Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/21048
Tipo: Artigo
Título: Análise da competitividade das 50 maiores cooperativas de Minas Gerais
Autor(es): Costa, Ana Laura da
Albino, Pablo Murta Baião
Abstract: A globalização da economia, as transformações no ambiente econômico nacional e, consequentemente, o aumento da competição em nível mundial vêm exigindo que as cooperativas revejam suas estratégias, buscando assim se adaptarem aos novos tempos. Neste sentido, o objetivo do trabalho é analisar a competitividade das 50 maiores cooperativas do estado de Minas Gerais. Foi empregada a análise Shift Share por meio da variação do número de empregados das cooperativas, considerando o setor de atividades e a região, no período de 2009 a 2016. Foram analisados os efeitos nacional, estrutural e competitivo, bem como a decomposição homotética e residual de cada um desses. O trabalho levou em consideração o estado de Minas Gerais, divididos em 8 regiões. Os setores de atividades foram representados pelos ramos do cooperativismo brasileiro que estão presentes no ranking estadual das 50 maiores cooperativas, considerando o número de empregados. Os resultados encontrados indicam que o número de empregados variou, em maior parte, devido ao efeito nacional, ou seja, seguiu o comportamento da economia brasileira no período.
The globalization of the economy, the transformations in the national economic environment and, consequently, the increase of worldwide competition, have demanded that cooperatives review their strategies seeking to adapt to the new times. In this sense, the objective of this work is to analyze the competitiveness of the 50 largest cooperatives in the state of Minas Gerais. The Shift Share analysis was employed by varying the number of employees of the cooperatives and considering the activity sector and the region from 2009 to 2016. The national, structural and competitive effects were analyzed, as well as the homothetic and residual decomposition of each one of them. The study took into account the state of Minas Gerais, divided into 8 regions. The sectors of activity were represented by branches of Brazilian cooperatives that are present in the state ranking of the 50 largest cooperatives, considering the number of employees. The results indicate that the number of employees varied, in large part, due to the national effect, in other words, it followed the behavior of the Brazilian economy in the period.
Palavras-chave: Competitividade
Cooperativas
Análise shift Share
Minas Gerais
Editor: Revista de Extensão e Estudos Rurais
Tipo de Acesso: Open Access
URI: https://www.revistarever.ufv.br/index.php/rever/article/view/218
http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/21048
Data do documento: Jan-2018
Aparece nas coleções:Artigos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
artigo.pdftexto completo353,52 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.