Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1891
Tipo: Tese
Título: Aspectos nutricionais e comportamentais relacionados à inclusão de volumoso na alimentação de emas em fase de crescimento
Título(s) alternativo(s): Related nutritional and behavioral aspects when forages are included in the feeding of rheas in growth phase
Autor(es): Almeida, Aline Conceição
Primeiro Orientador: Machado, Thea Mirian Medeiros
Primeiro coorientador: Gomes, Paulo Cezar
Segundo coorientador: Lanna, Eduardo Arruda Teixeira
Primeiro avaliador: Saad, Carlos Eduardo do Prado
Segundo avaliador: Tinôco, Ilda de Fátima Ferreira
Abstract: As emas, como ratitas, apresentam adaptações anatômicas e fisiológicas que as tornam capazes de fazer o aproveitamento de alimentos fibrosos na dieta. Objetivou-se testar a adequação do feno de capim napier e do feno de rami para utilização na alimentação de emas em cativeiro, determinando os valores de digestibilidade aparente da energia, fibra, proteína e minerais de uma ração basal com inclusão do feno de capim napier e de feno de rami, comparar duas técnicas para determinação destes coeficientes e identificar possíveis mudanças no comportamento ingestivo dos animais. Foi preparada uma ração basal para testar com 0%, 15% 30% e 45% de inclusão de feno de capim napier, no primeiro experimento, e, com feno de rami no segundo. As dietas foram acrescidas de 0,5% de óxido crômico (Cr2O3) para identificar diferenças entre os métodos. O delineamento utilizado foi o quadrado latino 4x4 com 2 repetições, onde cada animal representou uma unidade experimental. Foram utilizados oito machos alojados individualmente. Cada período experimental era composto de 2 dias para transição entre as dietas, 5 dias de adaptação e 5 dias de coleta de excretas que foram coletadas com a utilização de bolsas coletoras de material plástico. As excretas coletadas foram congeladas e depois homogeneizadas e analisadas em laboratório para determinação da matéria seca, proteína bruta, fibra em detergente neutro, fibra bruta, matéria mineral e energia bruta. Para avaliação do comportamento foi utilizado o modelo focal onde, para registrá-lo, foi criada uma planilha, preenchida por quatro observadores que, avaliavam simultaneamente dois animais de um mesmo tratamento cada um, anotaram os comportamentos de relevância, que foram contados e avaliados posteriormente. Os animais foram pesados no início e no fim de cada período experimental. O consumo foi notadamente influenciado pela inclusão do feno de capim napier, pois o volume destas rações eram visivelmente maiores. Com relação aos coeficientes de digestibilidade de proteína bruta (CDAPB), de matéria mineral (CDAMM) e de fibra bruta (CDAFB), em ambos os experimentos, não apresentaram diferença significativa entre os tratamentos. Os coeficientes de digestibilidade aparente de matéria seca (CDAMS) e de matéria orgânica (CDAMO) diferiram significativamente entre os tratamentos, sendo inversamente proporcional ao nível de inclusão de feno de capim napier. Os CDAMO, o mesmo foi observado no experimento com feno de rami, diferente dos CDAMS, que não apresentaram diferenças entre os tratamentos, contudo vale ressaltar que de forma geral os valores são pelo menos 30% menores que os apresentados no experimento com inclusão de feno de capim napier. As técnicas foram avaliadas quanto à produção de matéria seca fecal (MSF), determinação da energia metabolizável (EM), ao consumo de energia metabolizável (CoEM), ao coeficiente de metabolização da energia bruta (CMEB) e CDAMS. No experimento com feno de capim napier, não foram encontradas diferenças significativas em nenhum dos tópicos avaliados, contudo, a técnica que usa o cromo apresentou ligeiro aumento nos valores. Diferente dos resultados com feno de capim napier, todos os valores de EM, os CoEM, os CMEB e os CDAMS obtidos com a inclusão de feno de rami, apresentaram valores significativamente diferentes entre as técnicas, em todos os tratamentos, além de apresentarem diferentes resultados nas médias dos tratamentos, modificando completamente a interpretação dos dados do experimento. Quanto ao comportamento ingestivo, não houve diferenças significativas (SNK, 5%) entre os tratamentos em nenhum dos ensaios, excetuando o tratamento com 0%. O consumo de água no ensaio com feno de rami foi pelo menos 30% maior que no ensaio com feno de capim napier. A produção de excretas diferiu significativamente (SNK, 5%) entre os tratamentos 0% e 45% em ambas as fontes. Não foram encontradas diferenças significativas na variação de peso dos animais entre tratamentos. Contudo, o tratamento que promoveu maior ganho foi o de 30% de feno de rami (68,44 g/dia) e o de menor foi o de 30% de feno de capim napier (3,96g/dia). Nos tratamentos com feno de capim napier a freqüência de excreção foi 40% maior que nos tratamentos com feno de rami. Os animais dos tratamentos 0% de inclusão de feno de capim bicaram 60% mais as fezes que os dos demais tratamentos porque estas conteriam grande quantidade de nutrientes produzidos pelo metabolismo do ceco-cólon. Com base neste estudo conclui-se que não só a quantidade e a qualidade de fibra, causa interferências no aproveitamento da dieta, e se refletem causando ligeiras alterações no comportamento ingestivo dos animais. As fibras parecem ainda, interferir na técnica que usa o cromo como marcador, em estudos de digestibilidade. São então, necessários outros estudos para esclarecer melhor estes efeitos.
