Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2135
Tipo: Dissertação
Título: Adsorção e dessorção de arsênio por quitosana-Fe(III)- reticulada e seu emprego na remoção deste elemento de águas da região do Quadrilátero Ferrífero, MG.
Título(s) alternativo(s): Arsenic adsorption and desorption by chitosan-Fe(III)- crosslinking and employed in the removal of this element in waters of the Iron Quadrangle region, MG
Autor(es): Oliveira, Cristiane Pereira de
Primeiro Orientador: Bellato, Carlos Roberto
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Alvarenga, Elson Santiago de
metadata.dc.contributor.advisor-co2: Fontes, Maurício Paulo Ferreira
metadata.dc.contributor.referee1: Neves, Antônio Augusto
metadata.dc.contributor.referee2: Reis, Efraim Lázaro
Abstract: O arsênio ocorre na natureza em uma variedade de formas químicas, incluindo espécies orgânicas e inorgânicas. Águas utilizadas para consumo humano com concentrações de arsênio acima dos limites estabelecidos pelos órgãos de controle ambiental (10,0 μg L-1) são consideradas perigosas para a saúde humana. Dentre os métodos alternativos empregados para remoção de arsênio, destaca-se o método de adsorção com materiais naturais, como a quitosana, obtida pela desacetilação alcalina da quitina, um dos biopolímeros mais abundantes na natureza. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a eficiência da quitosana-Fe(III)-R na adsorção e remoção do As(V) de águas da região do Quadrilátero Ferrífero, MG. A caracterização de amostras de quitosana e do complexo quitosana-Fe(III)-R foram realizadas por diferentes análises. Os estudos de adsorção de As(V) na quitosana-Fe(III)-R foram conduzidos com 50,0 mg de adsorvente em 10,00 mL de solução de As(V), pH ótimo 7,0 e o tempo de equilíbrio de 60 minutos. A capacidade de adsorção máxima de As(V) na quitosana-Fe(III)-R é de 39,2 mg g-1 e foi determinado pela isoterma de Langmuir. A capacidade de adsorção de As(V) na quitosana natural purificada foi menor que do complexo quitosana-Fe(III)-R, comprovando a importância da modificação química na quitosana. Altas concentrações de ânions cloreto e nitrato, não mostraram efeito significativo na remoção de As(V). A adsorção de As(V) é diminuída por íons fosfato presentes em maiores concentrações. A dessorção de As(V) foi conseguida com a solução de ácido cítrico 1,00 mol L-1 (97,5%). O processo de remoção de As(V) pela quitosana-Fe(III)-R foi aplicado em amostras de águas da região do Quadrilátero Ferrífero, MG, alcançado uma remoção de até 99,9% do poluidor.
Arsenic occurs in nature in a variety of chemical forms, including organic and inorganic species. Waters used for human consumption with arsenic concentrations above the established limits for the environmental control agencies (10,0 μg L-1) are considered dangerous to human health. Among the alternative methods employed for arsenic removal from polluted waters, stands out the method of adsorption by natural materials as chitosan, obtained by alkaline deacetylation of the chitin, one of the most abundant biopolymers in nature. This present work had as objective to evaluate the efficiency of the chitosan-Fe(III)-crosslinking in the adsorption and removal of As(V) of waters of the Iron Quadrangle region, MG. The chitosan samples and the complex chitosan-Fe(III)-R characterization was accomplished by different analyses. The As (V) adsorption in the chitosan-Fe(III)-R studies were carried out with 50,0 mg of adsorbent in 10,00 mL of As(V) solution, with optimum pH of 7,00 and the time of equilibrium of 60 minutes. The maximum As(V) adsorption capacity in chitosan-Fe(III)-R was 39,2 mg g-1 and it was determined by the Langmuir isotherm. The As(V) adsorption capacity in the natural purified chitosan was lower than the one for the chitosan-Fe(III)-R complex, what demonstrates the importance of the chemical modification of chitosan. High concentration of chloride and nitrate anions did not show significant effect in the As(V) removal. The As(V) adsorption was reduced by phosphate ions present in concentrations higher than the As(V) concentration. The desorption was achieved with 1,00 mol L-1 (97,5%) citric acid solution. The As(V) removal process by chitosan-Fe(III)-R was applied to samples of waters of the Iron Quadrangle region, MG, removing up to 99,9% of the pollutant.
Palavras-chave: Quitosana-Fe(III)- reticulada
Adsorção
Arsênio
Quitosana
Chitosan-Fe(III) crosslinked
Adsorption
Arsenic
Chitosan
CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA::QUIMICA ANALITICA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
metadata.dc.publisher.department: Agroquímica analítica; Agroquímica inorgânica e Físico-química; Agroquímica orgânica
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Agroquímica
Citação: OLIVEIRA, Cristiane Pereira de. Arsenic adsorption and desorption by chitosan-Fe(III)- crosslinking and employed in the removal of this element in waters of the Iron Quadrangle region, MG. 2008. 125 f. Dissertação (Mestrado em Agroquímica analítica; Agroquímica inorgânica e Físico-química; Agroquímica orgânica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2135
Data do documento: 30-Jan-2008
Aparece nas coleções:Agroquímica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf729,84 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.