Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2217
Tipo: Dissertação
Título: Anfíbios anuros em fragmentos de Mata Atlântica no Sudeste do Brasil: riqueza e padrões de distribuição de espécies
Título(s) alternativo(s): Amphibian anuran in fragments of Atlantic Forests domain in Southeastern of Brazil: patterns of species richness and distribution
Autor(es): Oliveira, Eliana Faria de
Primeiro Orientador: Feio, Renato Neves
Primeiro coorientador: Schoereder, José Henrique
Segundo coorientador: Santos, Jorge Abdala Dergam dos
Primeiro avaliador: Garcia, Paulo Christiano de Anchieta
Segundo avaliador: Nascimento, Luciana Barreto
Abstract: A anurofauna da Mata Atlântica está entre as mais conhecidas do país. A partir da atualização das listas de espécies de anuros de uma região de Mata Atlântica do sudeste do Brasil, e conseqüentemente, das suas distribuições geográficas, foi possível avaliar (i) a influência da altitude na riqueza de espécies, (ii) influência da distância na similaridade da anurofauna, e por fim (iii) influência da altitude e da continentalidade nos padrões de distribuição dos anuros. A atualização das listas se procedeu a partir de consultas às coleções herpetológicas ou dados cedidos por pesquisadores. O gradiente altitudinal, o qual variou de 200 a 2800 metros, foi dividido a priori em intervalos de 100 metros. Para analisar estatisticamente a influência da altitude na riqueza das espécies de anuros foi feita uma análise de regressão simples, com distribuição de Poisson, corrigida para a sobredispersão. A influência da distância sobre a distribuição da anurofauna foi avaliada através do teste de Mantel. A áreabiogeográfica estudada abriga 17% da riqueza de anfíbios anuros do Brasil e 35% da riqueza conhecida para a Mata Atlântica. Cerca de 9% das espécies se encontram em processo de descrição, 32% estão classificadas em algum grau de ameaça e/ou inclusas na categoria de Deficiente em Dados e 5% são endêmicas. A altitude influenciou significativamente o padrão de riqueza das espécies de anuros, com a presença de um pico de riqueza nos intervalos altitudinais de 600 e 700 metros. Este padrão altitudinal de riqueza foi correlacionado com espécies de baixada e de áreas montanhosas que exibiram restrita distribuição altitudinal e organismos que apresentaram distribuição altitudinal ampla. A área biogeográfica estudada apresentou valores baixos a intermediários de similaridade da anurofauna, sugerindo que a Mata Atlântica do sudeste do Brasil apresenta comunidades bem diferenciadas de anuros entre as áreas estudadas. As áreas litorâneas compartilharam maior número de espécies que as interioranas, e entre estas, houve maior similaridade entre as áreas de baixada e entre as áreas de altitude elevada. A partir das distribuições geográficas exibidas pelos anuros de uma porção da Mata Atlântica do sudeste do Brasil propõe-se a existência de três grupos de anuros: os litorâneos, os interioranos e os de ampla distribuição geográfica.
The Anuran fauna of the Atlantic Forest has been intensively studied in Brazil. An update of species listings of a Atlantic Forest region in southeastern Brazil allowed to evaluate (i) the altitudinal influence in species richness, (ii) the distance effect on the similarity of Anuran fauna and (iii) and the joint effects of altitude and mainland in the distribution patterns of anurans. A survey was conducted on collection identification and data gathered by researchers. The altitudinal gradient ranged from 220 to 2800 meters above sea level. Analyses were based on arbitrary 100 meters classes. A regression analysis allowed to estimate the influence of altitude on the richness of anuran species, fitting a Poisson distribution corrected for overdispersal. The influence of distance over the anuran distribution was evaluated using Mantel´s test. The studied region harbors 17% of the Brazilian anuran fauna and 35% of the Atlantic Forest anuran diversity. Nine percent of these species are currently being described, 32% are classified under varying degrees of threat and/or are included as Data Defficient; 5% are endemic. The influence of altitude was significant for species richness and a peak of richness was observed a 600 and 700 meters classes. This pattern resulted from a combination of species that are characteristic of lowland and montane areas with restricted altitudinal distribution and widespread species. Overall similarity values ranged from low to moderate, suggesting that in southeastern Brazil, the Atlantic Forest has well differentiated anuran communities. Littoral areas shared more species among them than with any of the mainland and mainland populations were also more similar. Based on these distribution patterns, it is suggested the existence of three Atlantic Forest anuran groups: the littoral, the mainland and the ones with widespread distribution patterns.
Palavras-chave: Biogreografia
Conservação
Anuros
Mata Atlântica
Biogeography
Conservation
Anuran
Atlantic Forest
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biologia e Manejo animal
Programa: Mestrado em Biologia Animal
Citação: OLIVEIRA, Eliana Faria de. Amphibian anuran in fragments of Atlantic Forests domain in Southeastern of Brazil: patterns of species richness and distribution. 2009. 4 f. Dissertação (Mestrado em Biologia e Manejo animal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2217
Data do documento: 3-Abr-2009
Aparece nas coleções:Biologia Animal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
01 - capa_abstract.pdf85,15 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.