Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1754
Tipo: Tese
Título: Exigências nutricionais e predição da composição corporal de bovinos Nelore puros e cruzados
Título(s) alternativo(s): Nutrient requirements and prediction of body composition of purebred and crossbred Nellore cattle
Autor(es): Marcondes, Marcos Inácio
Primeiro Orientador: Valadares Filho, Sebastião de Campos
Primeiro coorientador: Tedeschi, Luis Orlindo
Segundo coorientador: Paulino, Pedro Veiga Rodrigues
Primeiro avaliador: Detmann, Edenio
Segundo avaliador: Paulino, Mário Fonseca
Terceiro avaliador: Valadares, Rilene Ferreira Diniz
Abstract: Objetivou–se com esse trabalho avaliar o consumo, desempenho, eficiência alimentar e características de carcaça de bovinos de três grupos genéticos e recebendo alto ou baixo nível de concentrado; determinar as exigências nutricionais de proteína e energia de zebuínos puros e cruzados; estabelecer um padrão de crescimento de bovinos Nelore e estimar sua maturidade; validar a predição da composição corporal a partir da composição química da seção entre a 9 e 11ª costelas para zebuínos puros e cruzados e propor novos modelos para estimar a composição de partes carcaça e não carcaça. O trabalho foi conduzido a partir de duas etapas. A primeira etapa foi realizada na Universidade Federal de Viçosa, onde foi conduzido um experimento utilizando 69 animais (23 Nelore [NE], 23 Nelore-Angus [NA] e 23 Nelore-Simental [NS]), sendo que 12 animais (4 de cada grupo genético) foram abatidos antes do início do experimento como grupo referência e 9 animais foram separados para a realização de um ensaio de digestibilidade. Os animais restantes foram divididos em três dietas (ofertas de concentrado na base de 1 ou 2% do peso corporal à vontade ou 1% ao nível de mantença). Ao final todos animais foram abatidos e a composição corporal e o peso de corpo vazio (PCVZ) determinados. A segunda etapa foi realizada na Texas A&M University, onde foram coletados dados de composição corporal e consumo de nutrientes de 26 estudos para estimação da eficiência de uso da energia metabolizável, avaliação da maturidade e predição da composição corporal de animais zebuínos. O consumo de matéria seca e demais nutrientes foi maior para o alto nível de oferta de concentrado, excetuando-se a fibra em detergente neutro. A avaliação da eficiência alimentar e do índice bionutricional não evidenciou diferença entre os níveis de oferta de concentrado. Os animais cruzados foram mais eficientes em todas as formas de expressão do ganho. O requerimento diário de energia líquida para mantença de animais Nelore, Nelore-Angus ou Nelore-Simental é de 75,8 kcal/PCVZ0,75 e o requerimento de energia metabolizável é de 112,82 kcal/PCVZ0,75 e as eficiências de deposição da energia na forma de proteína e gordura são de 26,71 e 75,43%, respectivamente. Não houve efeito de grupo genético sobre os requerimentos líquidos de proteína para ganho e sugere-se utilizar o modelo PR = GPCVZ × (238,5 – 16,73 × (ER/GPCVZ)) para estimá-los. Não houve efeito de grupo genético sobre as exigências líquidas e metabolizáveis de proteína para mantença, sendo esses valores de 1,72 g/PCVZ0,75 e 3,09 g/PC0,75, respectivamente. Também não houve efeito de grupo genético na energia retida na forma de proteína, assim como na eficiência de uso da proteína metabolizável para ganho, sendo essa de 37,5%. A equação de predição da eficiência de uso da energia metabolizável para ganho (kg) foi: 0,327±0,142/(0,539±0,317 + REP), sendo REP a energia retida como proteína. Como o banco de dados continha apenas animais puros e cruzados com Nelore, ainda é necessária uma avaliação desse modelo de kg com animais taurinos puros. A equação de predição da eficiência de uso da energia metabolizável para mantença (km) foi 0,513±0,024 + 0,173±0,061 × kg + a × GPCVZ, onde a é igual a 0,100(±0,021) ou 0,073(±0,021) para Bos indicus e cruzados, respectivamente. O modelo exponencial sugeriu que animais Nelore atingem a maturidade com 445 kg de peso de corpo vazio (PCVZ) e o modelo de platô linear sugeriu que a mesma é atingida com 428,5 kg, assim, foi admitido o valor de 437 kg para a maturidade de animais Nelore. Foi observada uma alta relação inversa entre a água no tecido mole (TMA) e o extrato etéreo no tecido mole (TMEE) (TMEE = 0,920 – 1,147 × TMA), entretanto o tecido mole não foi considerado um bom preditor da maturidade porque sua variação no corpo é dependente da dieta. O estudo da composição química dos ossos mostrou que extrato etéreo, água e cinzas se tornam constantes entre 400 e 500 kg de PCVZ, e que a proteína bruta é praticamente constante (19,1%). Esses dados sugerem que a composição dos ossos pode ser um bom preditor da maturidade. A composição da carcaça pode ser obtida a partir de dados da seção entre a 9 e 11ª costelas (SEC9-11) adicionadas da gordura visceral, rendimento de carcaça e peso de corpo vazio, já a composição do corpo vazio pode ser obtida a partir da composição da SEC9-11, gordura visceral e porcentagem de órgãos e vísceras no corpo vazio. Os resultados para composição física da carcaça mostraram que a raça afeta todos os componentes e sexo apenas a gordura da carcaça. A gordura visceral foi o componente que teve maior importância nos modelos desenvolvidos para componentes não carcaça, afetando extrato etéreo (EE), proteína bruta (PB) e água na cabeça, EE e água nos membros e órgãos mais vísceras (OV) e PB e água no couro e sangue. O rendimento de carcaça, peso de carcaça, porcentagem de couro no corpo vazio (PCVZ), porcentagem de OV no PCVZ e o PCVZ também tiveram efeitos sobre os mesmos. É possível concluir que animais consumindo 2% do peso corporal em concentrado apresentam um maior consumo e desempenho que aqueles recebendo 1%, porém não há diferenças na eficiência dos mesmos. Conclui-se, também, que animais NS são mais eficientes que animais NA e que animais cruzados são mais eficientes que Nelore. A km pode ser predita a partir da kg e do GPCVZ, sofrendo um efeito de raça e a kg pode ser predita a partir da ERP, e que sexo ou grupo genético não afetam a kg. Pode-se concluir, também, que animais Nelore atingem a maturidade com 437 kg de PCVZ e que a proteína bruta na MSD do PCVZ e proteína, água e cinzas nos ossos são bons preditores da maturidade, entretanto a composição do tecido mole não pode ser utilizado como forma de predizer a maturidade. A composição do corpo e da carcaça de animais Nelore puros e cruzados podem ser estimadas pela SEC9-11 e outras variáveis de fácil medição e a estimação da composição de membros, cabeça, couro e sangue é possível e recomendada, uma vez que afetam minimamente a composição final do PCVZ. A utilização das equações de predição da composição de órgãos e vísceras é recomendada apenas quando não há possibilidade de análises químicas do mesmo, uma vez que esse componente possui grande variabilidade e é altamente afetado pela dieta oferecida.
