Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1802
Tipo: Tese
Título: Relações triptofano e treonina digestíveis com lisina digestível em dietas para leitões pós-desmame criados em ambientes com e sem desafio sanitário
Título(s) alternativo(s): Digestibles tryptophan and threonine ratios in diets for piglets postweaning housed in enviroments with or without sanitary challenge
Autor(es): Oliveira Júnior, Gregório Murilo de
Primeiro Orientador: Ferreira, Aloízio Soares
Primeiro avaliador: Donzele, Juarez Lopes
Segundo avaliador: Silva, Francisco Carlos de Oliveira
Terceiro avaliador: Donzele, Rita Flávia Miranda de Oliveira
Quarto avaliador: Zangeronimo, Márcio Gilberto
Abstract: Três experimentos foram realizados para avaliar diferentes relações triptofano:lisina digestíveis (Trip:Lis) para leitões na fase inicial de crescimento com ou sem desafio sanitário e diferentes relações treonina:lisina digestíveis (Treo:Lis) para leitões criados em condições de desafio sanitário. Foi utilizado delineamento em blocos casualizados com oito repetições de quatro animais cada (parcela experimental) no experimento um e sete repetições de três animais nos experimentos dois e três. O peso inicial utilizado como critério para constituição dos blocos. As relações Trip:Lis estudas no experimento um foram 0,15; 0,17; 0,19; 0,21 e 0,23 e no experimento dois de 0,155; 0,175; 0,200; 0,225 e 0,250. No experimento três, as relações Treo:Lis foram 0,56; 0,63; 0,70; 0,77 e 0,84. Os parâmetros avaliados foram submetidos às analises de variância utilizando-se o programa de análises estatísticas SAEG. As relações entre os aminoácidos foram avaliadas utilizando-se os modelos lineares ou quadráticos conforme o melhor ajuste dos parâmetros. No experimento um, as relações Trip:Lis aumentaram linearmente (P≤0,01) os pesos finais, em jejum e o ganho de peso e reduziu a conversão alimentar. No experimento dois, os pesos, o ganho de peso, o consumo de ração dos leitões e as taxas de deposições protéicas na Fase II foram aumentados (P=0,05), e a conversão alimentar dos leitões foi reduzida (P=0,05). No experimento três, as relações Treo:Lis aumentaram (P≤0,10) o consumo de treonina, as taxas de deposições protéicas, a relação proteína/gordura e os pesos absolutos e relativos dos fígados e rins, bem como reduziu a deposição de gordura e o conteúdo de haptoglobina no soro. Conclui-se que a relação triptofano com lisina digestíveis para leitões na fase inicial de crescimento é de 0,22, enquanto que para leitões alojados em condições de desafio sanitário é de 0,20. A relação de treonina e lisina digestíveis que proporcionou melhor resultado para leitões na fase inicial de crescimento criados em condições de desafio sanitário foi de 0,65.
Three experiments were realized to evaluate different digestibles tryptophan:lysine ratios (Trp:Lys) for piglets in the initial phase of growth with or without sanitary challenge and different digestibles threonine:lysine ratios (Thr:Lys) for piglets reared in condictions of sanitary challenge. Was used a randomized block design with eight replicates of four animals each (trial plot) in experiment one and seven replicates of three animals in experiments two and three. The body weight (BW) was used as criterion to form blocks. The Trp:Lys ratios studied in experiment one were 0.15; 0.17; 0.19; 0.21 e 0.23 and in experiment two were 0.155; 0.175; 0.200; 0.225 e 0.250. In the experiment three, the Thr:Lys ratios were 0.56; 0.63; 0.70; 0.77 e 0.84. The parameters evaluated were subjected to variance analysis using the program of Statistical Analysis SAEG. The ratios between amino acids were evaluated using quadratic or linear models according to the best parameters adjustment to level of 5% probability. In the one experiment, Trp:Lys ratios increased linearly (P < 0.01) the BW,BW in fasting and weight gain (ADG), gain-to-feed ratio (G:F) in Phase I and II. In the second experiment, BW, ADG, feed intake (ADFI) of piglets, protein deposition rates and G:F in Phase II were increased (P = 0.05). In third experiment, the Thr:Lys ratios increased (P < 0.10) the feed intake of threonine, protein deposition rates, protein/fat ratio and the absolute and relative weights of liver and kidneys, and reduced fat deposition and the content of haptoglobin in serum. It is concluded that the digestibles tryptophan to lysine for piglets in the initial phase is 0.22, while for piglets housed in conditions of sanitary challenge is 0.20. The ratio of digestibles threonine to lysine that provided best result for piglets in initial phase of growth housed on conditions sanitary challenge was 0.65.
Palavras-chave: Leitões
Aminoácidos
Triptofano
Treonina
Lisina
Piglets
Aminoacids
Tryptophan
Threonine
Lysine
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::NUTRICAO E ALIMENTACAO ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Doutorado em Zootecnia
Citação: OLIVEIRA JÚNIOR, Gregório Murilo de. Digestibles tryptophan and threonine ratios in diets for piglets postweaning housed in enviroments with or without sanitary challenge. 2012. 109 f. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1802
Data do documento: 9-Mai-2012
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,31 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.