Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1767
Tipo: Tese
Título: Farelo de mamona destoxificado na ensilagem de cana-de-açúcar em dietas para ovinos
Título(s) alternativo(s): Detoxified castor bean meal as additive in the sugar cane silage for sheeps
Autor(es): Oliveira, Aline Cardoso
Primeiro Orientador: Garcia, Rasmo
Primeiro coorientador: Pires, Aureliano José Vieira
Segundo coorientador: Silva, Robério Rodrigues
Primeiro avaliador: Veloso, Cristina Mattos
Segundo avaliador: Fonseca, Dilermando Miranda da
Abstract: O presente trabalho foi desenvolvido mediante a condução de dois experimentos, os quais geraram informações que serão apresentadas na forma de quatro capítulos. Ressalta-se, inicialmente, que a cana-de-açúcar utilizada nos experimentos que serão descritos foi ensilada com a adição de farelo de mamona destoxificado em quatro níveis 0, 7, 14 e 21% (com base na matéria natural). No primeiro capítulo, avaliaram-se os efeitos da inclusão de níveis de farelo de mamona destoxificado na composição químico-bromatológica, as características fermentativas e as perdas de MS da silagem de cana-de-açúcar. Foi adotado delineamento inteiramente casualizado, com quatro tratamentos (0, 7, 14 e 21% da matéria natural) de inclusão do farelo de mamona destoxificado, com cinco repetições. Foram usados silos de PVC, com 50 cm de altura e 10 cm de diâmetro para a produção das silagens, que foram abertos após 60 dias. A densidade da ensilagem nos silos foi equivalente a 750 kg de matéria natural/m3. Os silos foram pesados no início e ao final do período experimental para quantificar as perdas por gases e efluente. A inclusão de farelo de mamona elevou os teores de MS e proteína bruta e reduziu os teores de fibra em detergente neutro, N-NH3, etanol e as perdas das silagens, não ocasionando efeito nos valores de pH. A fermentação alcoólica da silagem foi reduzida com a inclusão do aditivo. No segundo capítulo o experimento foi desenvolvido com o objetivo de avaliar o consumo, o desempenho e a digestibilidade de cordeiros machos da raça Santa Inês alimentados com dietas contendo silagem de cana-de-açúcar ensilada com níveis crescentes de farelo de mamona destoxificado. Foram utilizados 24 ovinos, com peso corporal médio 25,34 kg e em média quatro meses de idade, distribuídos em delineamento inteiramente casualizado com quatro tratamentos e seis repetições. Os tratamentos foram constituídos de quatro níveis de inclusão 0, 7, 14 e 21% do farelo de mamona na ensilagem de cana-de-açúcar. Os consumos de matéria seca (g/dia, % PC e g/PC 0,75), matéria orgânica, proteína bruta, extrato etéreo, nutrientes digestíveis totais, carboidratos totais, energia metabólica e energia digestível, foram influenciados de forma quadrática positiva pelos níveis de inclusão de farelo de mamona. Os consumos de fibra em detergente neutro (g/dia, %PC e g/PC 0,75) e carboidrato não fibroso (g/dia) apresentaram comportamento linear crescente. Apenas o coeficiente de digestibilidade da fibra em detergente neutro apresentou efeito linear crescente, os demais nutrientes apresentaram efeito quadrático positivo, com ponto máximo entre os níveis de 14,87 e 17,87% de inclusão. O ganho médio diário e total apresentou efeito quadrático em função dos níveis de farelo de mamona, com ponto máximo de 241,64 g/dia e 18,12 kg ao nível de 16,19% de inclusão. A conversão alimentar apresentou resposta quadrática com a inclusão do farelo de mamona. No terceiro capítulo objetivou-se avaliar o comportamento ingestivo de ovinos da raça Santa Inês recebendo dietas com diferentes níveis de farelo de mamona na ensilagem da cana-de-açúcar. O delineamento e as condições experimentais foram semelhantes aos relatados no segundo capítulo. O consumo de matéria seca (MS) foi influenciado de forma quadrática enquanto o consumo de fibra em detergente neutro (FDN), o tempo em minutos despendido nas atividades de alimentação, a eficiência de alimentação e ruminação (g MS e FDN/hora) apresentaram resposta linear crescente com a inclusão do farelo de mamona na ensilagem. No entanto, o tempo em minutos despendido nas atividades de ócio, apresentou resposta linear decrescente. As variáveis tempo gasto na atividade de ruminação, número de bolos por dia e número de mastigações por dia e por bolo, não foram afetadas pelos níveis de inclusão de farelo de mamona. A inclusão de farelo de mamona na ensilagem de cana-de-açúcar promove melhoria na eficiência de alimentação e ruminação de ovinos Santa Inês. No quarto capítulo, objetivou-se avaliar a composição química e de ácidos graxos do músculo Longissimus dorsi de cordeiros Santa Inês alimentados com dietas contendo silagem de cana-de-açúcar ensilada com níveis crescentes de farelo de mamona. O delineamento e as condições experimentais foram semelhantes aos relatados no segundo capítulo. Não houve efeito da inclusão de farelo de mamona nas porcentagens de umidade (73,3%), cinza (1,1%), proteína bruta (21,17%) e lipídeos totais (2,1%) do músculo Longissimus. A inclusão dos níveis de farelo de mamona não alterou a composição de ácidos graxos saturados (AGS), mas influenciou os polinsaturados, que foram reduzidos linearmente. A razão n6:n3 não foi influenciada pelos níveis de farelo de mamona, mas as proporções se mantiveram dentro dos limites recomendáveis, o que caracteriza uma carne mais saudável do ponto de vista nutricional.