This work was conducted to evaluate intake, performance, feed efficiency, carcass characteristics of bovines from three genetic groups, fed high or low concentrate level; to determine energy and protein requirements of pure and crossbred Nellore cattle and to estimate its maturity; Validade Hankins and Howe equation to predict body composition and propose new equation to predict carcass and non-carcass composition of pure and crossbred Nellore cattle. The work was conducted in two phases. The first one was developed at Universidade Federal de Viçosa, where a trial was conducted using 69 animais (23 Nellore [NE], 23 Nelore- Angus [NA], and 23 Nellore-Simmental [NS], being 12 (4 for each genetic group) slaughtered before the beginning of the experiment as the baseline group, and nine were used to perform a digestibility trial. The remaining animals were divided into three dietary treatments (concentrate fed at 1 or 2% of body weight and at maintenance). At the conclusion of the experiment all these animals were slaughtered and body composition and empty body weight (EBW) were determined. The dry matter and nutrients intakes were higher in the high level of concentrate offer (LOC) both in kilograms and % of body weight, except neutral detergent fiber. Evaluating feed efficiency, the bionutritional index showed no differences in efficiency for LOC. Crossbreds appeared to be more efficient than NE. The net energy requirement for maintenance of Nellore, Nellore-Angus and Nellore-Simmental is 75.8 kcal/EBW0.75 and the metabolizable energy requirements for maintenance are 112.82 kcal/EBW0.75, and the energy retention efficiency as protein and fat are 26.71 and75.43%, respectively. There weren’t effects of genetic group in net protein requirements for gain and it’s suggested the model RP = EBW × (238.5 – 16.73 × (RE/EBG)) to estimate them. There weren’t found any genetic group effect on net and metabolizable protein requirement for maintenance, and its obtained values were 1.72 g/EBW0.75 and 3.09 g/BW0.75, respectively. Also, there weren’t genetic group effects on retained energy as protein, as well as in metabolizable protein efficiency for gain, being this efficiency of 37.5%. The overall equation to predict partial efficiency of metabolizable energy for gain (kg) was: 0.327±0.142/(0.539±0.317 + REP), where REP is retained energy as protein. Because our database consisted of Nellore and B. indicus and B. taurus crossbreds, it is necessary to further evaluate differences between Bos taurus and Bos indicus regarding (kg). The equation to predict partial efficiency of use of metabolizable energy for maintenance (km) was 0.513±0.024 + 0.173±0.061 × kg + a × EBG, where a = either 0.100(±0.021) or 0.073(±0.021) for Bos indicus or crossbreds, respectively. The exponential model suggest that Nellore cattle reach maturity with 445 kg and linear plateau suggest that maturity is reach with 428.5 kg, therefore a value of 437 kg was settle for maturity in Nellore cattle. A high relationship between soft tissue water (STW) and soft tissue ether extract (STEE) was observed (STEE = 0.920 – 1.147 × STW), however the soft tissue was not a good predictor of maturity, because it is too dependent on the diet. The bone chemical composition analysis showed that ether extract, water and ash becomes constant between 400 and 500 kg of EBW, and that CP in bones is constant (19.1%). These data also suggest that bone composition could be a good predictor of maturity. The body composition can be obtained by using data from 9-11th rib cut (Rib9-11) visceral fat, carcass dressing and empty body weight (EBW), and body compostion can be obtained by using Rib9-11, visceral fat, and percentage of organs plus viscera in EBW. The results of physical carcass composition indicated a breed effect on all components and a sex effect was observed for fat in the carcass. Visceral fat was the component with greatest influence on non-carcass components, affecting ether extract (EE), crude protein (CP), and water in head, EE and water in limbs and organs plus viscera (OV), and CP and water in hide and blood. Carcass dressing, carcass weight, hide percentage in EBW, OV percetange in EBW and EBW also affected non-carcass components. It is possible to conclude that animals consuming 2% of body weight in concentrate have higher intake and gain, but there are no differences in feed efficiency when compared with those consuming 1%. It also can be concluded that animals NS are more efficient than NA and CB are also more efficient than NE. The km can be predicted from kg and EBG and that breed can affect km. It also can be concluded that kg can be predicted from REP and neither sex nor breed affect kg. It can also be concluded that Nellore cattle reaches maturity with 437 kg of EBW and that CP in FFDM and CP, water and ash in bones are good predictor of maturity, however soft tissue composition cannot be used to predict maturity. Body and carcass composition of Nellore and crossbred cattle can be estimated by Rib9-11 plus easy to be measured variables in Nellore cattle, and estimation of head, limbs, hide and blood is possible and well recommended, once they almost don’t affect body composition. The use of OV equation is recommended only when their chemical analysis is not possible, once this component has a great variability and it is affected by the diet.
Palavras-chave: Creatinina
Bovinos
Exigências
Creatinine
Cattle
Requirements
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::NUTRICAO E ALIMENTACAO ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Doutorado em Zootecnia
Citação: MARCONDES, Marcos Inácio. Nutrient requirements and prediction of body composition of purebred and crossbred Nellore cattle. 2010. 264 f. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2010.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1754
Data do documento: 2-Jun-2010
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,29 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.