Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1733
Tipo: Tese
Título: Uso de anticoccidiano, de glicina e de glutamina/ácido glutâmico em dietas com diferentes relações treonina /lisina para frangos de corte criados sob desafio sanitário
Título(s) alternativo(s): Anticoccidial, glycine and glutamine/glutamic acid use on diets with different threonine/lysine ratios for broiler chickens raised under health challenge
Autor(es): Nery, Lidson Ramos
Primeiro Orientador: Albino, Luiz Fernando Teixeira
Primeiro coorientador: Rostagno, Horácio Santiago
Segundo coorientador: Barreto, Sérgio Luiz de Toledo
Primeiro avaliador: Carvalho, Debora Cristine de Oliveira
Segundo avaliador: Silva, Marcelo Dias da
Abstract: Foram realizados 2 experimentos utilizando 4680 frangos de corte, machos da linhagem Cobb, para avaliar diferentes relações treonina digestível/lisina digestível em rações suplementadas ou não com anticoccidiano, glicina e glutamina/ácido glutâmico. No experimento 1 avaliou-se três relações treonina digestível/lisina digestível em rações suplementadas ou não com anticoccidiano para frangos de corte alojados em ambiente de desafio sanitário utilizando 1800 pintos de corte, machos, da linhagem Cobb distribuídos em um delineamento em blocos casualizados, com arranjo fatorial (3x2), três relações treonina digestível/lisina digestível (60, 65 e 70%), com e sem suplementação de anticoccidiano (66 ppm de salinomicina), com 12 repetições de 25 aves por unidade experimental. Com o objetivo de aumentar o desafio sanitário, as aves foram alojadas em boxes com cama reutilizada e nas primeiras semanas receberam água de beber contaminada com cama de aviário. Foram mensurados o desempenho zootécnico das aves aos 10, 21, 35 e 42 dias de idade. Foi realizada a contagem de oocistos na cama das aves aos 28 e 39 dias de idade. Aos 42 dias foram abatidas 4 aves por unidade experimental para avaliação de rendimento de carcaça e de cortes (rendimento de peito com osso e de filé de peito) e deposição de gordura abdominal. No período de 1 a 10 dias de idade, as relações treonina digestível/lisina digestível de 65 e de 70% proporcionaram maior ganho de peso e melhor conversão alimentar. Na fase de 1 a 10 dias a suplementação de anticoccidiano não influenciou o desempenho das aves. No período de 1 a 21 dias de idade foi observado que as relações treonina digestível/lisina digestível de 65 e de 70% proporcionaram maiores ganhos de peso. A suplementação de anticoccidiano proporcionou melhora na conversão alimentar no período de 1 a 21 dias de idade. Aos 35 e aos 42 dias de idade observou-se que os maiores ganhos de peso e as melhores conversões alimentares foram obtidos com as relações treonina digestível/lisina digestível de 65 e 70% e também pela suplementação do anticoccidiano na ração. Aos 42 dias as relações treonina digestível/lisina digestível de 65 e 70% proporcionaram maiores peso e rendimento de carcaça. A suplementação de anticoccidiano proporcionou maior peso da carcaça e peso de peito com osso. O peso do peito com osso e o peso do filé de peito foram influenciados significativamente (P<0,05) pelas relações treonina digestível/lisina digestível de 65 e 70%. A relação de 65% treonina digestível/lisina digestível proporcionou maior rendimento de peito com osso e rendimento de filé de peito. A suplementação das rações com o anticoccidiano propiciou maior peso e maior rendimento de filéde peito aos 42 dias. A deposição de gordura abdominal não foi alterada pelas diferentes relações treonina digestível/lisina digestível e também pela suplementação de anticoccidiano na ração. As contagens de oocistos aos 28 e aos 39 dias não foram influenciadas pelas relações treonina digestível/lisina digestível avaliadas. A suplementação de anticoccidiano na ração propiciou diferença (P<0,05) na contagem de oocistos aos 39 dias de idade, a qual resultou em redução de aproximadamente 49% no número de oocistos contados. No