Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2060
Tipo: Dissertação
Título: Composição e atividade antifúngica do óleo essencial de hortelã-pimenta (Mentha piperita L.)
Título(s) alternativo(s): Composition and antifungal activity of pepper mint (Mentha piperita L.) essential oil
Autor(es): Freire, Marcelo Moreira
Primeiro Orientador: Jham, Gulab Newandram
Primeiro avaliador: Alvarenga, Elson Santiago de
Segundo avaliador: Rubinger, Mayura Marques Magalhães
Terceiro avaliador: Dhingra, Onkar Dev
Quarto avaliador: Magalhães, Sérgio Tinôco Verçosa de
Abstract: O óleo essencial (OE) de hortelã-pimenta (Mentha piperita L.), obtido por hidrodestilação de folhas secas, foi avaliado, in vitro, através do ensaio poison food (0,1; 0,2 e 0,3%) e apresentou atividade antifúngica contra Aspergillus flavus, A. ochraceous, A. niger, A. glaucus, Fusarium oxysporum, F. semitectum, Colletotrichum musae e C. gloeosporioides. O OE, fracionado por cromatografia em camada delgada (CCD) preparativa (sílica-gel), utilizando como eluente diclorometano:hexano (2:1, v/v), apresentou 7 frações (cinco visíveis sob luz ultravioleta e duas outras quando reveladas com vanilina sulfúrica). Sua fração antifúngica (FA) foi identificada por CCDbioautografia. A FA, com fator de retenção (Rf) igual a 0,47 e largura da banda (Wb) de 8,0 cm, foi fracionada em três subfrações ativas e avaliadas através do ensaio poison food a 0,1% e 0,2%. Os componentes do óleo essencial bruto e das subfrações ativas foram identificados por cromatografia gasosa, usando o índice de Kováts (IK) em conjunto com a espectrometria de massas, sendo identificados um total de 57 compostos. A subfração ativa 1, cujo composto principal é o mentol, se mostrou como a mais eficaz para a maioria dos fungos avaliados, seguida da subfração ativa 3, cujo composto principal é a carvona. Diante da atividade antifúngica obtida pelo OE in vitro, avaliou-se seu potencial antifúngico, in vivo, em ração para suínos à base de milho. Rações, em três umidades diferentes (13, 15 e 18%), foram tratadas com óleo essencial a 0,2% e armazenadas por 30, 60 e 90 dias. O nível de contaminação fúngica foi avaliado através da quantificação de ergosterol por CGEM através do Monitoramento Seletivo de Íons (MSI) As concentrações de ergosterol, nas amostras quantificadas, ficaram entre 0,01 a 11,44 μg/g de ração. O melhor controle fúngico (95,8%, à umidade de 13%) foi obtido no primeiro mês de armazenamento seguido de 91,0%, à umidade 15%, no segundo mês. O OE, armazenado à 4ºC e à 25ºC, teve sua estabilidade avaliada através de cromatografia gasosa, por comparação entre as razões de áreas dos picos dos seus principais componentes (1,8-cineol, mentona, neomentol, mentol, carvona, acetato de mentila, trans-cariofileno e viridiflorol) e de um padrão interno (nonano). `A temperatura ambiente, o componente que apresentou maior variação entre a sua quantidade inicial e após o tempo de armazenamento foi o trans-cariofileno. Mentona e 1,8-cineol foram os que mais degradaram quando estocados à 4oC. Como esperado, os principais componentes do óleo essencial, como um todo, mostraram-se bem mais estáveis à temperatura mais baixa (4ºC).
Pepper mint (Mentha piperita L.) essential oil (EO), obtained by hydro distillation of dry leaves, was evaluated in vitro through a poison food assay (0.1; 0.2 and 0.3%) presented antifungal activity against Aspergillus flavus, A. ochraceous, A. niger, A. glaucus, Fusarium oxysporum, F. semitectum, Colletotrichum musae and C. gloeosporioides. The EO was fractioned by preparative silica gel thin layer chromatography (TLC), using hexane dichloromethane (2:1, v/v) as solvent, presenting 7 fractions (five being visible under ultraviolet light and two when revealed with vanillin-sulfuric acid). Its antifungal fraction (AF) was identified by TLC bioautography. AF activity, with Rf value of 0.47 and band width (Wb) of 8.0 cm, was fractioned into active three sub-fractions, evaluated through poison food assay at 0.1% and 0.2%. The components of the crude OE and of the active sub-fractions were identified by gas chromatography using the Kováts index (KI), along with gas chromatography-mass spectrometry (GC-MS), with a total of 57 compounds being identified. Active sub-fraction 1, whose main compound was menthol, was found to be more efficient for most of the fungi evaluated, followed by active subfraction 3, whose main compound was carvone. In view of the antifungal activity obtained by the EO in vitro, its antifungal potential, in vivo was evaluated in corn-based swine ration. Rations were treated with essential oil at 0.2% under three humidity conditions (13, 15 and 18%) and stored for 30, 60 and 90 days. The level of fungal contamination was evaluated through ergosterol quantified by GC-MS and selective ion monitoring (SIM). The concentrations of ergosterol in the samples quantified ranged from 0.01 to 11.44 μg/g of ration. The best fungal control (95.8%, at 13% humidity) was obtained in the first month of storage followed by 91.0%, at 15% humidity in the second month. EO stability was assessed through gas chromatography, stored at 4ºC and 25ºC, by comparing the ratios of the peak areas of its main components (1.8-cineole, menthone, neomenthol, menthol, carvone, menthyl acetate, trans-caryophyllene, and viridiflorol) and internal standard (nonane). At room temperature, trans-caryophyllene showed the highest variation between its initial amount and after storage. Menthone and 1,8-cineole degraded the most when stored at 4oC. As expected, the main components of the essential oil, as a whole, were more stable at lower temperatures (4oC).
Palavras-chave: Essências e óleos essenciais
Hortelã-pimenta
Composição
Fungicidas
Análise cromatográfica
Mentha piperita
Essential oil
Pepper mint
Composition
Fungicides
Chromatographic analysis
Mentha piperita
CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA::QUIMICA ORGANICA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Agroquímica analítica; Agroquímica inorgânica e Físico-química; Agroquímica orgânica
Programa: Mestrado em Agroquímica
Citação: FREIRE, Marcelo Moreira. Composition and antifungal activity of pepper mint (Mentha piperita L.) essential oil. 2006. 67 f. Dissertação (Mestrado em Agroquímica analítica; Agroquímica inorgânica e Físico-química; Agroquímica orgânica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2006.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2060
Data do documento: 23-Fev-2006
Aparece nas coleções:Agroquímica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf437,65 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.