orgânicas de N e P, quando incorporados a um Latossolo Vermelho-Amarelo, em condições de ambiente controlado. A decomposição foi determinada em experimento de respirometria e a mineralização, por incubação. Para um período de incubação de 30 dias, os resíduos in natura apresentaram maior evolução acumulada de C-CO2 em comparação aos resíduos na forma compostada. No período de incubação de 60 dias, os compostos de lodo de esgoto (4.500 mg kg-1) e lixo domiciliar (2.000 mg kg-1) mineralizaram N, em contraste com a farinha de carne e osso (385 mg kg-1) e a torta de filtro (281 mg kg-1), que imobilizaram N. A relação C/N e o teor inicial de N nos resíduos não explicaram o seu processo de mineralização. Isso sugeriu que a natureza do resíduo e características como formas de C facilmente biodegradáveis, teores e capacidade dos polifenóis totais solúveis em complexar proteína e, estoques de N nas formas fúlvica e húmica da matéria orgânica interferiram na mineralização de N. Para um período de incubação de 45 dias, a mineralização do P correlacionou-se positivamente com o teor inicial de P orgânico (r = 0,99**) e negativamente com a relação C/P (r = - 0,88**) dos resíduos. A farinha de carne e osso apresentou maior mineralização de P (1.144 mg kg-1) em relação aos outros resíduos.pt-BR
dc.description.abstractDifferent raw residues (meals, cakes and distillery yeasts) or composts (sewage sludge and domestic waste) were evaluated for decomposition and mineralization of N and P organic forms. The materials were incorporated to soil samples from an B horizon of an Oxisol, without acidity correction, under controlled environmental conditions. Decomposition was determined by a respirometry experiment and mineralization by incubation. For an incubation period of 30 days, raw residues produced more accumulative quantities of C-CO2 compared with composts. For an incubation period of 60 days, sewage sludge compost (4500 mg kg-1) and domestic waste (2000 mg kg-1) mineralized N, whereas meat and bone meal (385 mg kg-1) and filter cake (281 mg kg-1) immobilized it. The C/N ratio and initial N content did not explain the pathways of N mineralization. This suggested that the nature of the residues and characteristics such as fraction of easily-biodegradable C, total soluble polyphenol content and capacity to complex protein, as well as the N pools in fulvic and humic acids of the organic matter were related with N mineralization. For an incubation period of 45 days, P mineralization was positively correlated with the initial organic P content (r = 0,99**), and C/P ratio ( r = -0,88**) of the residues. Meat and bone meal showed the greatest content of mineralized P (1144 mg kg-1).en
dc.formatpdfpt-BR
dc.language.isoporpt-BR
dc.publisherRevista Cerespt-BR
dc.relation.ispartofseriesv. 58, n.3, p. 373-383, mai./jun. 2011pt-BR
dc.rightsOpen Accesspt-BR
dc.subjectResíduos industriaispt-BR
dc.subjectCompostos de lixo domiciliar e lodo de esgotopt-BR
dc.subjectRespiração do solopt-BR
dc.titleDecomposição de fontes orgânicas e mineralização de formas de nitrogênio e fósforopt-BR
dc.typeArtigopt-BR
Aparece nas coleções:Artigos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
artigo.pdfTexto completo771,04 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.