experimento 2 foram avaliadas três relações treonina digestível/lisina digestível em rações suplementadas ou nãocom glicina e glutamina/ácido glutâmico para frangos de corte alojados em ambiente de desafio sanitário. Foram utilizados 2880 pintos de corte, machos, da linhagem Cobb, distribuídos em um delineamento em blocos casualizados, com arranjo fatorial (3x2x2), três relações treonina digestível/lisina digestível (60, 65 e 70%), com e sem suplementação de glicina (0,2%) e com e sem a suplementação de glutamina/ácido glutâmico (0,75%), com 10 repetições de 24 aves por unidade experimental. Com o objetivo de aumentar o desafio sanitário, as aves foram alojadas em boxes com cama reutilizada e nas primeiras semanas receberam água de beber contaminada com cama de aviário. Foram mensurados o desempenho zootécnico das aves aos 7, 21 e 35 dias de idade. Aos 35 dias de idade foram abatidas 2 aves por unidade experimental para avaliação de rendimento de carcaça e cortes (rendimento de peito com osso e de filé de peito) e de deposição de gordura abdominal. No período de 1 a 7 dias de idade nenhum dos parâmetros avaliados foi afetado pelas relações treonina digestível/lisina digestível e também pela suplementações da mistura glutamina/ácido glutâmico. A suplementação de glicina propiciou maior ganho de peso no período de 1 a 7 dias e de 1 a 21 dias de idade. No período de 1 a 21 dias de idade a melhor conversão alimentar foi obtida com a relação de 65%. A suplementação de glicina e também de glutamina/ácido glutâmico proporcionaram melhores conversões alimentares no período de 1 a 21 dias de idade. A relação de 60% treonina digestível/lisina digestível proporcionou maior consumo de ração no período de 1 a 35 dias de idade. A suplementação de glicina proporcionou maior ganho de peso aos 35 dias de idade. A suplementação de glutamina/ácido glutâmico proporcionou menor consumo de ração e melhor conversão alimentar de 1 a 35 dias de idade. A uniformidade das aves aos 35 dias de idade não foi alterada por nenhuma das variáveis estudadas neste trabalho. O peso da carcaça e o rendimento de carcaça aos 35 dias de idade não foram alterados pela suplementação de glicina e de glutamina/ácido glutâmico. O maior rendimento de carcaça foi obtido com a relação de 70%. O peso do peito com osso não foi alterado pela suplementação de glicina e de glutamina/ácido glutâmico. A relação treonina digestível/lisina digestível de 70% proporcionou maior peso de peito com osso e maior rendimento de peito com osso. A suplementação de glicina proporcionou maior peso do filé de peito e rendimento de filé de peito. As relações treonina digestível/lisina digestível de 65% e de 70% resultaram em maior peso e rendimento de filé de peito. A deposição de gordura abdominal não foi afetada pelas diferentes relações treonina digestível/lisina digestível, e pela suplementação de glicina e de ácido glutâmico/glutamina. Pode-se concluir que a ração formulada com a relação treonina/lisina digestível de 65% promoveu melhoria nos parâmetros de desempenho para frangos de corte, criados em ambiente de desafio sanitário no período de 1 a 42 dias de idade. A contagem de oocistos não foi afetada pelas diferentes relações de treonina/lisina digestível estudada neste trabalho. O uso de anticoccidiano na ração proporcionou efeito benéfico no desempenho das aves e reduziu a eliminação de oocistos pelas aves. A ração contendo a relação de 65% treonina digestível/lisina digestível, suplementadas com 0,2% de glicina e de 0,75% da mistura de glutamina e ácido glutâmico, melhorou o desempenho de frangos de corte machos no período de 1 a 35 dias de idade, quando criados em ambientes de desafio sanitário. Para o mesmo período e sob as mesmas condições ambientais, sugere-se o fornecimento de rações formuladas com a relação treonina digestível/lisina digestível de 70% para a obtenção de melhores resultados de características de carcaça de frangos de corte.