Rheas, as ratites, present anatomical and physiological adaptations that become them capable to make the fiber food exploitation in the diet. In view of testing the adequacy of napier grass and rami for use in the feeding of rheas in captivity, it was objectified to determine the values of apparent digestibilidade of the nutrients of a basal ration with inclusion of the hay of napier grass and rami hay, to compare two techniques for determination of these coefficients and to identify possible changes in the ingestive behavior of the animals. A basal ration was prepared to test with 0%, 15% 30% and 45% of napier grass hay inclusion, in the first experiment, and with rami hay, in as. The diets had been increased of 0,5% of chromic oxide (Cr2O3) to identify differences between the methods. The used delineation was the Latin square 4x4 with repetition, where each animal represented an experimental unit. Eight individually lodged males had been used. Each experimental period was composed of 2 days for transition between the diets, 5 days of adaptation and 5 days of collection of excretes that they had been collected with the use of collecting stock markets of plastic material. Excretes collected had been congealed and later homogenized and analyzed in laboratory for determination of the dry substance, protein (CP), neutral detergent fiber (NDF), crude fiber (CF), mineral matter (MM) and energy. For evaluation of the behavior the focal model of comment was used where, for it registers it, it was created a model of spread sheet, filled for four observers who, observing simultaneously two animals of one exactly treatment each one, they had written down the relevance behaviors, that counted and they had been evaluated later. The animals had been weighed at the beginning and in the end of each experimental period. The consumption clearly was influenced by the inclusion of the napier grass hay, therefore the volume of these rations was visibly bigger. With regard to the apparent digestibility coefficients (ADC) of crude protein (ADCCP), of mineral matter (ADCMM) and crude fiber (ADCCF), in both the experiments, had not presented significant difference between the treatments. The ADC of dry matter (ADCDM) and organic matter (ADCOM) had differed significantly between the treatments, being inversely proportional to the level of inclusion of napier grass hay. The ADCOM, in the experiment with rami hay, follow this standard, different of the ADCDM, that did not present differences between the treatments, however valley to stand out that of general form the values are at least 30% minors who the presented ones in the experiment with inclusion of napier grass. The techniques had been evaluated how much to the production of fecal dry matter (FDM), determination of the metabolizable energy (ME), to the metabolizable energy consumption (MECo), to the metabolization coefficient of crude energy (MCCE) and ADCDM. In the experiment with napier grass hay, significant differences in none of the evaluated topics had not been found, however the technique that uses chromium presented major values. Different of the results with napier grass hay, where all the values the values of IN, MECo, MCCE and ADCDM gotten with the rami hay inclusion, had presented significantly different values between the techniques, in all the treatments, beyond presenting different results in the comparison enter the averages of the treatments completely, modifying the interpretation of the data of the experiment. How much to the ingestive behavior, in the consumption it did not have significant differences (SNK, 5%) enters the treatments in none of the assays, excepting the treatment with 0%, the water consumption in the assay with rami was at least 30% greater that in the assay with napier grass hay. The production of excretes significantly differed (SNK, 5%) between treatments 0% and 45% in both the sources. Significant differences in the variation of weight of the animals between treatments had not been found. However, the treatment with bigger profit was of 30% of rami (68,44 g/day) and of minor it was of 30% of napier grass (3,96g/dia). In the treatments with grass the excretion frequency was 40% greater that in the treatments with rami. The animals of treatments 0% of inclusion of grass had pecked 60% more the excrements that other treatments because these would contain great amount of nutrients produced for the metabolism of cecum- colon. On the basis of this study one concludes that not only the amount of fiber, but also the quality of this cause interferences in the exploitation of the diet, and if reflects causing fast alterations in the ingestive behavior of the animals. The staple fibers still seem, to intervene with the technique that uses chromium oxide as marking, in digestibilidade studies. They are then, necessary other studies to clarify better these effects.
Palavras-chave: Ema (Ave) - Nutrição
Ema (Ave) - Alimentação e rações
Fibras na nutrição animal
Ema (Ave) - Comportamento
Animais silvestres - Criação
Ema (Ave) - Nutrition
Ema (Ave) - Food and feed
Fibers in animal nutrition
Ema (Ave) - Behavior
Wild Animals - Creation
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::NUTRICAO E ALIMENTACAO ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Doutorado em Zootecnia
Citação: ALMEIDA, Aline Conceição. Aspectos nutricionais e comportamentais relacionados à inclusão de volumoso na alimentação de emas em fase de crescimento. 2007. 116 f. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Embargado
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1891
Data do documento: 6-Mar-2007
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,7 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.