Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1829
Tipo: Tese
Título: Criopreservação de sêmen ovino com diferentes concentrações espermáticas associado ou não com ácido ascórbico
Título(s) alternativo(s): Cryopreservation of ram semen with different sperm concentrations with or without ascorbic acid
Autor(es): Silva, Jaciara Campos da
Primeiro Orientador: Carvalho, Giovanni Ribeiro de
Primeiro coorientador: Gusmão, Alberto Lopes
Primeiro avaliador: Barbosa, Larissa Pires
Segundo avaliador: Espeschit, Claudio José Borela
Terceiro avaliador: Costa, Eduardo Paulino da
Abstract: Com o objetivo de maximizar a criopreservação de sêmen ovino mantendo sua capacidade fertilizante, três carneiros da raça Dorper, em idade reprodutiva e com excelentes características espermáticas, foram submetidos a coletas seminais periódicas e tiveram seu sêmen criopreservado, avaliando a concentracâo espermática e efeito de antioxidante. O diluidor utilizado foi o Tris-gema associado ou não a 0,5 mg/mL de ácido ascórbico como antioxidante. Após cada coleta, o sêmen foi distribuído em seis grupos experimentais: G1 (grupo controle) - 80 x 106 espermatozoides sem antioxidante; G2 - 40 x 106 sem antioxidante; G3 - 20 x 106 sem antioxidante; G4 - 80 x 106 espermatozoides com antioxidante; G5 - 40 x 106 com antioxidante; e G6 - 20 x 106 com antioxidante. Após as diluições, o sêmen foi resfriado a 5 oC e submetido a um tempo de equilíbrio de duas horas, sendo envasado em palhetas de 0,25 mL previamente identificadas e lacradas. As palhetas foram congeladas em vapor de nitrogênio líquido durante 15 minutos e depois submersas no nitrogênio, sendo em seguida armazenadas em botijão criogênico. O sêmen foi descongelado a 37 oC por 30 segundos e submetido aos testes in vitro: motilidade, vigor, morfologia espermática, integridade de membrana através da coloração eosina/nigrosina, teste hiposmótico e teste de termorresistência (TTR) a 37 oC, por três horas. Cento e oitenta ovelhas mestiças tiveram estros induzidos e sincronizados com esponjas intravaginais impregnadas com 60 mg de acetato de medroxiprogesterona por sete dias e com aplicação de 300 UI de eCG e 0,125 mg de cloprostenol 24 horas antes da retirada das esponjas. No oitavo dia de tratamento, as ovelhas receberam 300 UI de hCG. As inseminações ocorreram 55 horas após a retirada da progesterona, intra-uterinamente via laparoscopia. O diagnóstico de gestacão, por ultrassonografia, foi realizado 40 dias após as inseminações. Na motilidade progressiva pós-descongelamento foi encontrada diferença (P<0,05) entre os grupos 4, com 67,8 ± 3,9, e o grupo 6, com 62,9 ± 3,6. As motilidades, na primeira hora do teste de termorresistência, diferenciaram (P<0,05) entre os grupos 1 e 4, apresentando médias e desvio-padrão de 61,7 ± 6,2 e 66,5 ± 3,7, respectivamente, e entre os grupos 4 e 6, com valores na ordem de 66,5 ± 3,7 e 61,0 ± 2,9, respectivamente. O vigor do sêmen no pós- descongelamento e no TTR não sofreu alteração (P>0,05) entre os grupos, assim como os testes de integridade de membrana. A redução da concentração espermática de 80 para 40 e 20 milhões de espermatozoides por dose inseminante não alterou (P>0,05) a fertilidade in vivo. Não foram observadas alterações significativas nos grupos suplementados com vitamina C (p>0,05). Conclui-se que a inclusão de 0,5 mg/mL de ácido ascórbico ao meio diluente não melhorou as características seminais nem a fertilidade do sêmen criopreservado, e a dose de 20 milhões de espermatozoides totais foi efetiva para uso em IATF por laparoscopia em ovelhas.
Semen was collected at regular intervals from three Dorper rams in reproductive age and with excellent sperm characteristics in order to maximize ram semen cryopreservation while keeping their fertilizing ability. Their semen was cryopreserved in medium based on Tris-yolk with different sperm concentrations, supplemented or not with 2.5 mM vitamin C. Sperm concentration and antioxidant effect were evaluated. After each collection, the semen was diluted and analyzed with that medium, and then distributed along six experimental groups: G1 (control group) - 80 x 106 spermatozoa without vitamin C; G2 - 40 x106 without vitamin C; G3 - 20 x 106 without Vitamin C; G4 - 80 x 106 spermatozoa with vitamin C; G5 - 40 x106 with vitamin C; G6 - 20 x 106 with vitamin C. After dilutions, the semen was cooled to 5 oC, kept in a two-hour period of equilibrium, and then stored in previously identified and sealed 0.25 mL pellets. The pellets were frozen in liquid nitrogen vapor for 15 minutes, submerged in nitrogen, and then stored in cryogenic cylinder. The doses of semen in the groups were thawed at 37 oC for 30 seconds and subjected to in vitro tests: motility, vigor, morphology, membrane integrity by staining eosin/nigrosin, hypoosmotic test and thermoresistance test (TRT) at 37 oC for three hours. 180 crossbred ewes had their estrus induced and synchronized pharmacologically, using intravaginal sponges impregnated with 60 mg of medroxyprogesterone acetate (Progespon®, Coopers, Brazil) for seven days and applying 300 UI eCG (Sincroecg®, Ourofino, Brazil) and 0.125 mg of cloprostenol (Ciosin®, Coopers, Brazil) 24 hours before sponge removal. On the eighth day of treatment, the sheep received 300 UI hCG (Vetecor®, Hertape Calier, Brazil). The intrauterine inseminations occurred by means of laparoscopy 55 hours after sponge removal. 40 days after the inseminations, ultrasound examinations were performed to attest to pregnancy. In post-thaw motility, there was a significant difference (p<0.05) between group 4 (67.8 ± 3.9) and group 6 (62.9 ± 3.6). Motilities in the first hour of the thermoresistance test differed statistically (p<0.05) between groups 1 and 4, with mean and standard deviation of 61.7 ± 6.2 and 66.5 ± 3.7, respectively, and between groups 4 and 6 with values of the order of 66.5 ± 3.7 and 61.0 ± 2.9, respectively. Semen vigor in post-thaw and TTR did not change significantly (p>0.05) among groups, and nor did the membrane integrity tests. The reduction in sperm concentration from 80 to 40 and 20 million spermatozoa per insemination dose did not significantly change (p>0.05) in vivo fertility. No significant changes were observed in the groups supplemented with vitamin C (p> .05). It is concluded that the inclusion of 0.5 mg/ml ascorbic acid to the diluent medium did not improve either the characteristics or the fertility of the cryopreserved semen, and the dose of 20 million total spermatozoa was effective for use in laparoscopic FTAI in sheep.
Palavras-chave: Vitamina C
Ovinos
Ciopreservação
Vitamin C
Ram
Cyopreservation
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::PRODUCAO ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Doutorado em Zootecnia
Citação: SILVA, Jaciara Campos da. Cryopreservation of ram semen with different sperm concentrations with or without ascorbic acid. 2013. 66 f. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1829
Data do documento: 27-Fev-2013
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf558,43 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.