The present work was developed by the conduction of two experiments, which generated information that will be presented in the form of four chapters. Initially, it is important to emphasize that the sugar cane used in the experiments that will be described below was ensiled with the addition of detoxified castor meal at four levels 0, 7, 14 and 21% (based on natural matter). In the first chapter the experiment was conducted to evaluate the effects of inclusion of castor bean meal on chemical-bromatologic, fermentative characteristics and losses DM of sugar cane silage. It was used a completely randomized design with four treatment (0, 7, 14 and 21% natural matter) inclusion of castor bean meal with five replications. PVC silos with 50 cm height and 10 cm diameter were used for silages production, which were opened after 60 days. It was adopted a density of 750 kg of natural matter/m3. The silos were weighed at the beginning and at the end of the trial period to quantify the losses by gases and effluent. The castor bean meal inclusion increased DM and crude protein concentration and reduced neutral detergent fiber, ethanol, N-NH3 and total dry matter losses levels in silages, but did not affect pH. Ethanol production in sugarcane silage was reduced by using additive. In the second chapter the experiment was developed to evaluate intake, digestibility and performance of male lambs Santa Ines fed diets containing silage of sugar cane with increasing levels of castor bean meal. Twenty-four sheep with 25,34 kg of initial body weight (BW) and four months old were used, distributed in a completely randomized design with four treatments and six replications. The treatments were four levels inclusion 0, 7, 14 and 21% of castor bean meal in the ensiling process of sugar cane. The intakes of dry matter (g / day,% BW eg/BW0, 75), organic matter, crude protein, ether extract, total digestible nutrients, total carbohydrates, metabolic energy and digestible energy were positive quadratic affected by the levels of inclusion of castor bean meal. The intakes of neutral detergent fiber (g / day, % BW eg/ BW0,75) and non-fiber carbohydrates (g/day) increased linearly. Only the digestibility of NDF presented a linear increased, the other nutrients presented positive quadratic effect, with the point of maximum levels between 14.87 and 17.87% of inclusion. The average daily gain (ADG) and total (TG) presented a quadratic effect levels of castor bean meal, with maximum point of 241.64 g / day and 18.12 kg respectively at 16.19% level of inclusion. Feed conversion presented a quadratic behavior with the addition of castor bean meal. In the third chapter the experiment was conducted to evaluate the ingestive behavior of sheep Santa Inês fed diets with different levels of castor bean meal in ensiling of sugar cane. The design and experimental conditions were similar to that related in the second chapter. The intake was quadratic affected while the NDF intake, time in minutes expended in feeding activities, the efficiency of feeding and ruminating (g DM and NDF / hour) linearly increased with the inclusion of castor bean meal in the ensilage process the sugar cane, but the time in minutes expended in idle decreased linearly. The variables time expended in ruminating activity, number of bolus per day and number of chewing per day and bolus, were not affected by inclusion levels of castor bean meal. The addition of castor bean meal in the ensiling of sugar cane promotes improvement in the efficiency of feeding and rumination in Santa Ines sheep. In the fourth chapter The experiment was conducted to evaluate chemical and fatty acids composition in the Longissimus dorsi muscle of male lambs Santa Ines fed diets containing silage from sugar cane with increasing levels of castor bean meal. The design and experimental conditions were similar to that related in the second chapter. No effect of the inclusion of castor bean meal on the percentage of moisture (73.3%), ash (1.1%), crude protein (21.17%) and total lipid (2.1%) in the Longissimus dorsi. The inclusion of levels of castor bean meal did not change the composition of saturated fatty acids (SFA), but influenced the polyunsaturated fat that were reduced linearly. The ration n6: n3, was not influenced by the level of castor bean meal but the proportions remained within recommended limits, what characterizes a healthy meat.
Palavras-chave: Composição química
Digestibilidade
Efluentes
Pennisetum Purpureum
Chemical composition
Digestibility
Effluent
Pennisetum Purpureum
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::PASTAGEM E FORRAGICULTURA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Doutorado em Zootecnia
Citação: OLIVEIRA, Aline Cardoso. Detoxified castor bean meal as additive in the sugar cane silage for sheeps. 2011. 106 f. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1767
Data do documento: 9-Mai-2011
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf566,4 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.