Two experiments with 4680 Cobb male broiler chickens were accomplished in order to evaluate different digestible threonine/digestible lysine ratios in rations with or without anticoccidial, glycine and glutamine/glutamic acid. In the first experiment three digestible threonine/ digestible lysine ratios were evaluated in rations supplemented or not with anticoccidial for broiler chickens under health challenge. 1800 Cobb male animals were distributed in a randomized block design with 3 x 2 factorial arrangement and three digestible threonine/ digestible lysine ratios (60, 65 and 70%) with or without anticoccidial supplementation (66 ppm salinomycin) with 12 replicates containing 25 animals per experimental unit. Aiming at increasing health challenge, birds were placed in boxes with reused bed and during the first weeks animals received water contaminated with avian bed. The performance of the animals was measured at 10, 21, 35 and42 days of age. At ages 28 and 39 (days) oocysts on the animals' bed werecounted. Four broiler chickens per experimental unit at age 42 were slaughtered to evaluate cut yields (breast and breast fillet), carcass yields and abdominal fat deposition. Between 1 and 10 days of age digestible threonine/digestible lysine ratios of 65 and 70% promoted greater weight gain and better feedconversion. Anticoccidial supplementation did not affect the performance of animals during the period. From the 1st to the 21st day of age the digestible threonine/ digestible lysine ratios of 65 and 70% occasioned greater weight gains. Anticoccidial supplementation improved feed conversion during the previously described period. At 35 and 42 days of age the greatest weight gains and the best feed conversions wereobtained with digestible threonine/ digestible lysine ratios of 65 and 70% and also with anticoccidial supplementation in the rations. On the 42nd day the digestible threonine/digestible lysine ratios of 65 and 70% caused greater weight and carcass yield. Anticoccidial supplementation promoted higher weight for carcass and breast. Breast and breast fillet weights were significantly (p<0.05) influenced by the digestible threonine/digestible lysine ratios of 65 and 70%. Digestible threonine/digestible lysine ratio of 65% occasioned greater breast and breast fillet yield. The ration supplemented with anticoccidial occasioned higher breast fillet weight and yield at age 42. Abdominal fat deposition was not affected by the different digestible threonine/digestible lysine ratios, neither by anticoccidial supplementation. Oocyst counts at ages 28 and 39 days were not affected by the digestible threonine/digestible lysine ratios used. Anticoccidial supplementation promoted different (p<0.05) oocyst count at age 39 resulting in approximately 49% decrease when compared to rations without supplementation. In the second experiment three digestible threonine/digestible lysine ratios were evaluated in rations supplemented or not with glycine and glutamine/glutamic acid for broiler chickens under health challenge. 2880 Cobb male broiler chickens were distributed in arandomized block design with 3 x 2 x 2 factorial arrangement and three digestiblethreonine/ digestible lysine ratios (60, 65 and 70%) with or without glycine (0.2%) and glutamine/glutamic acid (0.75%) with 10 replicates containing 24 animals perexperimental unit. In order to enhance health challenge, animals were placed in boxes with reused bed and during the first weeks they received water contaminated with avian bed. The performance of the animals was evaluated at ages 7, 21 and 35. At age 35 two animals of each experimental unit were slaughtered to evaluate cut yields (breast and breastfillet), carcass yields and abdominal fat deposition. Between ages 1 and 7 none ofthe evaluated parameters were affected by digestible threonine/ digestible lysine ratios, neither by the supplementation with glutamine/glutamic acid mix. Glycine supplementation occasioned greater weight gain from the 1st to the 7th day and from the 1st to 21st day. The bestfeed conversion was obtained in the period between ages 1 and 21 with the digestible threonine/digestible lysine ratio of 65%. Glycine and glutamine/glutamic acid supplementation promoted better feed conversions within the same period. Digestible threonine/digestible lysine ratio of 60% caused higher ration consumption from the 1st to the 35th day. Glycine supplementation occasioned greater weight gain at age 35. Glutamine/glutamic acid supplementation promoted lower ration consumption and better feed conversion from day 1 to 35. The homogeneity of the birds was not altered by the studied variables. Carcass weight and yield at age 35 were not affected by glycine and glutamine/glutamic acid supplementation. The greatest carcass yield was obtained with digestible threonine/digestible lysine ratio of 70%. Breast weight was not altered by glycine and glutamine/glutamic acid supplementation. Digestible threonine/digestible lysine ratio of 70% promoted higher breast weight and yield. Glycine supplementation occasioned greater breast fillet weight and yield. Digestible threonine/digestible lysine ratios of 65 and 70% resulted in higher breast fillet weight and yield. Abdominal fat deposition was not affected by the different digestible threonine/digestible lysine ratios, neither by glycine and glutamine/glutamic acid. It can be concluded that the ration containing digestible threonine/digestible lysine ratio of 65% improved the parameters of performance of broiler chickens raised under health challenge between1 and 42 days of age. Oocysts count was not affected by the different studied digestible threonine/digestible lysine ratios. Anticoccidial used in the ration promoted benefic effect on the performance of birds and decreased oocysts eliminated by them. The ration containing digestible threonine/digestible lysine ratio of 65%, supplemented with 0.2% glycine and 0.75% glutamine/glutamic acid improved the performance of male broiler chickens from 1 to 35 days of age when raised under health challenge. For the same period and under the same environmental conditions, the utilization of rations containing digestible threonine/digestible lysine ratio of 70% is suggested to obtain better results concerning broiler chicken carcass characteristics.
Palavras-chave: Frango de corte
Fontes minerais
Microminerais
Broiler chickens
Mineral springs
Microminerals
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::NUTRICAO E ALIMENTACAO ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Doutorado em Zootecnia
Citação: NERY, Lidson Ramos. Anticoccidial, glycine and glutamine/glutamic acid use on diets with different threonine/lysine ratios for broiler chickens raised under health challenge. 2009. 92 f. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1733
Data do documento: 24-Mar-2009
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf617,41 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.