Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/17872
Tipo: Artigo
Título: Diagnóstico das áreas de ocupação inadequada a partir da delimitação das áreas de proteção permanente no município de VIÇOSA - MG / diagnosis of inadequate areas of occupation from the limits of the areas of permanent protection in VIÇOSA - MG
Autor(es): Alves, Patrícia Layne
Calijuri, Maria Lúcia
Abstract: This paper addresses the contradictory relationship between socio-environmental issues and urban laws by development a diagnosis of urban areas inadequate for occupancy in Viçosa, MG, from the demarcation of the Permanent Protection Areas (APP), based Federal environmental law and the Master Plan for Urban Development in the city. Using the Geographic Information System (SIG) defining the APP is located in the areas of hillsides with slopes greater than 45 ° (453.8 ha.), tops the hill (372 ha.), 15m along the rail (26.2 ha.) and 30m of the banks of water courses (175.7 ha.). Totaling 1027.7 ha. of urban areas inadequate for occupancy. APP over the limits of neighborhoods in the urban area and satellite image of the city (2008) was obtained from 79% in areas of APP belonging to the municipal boundaries (districts) where it is estimated that there is a population quota of 13.079 inhabitants.
Este artigo objetivou apresentar as relações contraditórias entre as questões sócio-ambientais e legislações urbanísticas através da elaboração de um diagnóstico das áreas inadequadas para ocupação urbana no município de Viçosa, MG, a partir da delimitação das áreas de Proteção Permanente (APPs), com base na legislação ambiental federal e no Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano do município. Utilizando-se o Sistema de Informações Geográficas (SIG) delimitaram-se as APPs situadas nas áreas de encostas com declividades maiores que 45° (453,8 ha.), topos de morro (372 ha.), 15m ao longo da malha ferroviária (26,2 ha.) e 30m das margens dos cursos d’água (175,7 ha.), totalizando 1027,7 ha. de áreas inadequadas à ocupação urbana. Sobrepondo as APPs aos limites dos bairros da área urbana e a imagem de satélite do município (2008) obteve-se 79% de áreas de APPs pertencentes aos limites urbanos (bairros) onde se estima a existência de um contingente populacional de 13.079 habitantes.
Palavras-chave: Area de proteção permanente
Editor: Revista Caminhos de Geografia
Tipo de Acesso: Open Access
URI: http://www.seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/15979
http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/17872
Data do documento: 12-Fev-2010
Aparece nas coleções:Artigos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
artigo.pdfTexto completo616,73 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.