Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1824
Tipo: Tese
Título: Influência do ambiente térmico da zona da mata de Minas Gerais sobre respostas produtivas e fisiológicas de cabras leiteiras confinadas
Título(s) alternativo(s): Influence of thermal environment of Zona da Mata Mineira on productive and Physiological responses of confined dairy goats
Autor(es): Queiroz Junior, Pedro
Primeiro Orientador: Veloso, Cristina Mattos
Primeiro coorientador: Rodrigues, Marcelo Teixeira
Segundo coorientador: Vieira, Ricardo Augusto Mendonça
Primeiro avaliador: Souza, Cecília de Fátima
Segundo avaliador: Garcia, Simone Koprowski
Abstract: Avaliou-se a influência do ambiente térmico da Zona da Mata de Minas Gerais sobre as respostas produtivas e fisiológicas de cabras leiteiras, mantidas em regime de confinamento, durante a estação de outono. Utilizaram-se 194 cabras leiteiras, sendo 108 de primeira ordem de parto, com peso médio de 52,6±8,9 kg, e 86 pluríparas, com peso médio de 57,3±10,3 kg, distribuídas em 15 baias (± 12 matrizes/baia). Permitiram-se modificações quantitativas nos critérios classificação/baia, ou seja, a cada reagrupamento, houve a formação de um lote. Os lotes se configuram variáveis aleatórias de um sistema de produção dinâmico. A análise das variáveis associadas a medidas tomadas nas distintas categorias foi efetuada com base na combinação de teorias ligadas aos modelos de estrutura multivariada e modelos mistos. Temperatura retal, frequência respiratória e temperatura superficial foram combinadas para obtenção da variável canônica (Z*) que preservasse a maior variação possível entre elas. O consumo alimentar, a produção de leite e o peso vivo dos animais foram analisados considerando-se a baia como unidade experimental. No consumo de proteína bruta, extrato etéreo, fibra em detergente neutro e cinzas, não houve diferença significativa entre as categorias. No entanto, para o consumo de matéria seca e de lignina, as diferenças foram significativas (p<0,001). Para ambas as categorias, a produção de leite média, em kg.animal-1.dia-1 decresceu ao longo da estação de outono, mas não houve diferença significativa entre elas. A média de produção diária de leite foi de, aproximadamente, 1,72 kg.animal-1.dia-1, para ambas as categorias. O índice de temperatura de globo e umidade (ITGU), do ambiente interno foi diferente do ITGU do ambiente externo, com amplitude considerável no início da estação de outono. Nos dois grupos estudados, as cabras mostraram-se sensíveis à elevação do ITGU vespertino em relação ao ITGU matutino. As respostas das cabras pluríparas foram de maior magnitude, com Z* superior a 200. A análise de Z*, calculada para ordem de parto e horas do dia, via modelos mistos, mostrou diferenças significativas (<0,001). Em todos animais, as temperaturas retais, nos turnos matutino e vespertino, mantiveram-se entre 38,0 °C e 40,0 °C. As cabras primíparas apresentaram valor mínimo de 27,5 °C e máximo de 35,1 °C para temperatura superficial, nos turnos matutino e vespertino, respectivamente. As cabras pluríparas apresentaram valor mínimo de 27,0 °C e máximo de 36,1 °C, nos turnos matutino e vespertino, respectivamente. A frequência respiratória foi maior nas cabras pluríparas em relação às primíparas, com maior amplitude para as pluríparas no turno vespertino que no turno matutino. Primíparas e pluríparas mostraram-se adaptadas ao clima da Zona da Mata mineira, tendo como resposta valores de temperatura retal dentro dos limites fisiológicos normais, sendo capazes de manter a endotermia, mesmo com as diferenças entre temperaturas nas horas do dia e ao longo da estação de outono.
It was evaluated the influence of the thermal environment of Zona da Mata of Minas Gerais on productive and physiological responses of dairy goats kept in feedlot during the autumn season. One hundred ninety four dairy goats were used, of which 108 were of first parity order, with an average weight of 52.6 ± 8.9 kg, and 86 were pluriparous, with an average weight of 57.3 ± 10.3 kg, distributed in 15 pens (± 12 goats/pen). Quantitative changes in classification criteria/box were allowed, what means that at each regrouping there was formation of a group of goats. The groups configured random variables of a dynamic production system. The analysis of the variables associated to measures taken in the different categories was made based on a combination of theories linked to the multivariate structure models and mixed models. Rectal temperature, respiratory rate and surface temperature were combined to obtain the canonical variable (Z*) which preserved the greatest possible variation among them. Feed intake, milk production and body weight of the animals were analyzed considering the pen as experimental unit. To crude protein, ether extract, neutral detergent fiber and ash intake, there was no significant difference between the categories. However, the dry matter and lignin intake differ statistically (p<.001) between the two groups. For both categories, the average milk yield in kg/animal- 1/day-1 decreased over the autumn season, even with no significant difference between them. The average daily milk production was approximately 1.72 kg.animal- 1.day-1 for both categories. The black globe humidity index (BGHI) of the free stall barn was different from that of the external environment, with considerable range in the early autumn season. In both groups, the goats were sensitive to the elevation of afternoon BGHI compared to that of the morning. The pluriparous goats responses were of greater magnitude, with Z* greater than 200. The analysis of Z*, calculated to parity order and hours of the day, via mixed models showed significant differences (<0.001). In all animals, rectal temperatures in the morning and afternoon were between 38.0 °C and 40.0 °C. Primiparous goats showed a minimum value of 27.5 °C and a maximum value of 35.1 °C for surface temperature at morning and afternoon, respectively. Pluriparous goats had minimum of 27.0 °C and maximum of 36.1 °C in the morning and afternoon, respectively. The respiratory rate was higher in pluriparous goats compared to primiparous, with greater amplitude for the pluriparous in the afternoon than in the morning. Primiparous and pluriparous showed to be adapted to Zona da Mata mineira climate, with rectal temperature values within normal physiological range, being able to maintain endothermy, even with the differences of temperature in the daytime hours and along the autumn season.
Palavras-chave: Cabras leiteiras
Ambiente térmico
Produção de leite
Confinadas
Respostas produtivas e fisiológicas
Dairy goats
Thermal environment
Milk production
Confined
Productive and physiological responses
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Doutorado em Zootecnia
Citação: QUEIROZ JUNIOR, Pedro. Influence of thermal environment of Zona da Mata Mineira on productive and Physiological responses of confined dairy goats. 2012. 62 f. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1824
Data do documento: 19-Dez-2012
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,15 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.